Voltar para a página inicial

Quais os principais tipos de insumos agrícolas e como gerenciá-los?

Modificado em: novembro 13, 2023

Uma série de termos fazem parte do dia a dia das propriedades do agronegócio. Assim, precisam ser conhecidos por parte dos proprietários, para ter uma melhor gestão no dia a dia. Portanto, é fundamental tirar eventuais dúvidas que apareçam continuamente. Uma dúvida comum é entender o que são insumos agrícolas.

Na prática, eles são determinantes para a produção de algum produto ou serviço no agronegócio. Dessa forma, são elementos sem os quais não é possível fazer as ações na propriedade, sendo indispensáveis para isso. Mas afinal, quais são os principais tipos de insumos agrícolas? Como gerenciá-los com eficiência?

Vamos tirar suas principais dúvidas sobre o tema, a seguir. Boa leitura!

Qual a importância dos insumos agrícolas para o agronegócio?

Os insumos agrícolas são substâncias ou produtos utilizados na agricultura para promover o crescimento, o desenvolvimento e a produtividade das culturas. Eles desempenham um papel crucial na produção agrícola, pois fornecem os nutrientes necessários para o solo e as plantas, bem como proteção contra pragas e doenças. Além disso, contribuem para a qualidade e a quantidade dos produtos finais.

No Brasil, um dos maiores players globais do agronegócio, a gestão adequada dos insumos agrícolas é essencial para garantir a competitividade e a sustentabilidade do setor. Isso se reflete na diversidade de climas e solos em todo o país, o que requer o uso de diferentes tipos de insumos para otimizar a produção.

Como os insumos agrícolas são classificados?

Os insumos agrícolas podem ser classificados em várias categorias, e cada uma delas exerce um papel específico no processo de produção agrícola. Confira as principais classificações.

Insumos nutricionais

São os fertilizantes, tanto orgânicos quanto químicos, que fornecem nutrientes essenciais, como nitrogênio, fósforo e potássio, para o solo e para as plantas.

Insumos de proteção

Englobam defensivos agrícolas, herbicidas, fungicidas e inseticidas, que são utilizados para proteger as culturas contra pragas, doenças e ervas daninhas.

Insumos mecânicos

São equipamentos e máquinas agrícolas, como tratores, colheitadeiras e implementos, que auxiliam no cultivo, colheita e transporte das safras.

Insumos biológicos

Compreendem organismos vivos benéficos, como microrganismos e nematoides, usados para melhorar a saúde do solo e a nutrição das plantas.

Quais são os principais tipos de insumos agrícolas?

Um primeiro ponto é saber identificar quais são os principais tipos de insumos agrícolas. Veja, a seguir, as principais categorias e tire suas dúvidas.

Defensivos agrícolas

São os itens usados no dia a dia com o objetivo de minimizar as ações de organismos e substâncias que podem prejudicar a produção agrícola. Estão entre eles, por exemplo:

  • insetos (alguns são predadores de pragas);
  • itens minerais e rochas, que auxiliam a minimizar o surgimento de ervas daninhas e pragas.

Fertilizantes

Os fertilizantes, em contrapartida, são os insumos necessários para que seja possível garantir um crescimento mais sadio e favorável dos vegetais. Alguns exemplos que se encaixam nesse grupo são:

  • fertilizantes naturais;
  • adubos;
  • abelhas polinizadoras;
  • itens minerais e rochas (como calcário) que auxiliam a potencializar o solo.

Equipamentos e máquinas

Outro ponto importante de insumo na área agrícola também é o uso de equipamentos e máquinas. Eles são úteis, por exemplo, para fazer processos de semeadura, preparo de solo e, também, para a colheita. Estão entre os principais:

  • arados;
  • semeadeiras;
  • tratores;
  • pulverizadores;
  • irrigadores mecânicos.

Quais as diferenças entre insumos e matéria-prima?

Insumos e matéria-prima são a mesma coisa? Essa dúvida é bastante comum e, portanto, é fundamental esclarecermos as diferenças entre elas. Os insumos são um grande grupo que pode se dividir entre fatores de produção e matéria-prima. Ou seja, toda matéria-prima é um insumo, mas a recíproca não necessariamente é verdadeira.

Os fatores de produção são aqueles ligados com a ideia de aumentar a produtividade no fazer diário (máquinas, equipamentos, capital, jornada de trabalho dos funcionários, entre outros). A matéria-prima diz respeito à parte mais importante da produção e pode ser usada em conjunto com outros insumos no dia a dia.

Ainda, podemos traçar outra forma de diferenciação. Vejamos a seguir!

Matéria-prima × insumos

A matéria-prima está relacionada aos elementos imprescindíveis para a produção de determinado item, ou seja, vai fazer parte dele no fim. Assim, por exemplo, os nutrientes presentes em um fertilizante passam, também, para o produto final, o que gera um item de melhor qualidade para comercialização.

Os insumos também podem incluir aqueles itens essenciais para a produção, mas que não são incorporados ao produto. Por exemplo, ao usar um trator para a realização do plantio, você não terá nenhum elemento dele no vegetal que será comercializado. No entanto, sem ele, a produção não seria possível.

Qual o papel da tecnologia na gestão de insumos agrícolas?

A tecnologia tem um papel cada vez mais relevante na gestão de insumos agrícolas. Ela oferece ferramentas e soluções que permitem aos agricultores otimizar seu uso, reduzir desperdícios e aumentar a eficiência. Acompanhe alguns exemplos.

Sistemas de Informação Geográfica (SIG)

Essas ferramentas utilizam dados geoespaciais para mapear e monitorar o uso de insumos em diferentes áreas da propriedade, permitindo uma aplicação precisa e personalizada.

Sensores remotos

Satélites e drones são usados para coletar informações sobre as condições das plantações. Desse modo, auxiliam na identificação de áreas que requerem intervenção e no planejamento da aplicação de insumos.

Softwares de gestão agrícola

Aplicativos e softwares dedicados ajudam na gestão de estoques de insumos, no controle de custos e no planejamento de safras, facilitando a tomada de decisões embasadas em dados.

Como insumos podem ser usados na agricultura tradicional e orgânica?

Os insumos, como destacamos, são fundamentais para a eficiência da produção agrícola. Afinal, permitem que você gere o controle de produtividade, não precise usar em larga escala outros insumos (como água), bem como minimize a ação de problemas que afetem a produção (como ervas daninhas e pragas).

Assim, podemos distinguir o uso dos insumos agrícolas em dois tipos de produção (modelo tradicional e orgânico). Vejamos, a seguir, as principais diferenças.

Agricultura tradicional

Nela, normalmente, o uso dos insumos está relacionado com adubos químicos, sintéticos e mecânicos. Trata-se de um modelo no qual temos um curto prazo produtivo, ou seja, a ideia é que a produção seja ágil, para liberar a terra para novos cultivos, a fim de abastecer o mercado.

Sua proposta consiste em maximizar a produtividade em menor tempo, com maior eficiência. Isso leva, como você pôde perceber, ao uso de aditivos químicos e máquinas que potencializem essas questões.

Agricultura orgânica

A ideia é ter uma produção que use menos insumos sintéticos e químicos, com predominância de matérias-primas naturais no dia a dia. Ou seja, é usar menos itens sintéticos e trazer produtos que não contenham itens dessa natureza. É um mercado que tem chamado bastante atenção dos clientes que buscam consumir itens sem agrotóxicos.

O que é necessário para gerenciar corretamente os insumos agrícolas?

Bom, você sabe agora quais são os principais pontos relacionados com os insumos agrícolas e compreende a sua importância. Contudo, outra dúvida muito comum nessa área se refere ao gerenciamento adequado deles. Afinal, estamos falando de uma série de produtos que, de alguma forma, interferem nos seus lucros no futuro. Uma boa gestão de insumos agrícolas permite:

  • realizar planejamento de compra de insumos;
  • analisar custo-benefício;
  • planejar manutenções de equipamentos;
  • planejar armazenamento;
  • aumentar produtividade.

Assim, alguns pontos importantes para esse fim são:

  • faça o planejamento antes de começar a safra — isso é fundamental, pois permite decisões com mais cuidado e de forma prévia, minimizando eventuais perdas produtivas;
  • acompanhe a gestão do seu estoque — assim, será possível realizar as reposições apenas quando necessário e garantir a saúde financeira da propriedade;
  • use as tecnologias para otimizar sua gestão — o uso de softwares de acompanhamento permite que você tenha uma melhor gestão, acompanhando indicadores, dados de estoque, entre uma série de outras informações cruciais para o dia a dia da sua propriedade.

Os insumos agrícolas são peças-chave para que as propriedades sejam mais produtivas, minimizando os riscos de perdas. Além disso, você garante que suas ações estejam mais bem alinhadas com o tipo de produção que deseja fazer (por exemplo, as demandas de uma produção orgânica não são as mesmas de uma tradicional).

Como escolher a melhor solução de gestão de insumos?

Para escolher a melhor solução de gestão de insumos agrícolas, os produtores devem considerar fatores como o tamanho da propriedade, os tipos de culturas cultivadas e os recursos disponíveis. É essencial buscar orientação de profissionais especializados e explorar as tecnologias disponíveis no mercado que atendam às necessidades específicas da fazenda.

Muito importante é pensar onde armazenar esses itens, por isso a Sansuy criou o Vinimazem, também conhecido como armazém inflável, um produto muito versátil. Ele atende às necessidades de armazenamento de produtos e insumos em diferentes situações.

Em resumo, os insumos agrícolas são aliados poderosos para o sucesso do agronegócio. A gestão eficaz desses recursos faz toda a diferença para otimizar a produção, reduzir custos e garantir a sustentabilidade a longo prazo. Nesse sentido, com a ajuda da tecnologia e do conhecimento adequado, os agricultores podem enfrentar os desafios e aproveitar as oportunidades no dinâmico mercado agrícola brasileiro.

Agora, com as dicas que demos aqui, você conseguirá um melhor controle e uma gestão mais eficiente, bem como não terá mais dúvidas sobre as diferenças entre insumos agrícolas e matéria-prima. Esperamos que tenha sido uma leitura bem útil para você.

Quer saber mais sobre como ter uma boa gestão no agronegócio e outras dicas relevantes? Curta nossa página no Facebook e não perca nenhum conteúdo!

Novidades

Cadastre-se na nossa newsletter
e receba notícias em seu e-mail

Selecione o assunto do seu interesse

    Banner Tanque Circular

    Materiais Gratuitos