Voltar para a página inicial

Como fazer silagem? Veja 6 dicas!

Modificado em: setembro 11, 2023

A silagem é uma técnica de conservação das forragens usadas para a alimentação de bovinos de corte e leite. Ela é obtida após a colheita e um período de armazenagem em silos, onde a matéria-prima é fermentada pela ação de organismos anaeróbicos — que se desenvolvem em ambientes sem oxigênio.

Esse é um alimento altamente nutritivo, que pode substituir as rações industrializadas e contribuir para o conforto animal. Porém, os resultados dependem do emprego de boas técnicas no manejo da lavoura e no fechamento dos silos. Por isso, continue a leitura deste artigo e saiba como fazer silagem da maneira correta!

1.  Invista em plantios de qualidade

Os cuidados com a silagem devem começar ainda no plantio, para que a forragem a ser conservada tenha uma quantidade satisfatória de nutrientes que supra as necessidades do rebanho. Cultivos de baixa qualidade comprometem o resultado da silagem e a conversão no gado, prejudicando a logística do agronegócio.

Por isso, é preciso investir nessas lavouras com o mesmo empenho de agricultores que comercializam sua produção, com insumos de qualidade e tecnologias agropecuárias que garantam o máximo de produtividade para o plantio. Nesse sentido, vale a pena contar com a ajuda de profissionais da área, principalmente se você ainda não tem experiência no assunto.

2.  Cuide do solo de plantio

A qualidade do solo é um fator essencial para o sucesso da lavoura, uma vez que ele fornece boa parte dos nutrientes necessários ao desenvolvimento das plantas. Além de uma silagem rica em nutrientes, um solo bem-cuidado é fundamental para a sustentabilidade da produção e a conservação das áreas de plantio.

Entre as características a serem observadas, estão a temperatura, a umidade, a quantidade de nutrientes e a incidência de pragas. As fazendas dispõem de vários recursos tecnológicos que auxiliam no manejo do solo, seja no monitoramento de suas propriedades, seja na aplicação de insumos com mais precisão.

3.  Atenção no calendário de colheita

Uma das decisões mais importantes durante o processo de silagem diz respeito ao momento ideal para a colheita. Os teores de matéria seca e umidade na forragem determinam a qualidade da fermentação, bem como a quantidade de alimento que será consumida pelo rebanho.

Colheitas precoces ou tardias resultam em silagens pobres em nutrientes e pouco agradáveis ao paladar dos animais. Elas também são mais propensas à proliferação de fungos e outros microrganismos que favorecem a deterioração do alimento e podem até torná-lo impróprio para consumo.

A porcentagem de umidade varia conforme a espécie da planta e o tipo de silo que será usado para a armazenagem. Daí a importância de estudar bem a técnica antes de prosseguir com os preparativos para a silagem.

4.  Conheça bem as técnicas de ensilagem

Os silos correspondem ao local de armazenamento da silagem, onde ela permanecerá durante a fermentação e, posteriormente, até que seja consumida pelo rebanho. Existem algumas formas de ensilar que podem ser aplicadas conforme sua infraestrutura, que variam em termos de eficiência e investimento. Veja, a seguir, os mais utilizados.

Silo trincheira

Como o nome sugere, esse tipo de silo, tipo bunker pode ser construído diretamente no solo por meio de valas em formato de trincheiras ou elevando paredes em alvenaria. Eles são forradas com lonas, com o intuito de criar uma ambiente anaeróbico. Suas principais vantagens são a facilidade de manejo e compactação, além da capacidade de estocar grandes volumes de forragem.

Silo de superfície

Nos silos de superfície, a forragem é depositada em superfícies planas sem laterais de apoio, sendo uma das opções mais utilizadas devido ao baixo custo de instalação. Por outro lado, são mais propensos a perdas e a utilização de áreas maiores, uma vez que não garantem uma boa compactação e deixam a silagem em maior contato com o oxigênio.

Silo-bolsa

Também conhecido como silo-bag, esse é um silo em formato de túnel, confeccionado em lonas plásticas. Nele, a silagem é produzida com o auxílio de máquinas embolsadoras, que picam a forragem e a conduzem para o interior dos sacos.

Por serem hermeticamente fechadas, essas bolsas criam condições para a silagem, uma vez que a baixa disponibilidade de oxigênio favorece a fermentação desejada e forma um ambiente hostil para a sobrevivência de insetos.

As desvantagens do silo-bolsa incluem os altos custos com maquinário especializado e a menor resistência das lonas em comparação aos outros tipos de silo, principalmente quando são de origem duvidosa.

5.  Preze pela conservação da silagem

A ensilagem é uma prática delicada, pois exige teores adequados de umidade e nutrientes para alcançar uma fermentação desejada, além de um ambiente que estimule a atividade de organismos anaeróbicos. Isso significa que pequenos descuidos podem ocasionar perdas significativas durante o processo. Para evitar contaminações, é preciso garantir que o silo esteja devidamente higienizado antes de enchê-lo com a forragem.

Também é essencial vedá-lo corretamente para proteger a silagem de potenciais riscos, como calor, umidade e insetos. Após a abertura do silo, a matéria seca estragada deve ser removida imediatamente para não comprometer o restante da produção. O ideal é que a forragem seja armazenada nos silos no mesmo dia da colheita, pois as perdas aumentam conforme o tempo de exposição da matéria-prima ao ambiente externo.

6.  Use lonas para silagem

As lonas para silagem são grandes aliadas de quem deseja investir em silagem do tipo trincheira ou superfície, pois apresentam características importantes para a sua conservação. Elas são feitas de um material com avesso preto eliminando a entrada de luz e geração de calor, proporcionando baixa temperatura no interior do silo.

Essas lonas são fabricadas com aditivos contra raios ultravioletas, o que confere a elas uma ótima durabilidade mesmo com a exposição prolongada ao sol. Por serem impermeáveis, também contribuem para que a silagem não entre em contato com a umidade externa. Como opcional a lona pode obter um tecido para resistência mecânica reduzindo furos ou rasgos por ação de animais selvagens.

Agora que você sabe como fazer uma silagem de qualidade, está na hora de descobrir como a lona certa pode ajudar você a conquistar os melhores resultados. A Sansuy é uma empresa líder na fabricação de lonas plásticas, que desenvolve soluções inovadoras há mais de 50 anos, com uma excelência comprovada pela certificação ISO 9001 e pode ofertar laminado de PVC com maior resistência a rasgos e reforçado para esta aplicação.

Entre, agora mesmo, em contato conosco e conheça as lonas mais indicadas para a sua silagem!

Novidades

Cadastre-se na nossa newsletter
e receba notícias em seu e-mail

Selecione o assunto do seu interesse

    Banner Tanque Circular

    Materiais Gratuitos