+55 (11) 2139-2888 [email protected] Voltar para a página inicial
ACESSAR LOJA
+55 (11) 2139-2888 [email protected]
×

Administração rural: 8 dicas para uma gestão financeira saudável

Modificado em: junho 6, 2024

Uma administração rural eficiente é fundamental para ter uma gestão financeira mais estratégica e que cuide de todos os aspectos da propriedade. A fazenda é uma grande empresa ao ar livre e, por isso, requer um bom gerenciamento para atingir melhores resultados. Assim, não basta produzir, é preciso aperfeiçoar a produtividade e a geração de lucro. Além do orçamento, o proprietário deve lidar com a gestão de pessoas e as questões operacionais.

Acompanhe a seguir e confira oito dicas para desenvolver a administração rural da melhor forma, além de ferramentas que otimizam a gestão financeira da fazenda.

O que é administração rural?

A administração rural é uma atividade que possibilita ao produtor um melhor controle financeiro e contábil dos ganhos e dos gastos da propriedade. Uma rotina de gestão bem planejada permite que o proprietário compreenda estrategicamente o que, como e onde está investindo, entendendo qual será o retorno do lucro da sua fazenda.

Portanto, esse trabalho oferece ao produtor a oportunidade de visualizar o andamento e o progresso do seu negócio. O fluxo de caixa, por exemplo, é uma prática extremamente importante, por apresentar os valores que entram e saem do caixa. A movimentação deve ser controlada ativamente para impedir deficits nas contas e surpresas desagradáveis.

Ou seja, a atividade é justamente uma das chaves para aumentar a produtividade e a lucratividade na propriedade. Além de permitir o acompanhamento da produção e do retorno do capital investido, é possível prever o desempenho das atividades, determinando quais são os processos que mais geram gastos e rendimentos.

Por que é importante ter uma administração rural eficiente?

A administração rural desempenha um papel crucial no sucesso e na sustentabilidade de uma propriedade agrícola. Ao ir além da simples produção e incorporar práticas eficientes de gestão, o produtor obtém vantagens significativas para o desenvolvimento da sua fazenda.

Nos próximos tópicos, vamos explorar a real importância dessa administração bem elaborada.

Controle financeiro

Uma administração rural eficiente oferece ao produtor um controle financeiro e contábil detalhado dos ganhos e dos gastos da propriedade. Isso não apenas permite uma compreensão estratégica dos investimentos, mas também contribui para a tomada de decisões mais informadas sobre futuros aportes e despesas.

Gestão estratégica

A administração rural vai além do simples registro de transações financeiras. Ela proporciona uma visão estratégica do negócio, permitindo ao proprietário avaliar a eficácia de suas operações, identificar áreas de melhoria e ajustar as estratégias para otimizar a produtividade.

Acompanhamento do progresso

Por meio de uma rotina de gestão bem planejada, a administração rural possibilita que o produtor acompanhe o andamento e o progresso do seu empreendimento. O monitoramento de indicadores-chave, como o fluxo de caixa, facilita a avaliação do desempenho financeiro em tempo real.

Prevenção de deficits e surpresas desagradáveis

O fluxo de caixa, uma ferramenta essencial na administração rural, auxilia na prevenção de deficits nas contas e surpresas desagradáveis. O controle ativo da movimentação financeira contribui para evitar situações financeiras adversas, promovendo a estabilidade econômica da fazenda.

Quais as diferenças entre administração rural e gestão agrícola?

Embora os termos “administração rural” e “gestão agrícola” sejam frequentemente utilizados como sinônimos, existem elementos que diferenciam esses conceitos. Entenda.

Escopo e abrangência

Administração rural: refere-se ao conjunto de atividades relacionadas ao controle financeiro, contábil e estratégico de uma propriedade agrícola. Envolve a gestão de recursos, como dinheiro, pessoal e operações, para garantir o sucesso financeiro e operacional da fazenda.

Gestão agrícola: concentra-se mais especificamente na otimização dos processos relacionados à produção agrícola. Envolve decisões ligadas às práticas agrícolas, uso eficiente dos recursos naturais, seleção de culturas e tecnologias agrícolas inovadoras.

Financeiro versus operacional

Administração rural: tem um foco mais amplo, abrangendo aspectos financeiros, contábeis e estratégicos do negócio agrícola. Lida com questões como orçamento, fluxo de caixa, investimentos e planejamento estratégico.

Gestão agrícola: está mais relacionada à eficiência operacional da produção. Envolve seleção e implementação de práticas agrícolas, gestão de insumos, controle de qualidade e adoção de tecnologias para maximizar a produtividade.

Tempo e tomada de decisão

Administração rural: geralmente envolve decisões a longo prazo, estratégicas para o desenvolvimento global da fazenda. O controle financeiro e o planejamento estratégico são parte integrante desse processo.

Gestão agrícola: muitas decisões são tomadas sazonal ou anualmente, visando otimizar a produção no curto prazo. Inclui escolhas relacionadas a culturas sazonais, métodos de plantio e colheita.

Como melhorar a gestão financeira do negócio rural?

Para melhorar a gestão financeira do negócio rural como um todo, é fundamental conhecer ferramentas de gerenciamento e compreender que a tecnologia é, hoje, uma facilitadora que auxilia no controle da propriedade. Com informações precisas, o produtor consegue tomar decisões de forma mais acertada.

Entretanto, para isso, é importante fazer algumas ações estratégicas e tornar a gestão mais ágil e eficiente. Confira, a seguir, oito dicas que preparamos sobre o assunto!

1. Monte um planejamento estratégico

O planejamento é, sem dúvidas, vital em qualquer empreendimento. Os produtores já realizam o planejamento da produção dos cultivos e das melhores épocas de semear, por exemplo. A parte financeira não deve ser diferente: é preciso planejar quais insumos comprar, pesquisar valores, pensar nas melhores épocas de compra e venda, entre outras atividades.

2. Faça uma gestão de estoque eficiente

Outra dica é fazer uma gestão de estoque de maneira eficiente. É preciso entender qual o custo final do processo de produção e qual o valor total dos recursos necessários para atingir determinado lucro. Sementes, fertilizantes e equipamentos são itens que devem passar por gerenciamento da administração rural de forma contínua.

3. Administre as finanças

A administração das finanças e do fluxo de caixa também é um fator fundamental para a gestão rural. Com um bom controle do orçamento, o produtor programa os períodos nos quais terá que captar recursos extras ou usar maior capital. O gerenciamento das finanças garante segurança tanto para investir quanto para conter gastos.

4. Foque os resultados

Sempre que possível, tenha como foco os resultados que você deseja alcançar na propriedade rural. É essencial fazer projeções realistas, otimistas e criar cenários reais do futuro do negócio. Processos sistematizados, planejados e organizados contribuem significativamente para a realização dos objetivos e dos resultados esperados.

5. Controle pragas com inteligência

Se a intenção é fazer o monitoramento de pragas, por exemplo, é preciso entender quanto de recurso será necessário em relação aos insumos para atingir tal meta. Apenas tenha em mente que o custo das ações nunca pode ser maior que as entradas do fluxo de caixa, para evitar prejuízos.

6. Conte com a tecnologia

A tecnologia é uma grande aliada por disponibilizar um número expressivo de dados relevantes. Com sistemas de gestão, por exemplo, o produtor rural consegue ter acesso fácil às safras passadas e gerar informações mais consistentes para ter uma tomada de decisão acertada.

7. Invista em capacitação

Aprimorar habilidades técnicas e de gestão torna a operação mais eficiente e adaptável às mudanças do mercado. Produtores e equipes devem buscar oportunidades de treinamento em diversas áreas, como gestão financeira, liderança e inovação. Assim, estarão mais preparados para enfrentar desafios e explorar oportunidades, promovendo um ambiente de trabalho colaborativo.

8. Aprimore seu conhecimento do solo

O entendimento detalhado do solo é crucial para otimizar a produção agrícola e a gestão rural. Análises regulares das características físicas, químicas e biológicas do solo permitem decisões mais precisas sobre cultivo, fertilização e manejo.

Ao personalizar práticas agrícolas de acordo com as necessidades do solo, o produtor evita o uso excessivo de insumos, o que reduz custos. Além disso, o conhecimento do solo contribui para a preservação ambiental ao minimizar impactos negativos. O uso de tecnologia, como mapeamento e sensoriamento remoto, aprimora essa compreensão, elevando a eficiência e fortalecendo a sustentabilidade a longo prazo.

Quais as melhores ferramentas de otimização para a gestão financeira?

Uma boa ferramenta de otimização da gestão financeira une muitas tecnologias, como big data, internet das coisas, inteligência artificial e machine learning. Hoje, esses recursos estão muito presentes no cotidiano dos produtores e são extremamente úteis para a administração rural.

As soluções tecnológicas permitem que o produtor centralize informações e tenha total controle de todas as áreas da sua fazenda. Em um sistema de gestão especializado, por exemplo, é possível fazer o plano de safra, registros de caixa, análise orçamentária, controle de estoque de insumos, entre outras funcionalidades.

Veja, a seguir, quais são as melhores ferramentas para otimizar a gestão financeira na sua propriedade rural!

Nibo

O sistema Nibo é um software de controle financeiro empresarial que possibilita um maior controle ao concentrar o acompanhamento do fluxo de caixa, a organização das contas e a automatização de processos. O programa funciona de modo simples, eficiente e integrado com serviços de contabilidade.

Granatum

De forma gratuita, pequenas e médias empresas podem usar esse sistema de gestão financeira para fazer o controle do fluxo de caixa, cobrar fornecedores e clientes, emitir notas fiscais eletrônicas, entre outras ações. A vantagem do Granatum é que ele funciona como intermediador de pagamentos, facilitando a dinâmica de trabalho e a vida do produtor rural.

Tiny ERP

Essa solução também auxilia no controle de estoque, na emissão de notas fiscais e na análise de resultados. Com o Tiny ERP, os produtores agilizam diversas atividades rotineiras do gerenciamento da fazenda. A função do sistema é integrar as informações de diversos setores, trazendo mais transparência, precisão e automatização.

Uma boa administração rural é crucial para evitar uma gestão financeira fragilizada, entre outros problemas que comprometam a saúde econômica da propriedade. Lembre-se de que a falta de modernização nas atividades rotineiras e de investimento em ferramentas adequadas pode limitar a expansão desejada e prejudicar a produtividade agrícola.

Gostou do conteúdo? Assine nossa newsletter para ficar por dentro das novidades sobre o mercado agro.

Novidades

Cadastre-se na nossa newsletter
e receba notícias em seu e-mail

icon_newsletter

Selecione o assunto do seu interesse

    Banner Tanque Circular

    Materiais Gratuitos