Cadastre-se e receba novidades  
Selecione o assunto de seu interesse:
Enviando sua inscrição  
Loading...
Barracas de Feira

Qual a importância do planejamento financeiro para o feirante e como fazer?

planejamento financeiro para o feirante

Como em todas as empresas, o feirante precisa ter um planejamento financeiro eficiente para que possa garantir uma margem de lucro satisfatória e faça seu trabalho valer a pena. O fato de esse empreendedor trabalhar com diversos fornecedores diferentes e lidar com uma grande movimentação de vendas, diariamente, exige muitos cuidados na hora de organizar as contas.

Afinal, a falta de atenção a alguns detalhes pode causar prejuízos e colocar a sobrevivência do pequeno negócio em risco. Para ajudar a evitar isso, preparamos este post sobre como fazer um planejamento financeiro eficiente para feirantes. Quer saber mais sobre o assunto? Então, acompanhe a leitura!

O que é planejamento financeiro?

Podemos definir o planejamento financeiro como um conjunto de medidas, procedimentos e ações que permitam uma rápida implementação e elaboração de orçamento. Também, definir metas e saber o que fazer para alcançá-las, de acordo com o porte e o objetivo do negócio.

O planejamento financeiro pode ser usado para projetar cenários futuros de pequeno, médio e longo prazo. É útil, em especial, quando se trata da necessidade de capital de giro, isto é, a reserva de receita usada para pagar as despesas cotidianas, necessárias para que a feira se mantenha funcionando, e para investir em novos produtos e expandir os negócios.

Qual a importância do planejamento financeiro para o feirante?

Existem diversos motivos pelos quais o planejamento financeiro se mostra como uma ferramenta indispensável para o feirante. Primeiramente, ele é a base para todas as ações do negócio. Afinal, é preciso gastar dinheiro para ganhar mais, concorda?

Porém, a receita deve ser investida com sabedoria. Para isso, é preciso avaliar suas projeções com base em informações precisas e realistas sobre a situação financeira da feira.

Da mesma forma, é imprescindível revisar seus custos, saber negociar com fornecedores, manter os pagamentos em dia e aplicar seus investimentos da melhor maneira possível. Além disso, identificar as oportunidades mais promissoras para otimizar suas atividades.

Portanto, nenhum feirante deveria atuar sem realizar um planejamento financeiro eficiente, completo e realista. É exatamente sobre isso que falaremos no próximo tópico.

Como fazer um bom planejamento financeiro?

Agora que você já tem uma noção mais ampla sobre o que é planejamento financeiro e por que ele é tão necessário, mostraremos algumas boas práticas para que elabore o seu.

Preveja seus orçamentos

O primeiro passo para obter sucesso em sua organização de finanças é saber como prever cenários futuros. É a previsão orçamentária que subsidiará as informações mais importantes sobre a receita da feira nos meses seguintes. O que queremos dizer é que, sem ela, seu processo de tomada de decisão é feito sem ser baseado em dados plausíveis.

Sendo assim, é fundamental se planejar para antever o faturamento da feira nos próximos meses, e isso pode ser realizado com base no histórico dos anos anteriores. Ou seja, tenha controle sobre as entradas e saídas de receita, pois isso ajudará a estimar quanto você ganha por mês em cada época do ano.

Separe as contas pessoais e as da feira

Esse é um erro cometido por muitos microempreendedores, como feirantes e empresas familiares, e que mais está relacionado às dificuldades financeiras de um negócio. Manter apenas uma conta para uso pessoal e empresarial impede qualquer possibilidade de você elaborar um bom planejamento financeiro.

ebook-feirantePowered by Rock Convert

A questão é que se torna muito difícil controlar as despesas, separá-las e poupar dinheiro, o que gera perda de capital e aumenta os riscos de falhas. Por isso, separe as contas e destine uma parte do dinheiro gerado apenas aos seus custos pertinentes à feira.

Conheça suas despesas fixas com a feira

Toda empresa tem despesas fixas e variáveis (aquelas que mudam conforme o passar do tempo ou circunstâncias específicas). Como feirante, é imprescindível que você conheça minuciosamente quais são suas despesas fixas, que podem ser:

  • fornecedores;
  • combustível para transportar a feira;
  • insumos para produzir alimentos;
  • salário de funcionários.

Fazendo isso, você terá uma noção mais precisa sobre a média de gastos mensais e poderá otimizar diversos aspectos. Entre os principais, podemos citar a negociação com fornecedores, a precificação de produtos etc.

Organize os gastos com fornecedores

Por falar em fornecedores, levando em consideração que sua relação com eles deve ser duradoura — já que todas as semanas é preciso adquirir alimentos frescos ou novos produtos para suprir seu inventário — faça uma organização com todos os gastos semanais, quinzenais ou mensais.

Essa é mais uma forma de se programar e prever qual será sua receita em períodos futuros. Isso é ótimo para evitar surpresas e se preparar para possíveis eventualidades.

Calcule sua margem de lucro

Uma característica que atrai muitos consumidores para as feiras de rua no Brasil é a possibilidade de poder negociar os valores dos produtos e pagar mais barato, correto? Porém, para que isso seja possível, é preciso ter uma margem de lucro estabelecida.

Se o feirante não sabe qual é a sua margem de lucro por produto, não pode oferecer descontos. Ainda pior: fica exposto a sofrer prejuízos financeiros que podem comprometer a sobrevivência de seu negócio.

Quais ferramentas utilizar?

Para concluirmos, é importante destacar que a presença da tecnologia na gestão de negócios é uma realidade em empresas de qualquer porte e segmento do mercado. No caso de um feirante, não deve ser diferente.

Felizmente, existem diversos softwares e soluções digitais que podem facilitar muito a vida do microempreendedor. Eles ajudam a otimizar seu planejamento orçamentário, entre outras atividades.

Estamos nos referindo aos sistemas de gestão financeira e aplicativos para atuar com vendas e controle dos negócios. Esqueça as planilhas de papel, pois esse tipo de ferramenta permite que você administre cada ação realizada na feira por meio de seu smartphone. Alguns exemplos:

Como você pôde conferir neste conteúdo, o planejamento financeiro é uma ferramenta indispensável para feirantes, em especial, pelo fato de esse tipo de negócio lidar com uma grande movimentação financeira todos os dias. Além disso, por precisar negociar com muitos fornecedores e atuar diretamente com o público, as ações que mostramos são muito importantes para que esse empreendedor se antecipe e evite riscos por conta de eventualidades.

Gostou do assunto que abordamos neste artigo? Então, siga a nossa página no Facebook para acompanhar todas as postagens semanais!

Powered by Rock Convert