+55 (11) 2139-2888 [email protected] Voltar para a página inicial
ACESSAR LOJA
+55 (11) 2139-2888 [email protected]
×

8 boas práticas de como realizar a rotação de culturas

Modificado em: junho 6, 2024

Uma das formas de otimizar o plantio de algodão e garantir melhores resultados é, justamente, realizar uma rotação de culturas eficiente. Trata-se, justamente, de alternar naquele solo, diferentes espécies durante o ano, de acordo com a sazonalidade de cada cultivo.

Isso permite, por exemplo, gerar uma recuperação do solo eficiente e, ao mesmo tempo, ter uma maior variedade de plantios, garantindo a possibilidade de abarcar mais mercados. Além disso, permite, também, minimizar o risco de pragas que surgirem em um solo estagnado e, assim, ter melhores resultados.

Para evitar esses prejuízos, é fundamental apostar em rotação de culturas no plantio de algodão. Para ajudar você a fazer o manejo adequado, vamos trazer as principais dicas a seguir e garanta melhores resultados e uma melhor gestão rural. Boa leitura!

1. Faça um planejamento

A rotação de culturas exige um planejamento impecável, com bom conhecimento e responsabilidade técnica para que dê certo. Isso porque é necessário considerar questões de médio e longo prazo. O planejamento deve considerar, também, as caracterizas sazonais de cada região. Isso porque algumas regiões permitem determinados cultivos de maneira mais eficiente, enquanto em outras pode não surtir os melhores resultados.

Outros pontos que devem ser considerados no planejamento são:

  • se o objetivo é a cobertura do solo naquele período;
  • a implantação e condução da cultura;
  • tomar cuidado com pragas e patógenos;
  • escolher plantio que possa gerar rápido desenvolvimento.

Para além da rotação, a pessoa também precisa planejar as etapas produtivas especificamente do cultivo de algodão. Afinal, se essa é a prioridade da propriedade no momento, torna-se importante buscar melhores resultados neste quesito.

2. Defina as prioridades

Quais são as prioridades para definir a necessidade de rotação de cultura em sua propriedade? Pensar nesse quesito auxilia a escolher de maneira mais adequada as próximas etapas dos processos. Por exemplo, você está optando por isso para evitar pragas que possam surgir no solo parado? Ou a ideia é ter outra fonte de renda no momento?

Ainda, o objetivo é minimizar o impacto intensivo no solo, permitindo uma recuperação mais tranquila entre as safras? Ter o objetivo principal e as prioridades em mente auxilia a definir quais serão as plantas que estarão presentes na rotação, garantindo maior produtividade no seu dia a dia.

3. Divida a propriedade

Uma das formas, também, de conseguir melhores resultados na rotação de cultura é dividir a sua propriedade em talhões, podendo realizar culturas diferentes. Para definir o espaço, considere o período para 3 a 4 safras e, assim, ter uma rotatividade mais eficiente. Assim, em cada talhão você poderá realizar um plantio diferente e, assim, realiza-se a rotatividade entre eles.

Também, lembre-se de que a distribuição das plantas no manejo do algodão faz diferença para os resultados finais. Alguns pontos que influenciam nisso são:

  • população (número de plantas por unidade);
  • densidade (número de plantas por metro quadrado);
  • espaçamento (distância entre as linhas do plantio).

É importante considerar essa questão ao definir a divisão da propriedade na rotação de culturas. Com isso, conseguirá um manejo mais eficiente dessa e de outras culturas presentes.

4. Faça o monitoramento adequado

É fundamental também manter o controle e monitoramento constante da área que está sendo utilizada para a rotação de culturas. Assim, é possível analisar se há algum problema com produtividade, o que pode significar um solo que precisa de maiores cuidados, presença de pragas, entre outros pontos, que podem prejudicar sua estratégia.

Por isso, crie estratégias e rotinas que permitam a você analisar a atual situação e saber quais são as variáveis que exigem maior atenção. Por exemplo, se há um período de estiagem, o monitoramento permite verificar quais são os pontos que merecem maior atenção.

5. Tenha flexibilidade

Nós falamos anteriormente sobre a importância do planejamento para realizar a rotação de cultura em sua propriedade. Contudo, lembre-se que isso também não pode ser rígido. O sistema escolhido para alternância precisa considerar a necessidade de alterações caso seja preciso.

6. Escolha plantas comerciais

Outra questão importante é pensar, também, em quais culturas deverão ser intercaladas com o plantio de algodão. Isso é fundamental principalmente, para tornar a rotação mais viável, principalmente, no que diz respeito a questão econômica. Por isso, pode ser interessante pensar em quais plantas comerciais podem ser interessantes para aproveitar a entressafra e manter a lucratividade durante todo o ano. Por exemplo, é muito comum ter a alternância entre uma safra de algodão e de soja.

Outras dicas para escolha dos plantios para rotação de cultura são:

  • escolha plantas com sistemas radiculares diferentes. Com isso, o plantio anterior e posterior pode deixar efeitos positivos no solo, evitando a degradação do local;
  • escolha espécies que produzam alto volume de biomassa e que tenham um desenvolvimento rápido. Se puder aliar isso com o valor comercial, será ainda mais vantajoso.

7. Ofereça o intervalo necessário

Para a rotação de cultura ter sucesso, é fundamental também que ocorra um período no qual tenha um intervalo entre safras. Se, por exemplo, você acabou de realizar a colheita de algodão, não deve emendar automaticamente no plantio de soja. É preciso considerar uma pausa para que o solo descanse e evitar problemas.

8. Conte com a tecnologia

Muitas das dicas que listamos anteriormente podem ter o suporte adequado com as tecnologias. Elas são aliadas importantes, por exemplo, para que seja possível fazer uma rotação de cultura eficiente e que não esgote o solo, mantendo-o produtivo para outras culturas para além do algodão.

Além disso, há softwares que auxiliam nos cuidados com cada tipo de plantio no local. Afinal, cada um deles gera uma demanda (momento certo de fazer o manejo do plantio, colheita, uso de aditivos orgânicos, entre outros) e garantir uma melhor produtividade no plantio.

A rotação de culturas permite que o seu plantio seja mais eficiente e, assim, garantir que seja possível ter melhores resultados sem esgotar o seu solo no dia a dia. Por isso, siga as dicas que listamos e lembre-se de um dos pontos que falamos: flexibilidade. É fundamental saber como adequar caso a caso para a sua situação e, assim, tirar o melhor proveito da estratégia para o plantio de algodão e outras culturas.

Ficou alguma dúvida sobre o tema? Então, deixe nos comentários e vamos responder suas questões.

Novidades

Cadastre-se na nossa newsletter
e receba notícias em seu e-mail

icon_newsletter

Selecione o assunto do seu interesse

    Banner Tanque Circular

    Materiais Gratuitos