+55 (11) 2139-2888 [email protected] Voltar para a página inicial
ACESSAR LOJA
+55 (11) 2139-2888 [email protected]
×

Conheça 4 tipos de reservatórios de água e quando são usados!

Modificado em: maio 15, 2024

O uso da água é indispensável para diversas atividades profissionais — no comércio, na indústria, na prestação de serviços e, principalmente, no agronegócio. Trata-se de um recurso valioso para a vida e, por isso, ter um bom reservatório de água é primordial.

Pelo fato de ser extremamente importante, é preciso adotar o uso consciente e processos bem definidos, que vão desde a captação até as formas de armazenamento e distribuição — nesse contexto, os reservatórios têm um papel crucial para atender às demandas com eficiência e qualidade.

Para armazenar a água da maneira ideal para o consumo, é imprescindível conhecer as possibilidades disponíveis e entender o assunto de forma técnica. Sendo assim, neste post, você vai ver 4 tipos de reservatório de água e quando eles são utilizados. Continue a leitura e confira!

As aplicabilidades do reservatório de água

Os reservatórios são recipientes adequados para diversos fins, como comércio, consumo humano, agricultura, aquicultura, piscicultura, indústria e outras atividades. São importantes sistemas hidráulicos que abastecem os processos de produção e irrigação, mesmo em épocas de estiagem.

Dessa forma, um reservatório de água bem dimensionado pode oferecer muitas possibilidades de uso, como o armazenamento de água da chuva, que escoa em cursos d’água e recebe a água proveniente de poços artesianos, permitindo a distribuição de acordo com o perfil de uso.

Entretanto, para ter um reservatório de água ideal para os fins desejados, é essencial considerar as características do terreno, os objetivos de uso e a fonte de captação. Assim, o fornecimento do recurso será bem planejado e executado, proporcionando economia e eficiência.

Os 4 tipos de reservatório de água e quando são utilizados

Os reservatórios de água são classificados de acordo com o material com o qual são construídos e a capacidade de recebimento. Além disso, a posição em que são instalados no terreno também é um critério analisado para cada tipo.

Nessa perspectiva, existem reservatórios superficiais ou enterrados no solo, que são atributos importantes para a classificação do tipo de armazenamento. As condições do terreno e da fonte de abastecimento são determinantes para a escolha do reservatório.

Para entender melhor, veja os principais tipos de reservatório de água e quando utilizá-los!

1. Reservatório de PVC

Os tanques de Policloreto de Vinila (PVC) são altamente resistentes à ação mecânica e química. Além disso, são leves e fáceis de instalar sem a necessidade de realizar grandes obras ou adaptações.

As vantagens desse tipo de reservatório são:

  • facilidade para transportar;
  • facilidade para higienização;
  • montagem simples;
  • grande variedade de capacidade volumétrica.

O melhor momento para utilizar reservatórios de PVC é quando a prioridade é ter recipientes de fácil instalação e baixo custo, além de exigir capacidade volumétrica moderada, um local plano e reservado para evitar possíveis impactos no reservatório.

2. Reservatório de aço inox

Como o nome sugere, os reservatórios de aço inoxidável são feitos de metal inoxidável, resistente e protetor contra a água. Deixando de lado a resistência, eles também são ótimos para reter água e manter um reservatório frio, desde que sejam instalados em uma área com cobertura.

Com o reservatório de inox, é possível contar com as seguintes vantagens:

  • resistência;
  • baixa manutenção;
  • facilidade de higienização;
  • instalação simples.

A utilização dos reservatórios de aço inox é ideal para o consumo humano, ou seja, para atividades voltadas para a produção de alimentos ou bebidas. Também são eficientes para abastecer o consumo humano em residências, comércios e empresas.

3. Reservatório de poliéster reforçado

Os tanques de poliéster são reforçados com fibra de vidro e são altamente resistentes à ação mecânica, química e corrosiva. Além disso, dão suporte à produção sob medida, ou seja, possuem a capacidade necessária para suprir demandas específicas.

As vantagens de utilizar esse tipo de reservatório são:

  • possibilidade de grande quantidade de água;
  • produção de acordo com a demanda;
  • flexibilidade para instalação;
  • módulos encaixáveis.

Sendo assim, os reservatórios de poliéster podem ser utilizados em situações que exigem maior capacidade de armazenamento, pois preservam bem a água, são extremamente resistentes e produzidos sob medida, requisitos que favorecem situações específicas.

4. Reservatório de concreto

Os reservatórios de concreto são uma alternativa viável para situações que exigem grande demanda e capacidade de armazenamento. São resistentes e capazes de suportar grandes volumes de água, podendo ser construídos em diversos formatos e tamanhos.

Os benefícios do reservatório de concreto são:

  • possibilidade de dimensionar de acordo com a necessidade;
  • resistência e durabilidade;
  • viabilidade de ser construído por sistemas pré-moldados.

Os reservatórios de concreto são ideais para propriedades que precisam de grande volume de água. No entanto, são necessários um maior investimento, um amplo espaço para construção definitiva e maiores cuidados com a manutenção e higienização, por ser uma estrutura de maior porte.

Os cuidados com o reservatório de água

Se a manutenção do reservatório de água não for realizada de forma periódica, é provável que surjam problemas nos revestimentos que podem passar despercebidos. Podem surgir infiltrações que comprometem a impermeabilização de toda a estrutura, iniciando um processo de desgaste e colocando em risco a segurança do reservatório e da finalidade a que ele se destina. Em situações mais severas, é preciso realizar uma recuperação total do reservatório.

O estado de conservação do reservatório de água potável, por exemplo, determina a qualidade da água armazenada. Portanto, é importante detectar as anomalias que se manifestam nessas estruturas com o tempo.

Como fazer a limpeza

Com o armazenamento constante da água ela pode acumular resíduos, perder a transparência e apresentar uma coloração característica. Logo, o reservatório precisa ser limpo com frequência por uma empresa especializada — caso a estrutura seja muito grande.

Entenda como garantir a correta manutenção dos reservatórios de água.

Diagnóstico

Essa etapa analisa as condições da estrutura a fim de detectar a entrada de sujidades e possíveis vazamentos. Se for o caso, é realizada a impermeabilização para garantir que o armazenamento permaneça seguro e eficaz.

Limpeza e higienização

A lavagem e a desinfecção do reservatório é feita após resolver possíveis problemas iniciais — como reparações e intervenções — ou situações de emergência que exigem uma limpeza imediata.

Durante o processo, produtos e materiais específicos devem ser utilizados a fim de evitar danos nas paredes do reservatório, levando a um desgaste mais rápido do sistema e consequentes infiltrações.

Qualidade da estrutura e da água

Depois, é avaliada a conservação da estrutura e a realização de testes de potabilidade da água, por meio de uma análise físico-química a fim de identificar a presença de resíduos e microrganismos prejudiciais. Esta verificação deve ser feita por um laboratório especializado.

Monitoramento

É importante acompanhar o desempenho do reservatório e considerar as demandas que surgem ao longo do tempo, especialmente no que se refere à exploração das atividades desempenhadas a partir dele. É indispensável confirmar com periodicidade as condições da água e se esta apresenta parâmetros ideais e legalmente exigidos para consumo.

A dimensão ideal para o reservatório de água

Um volume otimizado de água faz com que o retorno do seu investimento seja certeiro, agilizando a recuperação do capital. Nesse sentido, o dimensionamento é feito de modo que o tamanho do reservatório seja ideal para suprir a demanda de água da edificação que necessita desse recurso, que pode ser uma empresa, uma residência, uma fazenda etc. A recomendação é que não seja muito grande (para não gerar custos desnecessários e ocupar muito espaço) e nem muito pequeno (pois não suprirá a demanda de água para tocar o projeto idealizado).

Por exemplo, no caso de um reservatório de água pluvial, sua finalidade é atender fins não potáveis, como lavagem de espaços, higienização de veículos, irrigação e para aquicultura.

Nesse caso, é aplicado o método de simulação, baseado em ações comportamentais que se aproximam da realidade. Nele, são levantadas informações do projeto, considerando o volume de água consumido, a área de captação (telhados) e a finalidade do uso da água.

A partir disso, é possível dimensionar o reservatório de água pluvial, considerando a demanda para fins não potáveis e o retorno financeiro que será gerado em médio e longo prazo. No caso de um condomínio, por exemplo, esse investimento é rateado entre os moradores, levando à economia na conta de água do abastecimento público.

A importância da avaliação da funcionalidade do material

Para ter uma escolha apropriada e garantir a sua satisfação com o reservatório de água, você deve avaliar com cuidado cada alternativa. Dessa forma, além de evitar prejuízos, é possível ter soluções adequadas com a sua necessidade de uso para atingir os objetivos.

Nesse contexto, considere cada tipo e funcionalidade do material, as características do seu terreno, a forma de abastecimento e o planejamento das atividades para o futuro. Esses aspectos são decisivos para orientar suas decisões e escolher um reservatório perfeito.

Além disso, é importante salientar que o reservatório é apenas uma etapa de um sistema hidráulico, composto pelas fases de captação de água, armazenamento temporário, distribuição até os pontos de uso e, em algumas situações, tratamento e reutilização da água.

Sendo assim, o reservatório deve ser compatível com a captação e distribuição, evitando possíveis conflitos de capacidade e, assim, comprometer as suas tarefas. Ou seja, é necessário considerar todo o sistema para definir o reservatório correto.

Como você percebeu neste artigo, embora existam diversos tipos de reservatório de água, a escolha correta depende de diversos fatores. Portanto, faça uma boa análise e defina a alternativa que seja ideal para sua situação, de forma que ofereça a solução perfeita para a sua necessidade.

Achou o artigo útil? Então, compartilhe com seus contatos para que conheçam as diversas modalidades de reservatórios de água e suas finalidades.

Novidades

Cadastre-se na nossa newsletter
e receba notícias em seu e-mail

icon_newsletter

Selecione o assunto do seu interesse

    Banner Tanque Circular

    Materiais Gratuitos