+55 (11) 2139-2888 [email protected] Voltar para a página inicial
ACESSAR LOJA
+55 (11) 2139-2888 [email protected]
×

Saiba como economizar água na agricultura e pecuária no campo

Modificado em: junho 6, 2024

Economizar água na agricultura é necessário por dois principais motivos: redução de custos e preservação desse recurso natural e essencial à vida. De acordo com dados do Fundo das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO), esse é o setor que mais consome água doce no Brasil, representando 70% de toda a água disponível no nosso país.

O pior é que metade dessa água é desperdiçada em processos mal planejados e executados. Ao mesmo tempo que é necessário usar esse recurso com consciência, a água é um pilar na produção de todos os setores e bens.

Então, como economizar água na agricultura e ainda ter bons produtos e processos na indústria? Acompanhe este post e confira algumas dicas!

Por que é importante economizar água na agricultura e pecuária?

A crise hídrica no Brasil é um tema sensível, que demanda atenção por parte de toda a sociedade. Isso inclui, naturalmente, os profissionais dos setores de agricultura e pecuária.

Com projeções que preocupam e impactam diretamente as safras futuras, os agricultores e fazendeiros devem colocar o tema em pauta em seus planejamentos e ações.

Somado a isso, a economia de água trata diretamente da sustentabilidade e do uso inteligente dos recursos naturais. Além de se posicionar em favor da proteção ambiental, os agricultores se beneficiam com a redução de custos e otimização de atividades, como você verá no decorrer deste artigo.

Como economizar água?

Boa parte dos agricultores e pecuaristas sabe a relevância do assunto, tanto na redução de custos como na proteção ambiental. A dúvida que costuma surgir é: como economizar água, na prática? Quais são as ações que podem ser implementadas na rotina do fazendeiro e que trazem benefícios reais para o meio-ambiente e o negócio?

A seguir, destacamos uma série de dicas e ações que podem trazer resultados reais para as suas atividades rurais. Acompanhe!

Faça a captação de água da chuva

Uma das maneiras mais simples, sustentáveis e econômicas de economizar água na agricultura é por meio da captação de água da chuva. Sabemos que não chove o ano todo e que há regiões secas, onde a chuva é escassa. Por isso, o ideal é ter projetos de captação planejados e prontos para aproveitar o período chuvoso.

Em locais abertos e grandes, pode-se utilizar um sistema tipo represa. Por meio desse tipo de sistema a água é captada e bombeada até as áreas onde poderá ser utilizada. Além disso, é possível conduzir essa água captada até reservatórios próprios, como as cisternas, por meio de calhas.

A captação de água da chuva já é uma realidade em muitas fazendas e traz consigo excelentes resultados em termos de custo-benefício.

A Sansuy possui algumas soluções para captação de água da chuva. Além dos tanques suspensos, como o vinitank e vinitank xp, é possível fazer o uso do Água Capta, um reservatório que permite o aproveitamento dessa água para tarefas como lavagem de pisos, irrigação, entre outros, em que não é necessária água potável.

O Água Capta, como o próprio nome diz, faz a captação da água usando telhados e calhas como captadores iniciais e faz a reserva de volumes de água conforme a sua necessidade

Nas regiões mais secas, torna-se ainda mais imprescindível usar esse recurso natural com consciência, pois, assim, as reservas não se esgotam. Essa água pode ser utilizada em diversos processos, como na irrigação e na limpeza.

Utilize água de reúso

A água de reúso não é somente aquela que vem das chuvas. O reuso desse recurso trata-se de utilizar os efluentes tratados em diversas atividades, como na irrigação, no uso industrial e, até mesmo, para fins urbanos.

A água tem mecanismos naturais que promovem a circulação, e isso a torna reutilizável por diversas vezes. O mesmo vale para a captação das chuvas. Um exemplo simples de água de reúso para entender melhor é a instalação de um sistema em pias de banheiro, para que a água utilizada para lavar as mãos seja usada para a descarga. Esse tipo de água é chamado de residuária.

Dependendo da fonte em que essa água de reúso foi captada, ela não pode ser utilizada para fins potáveis. No entanto, é possível contar com tecnologias e sistemas que a tratam, para que se torne potável. Essa alternativa permite economizar água, uma vez que se quebra o ciclo de captação, utilização e descarte, e se adota a reutilização.

Vale ressaltar que, em território brasileiro, todos os sistemas de reúso de água precisam seguir a Resolução 54, do Conselho Nacional de Recursos Hídricos (CNRH).

Evite o consumo de água potável onde não é imprescindível

A agricultura não precisa de água potável para irrigar plantações, nem mesmo para lavar ambientes, máquinas e equipamentos. Ela também não é necessária para lavar currais nem utensílios utilizados na pecuária.

Economizar água potável onde ela não é imprescindível é essencial quando se pensa que há milhares de famílias sem esse bem, enquanto outros gastam descontroladamente.

Opte por utilizar os sistemas de captação de chuva e o reúso de água em todos os locais que forem possíveis e deixe a água potável somente onde ela é indispensável.

Armazenamento de água

Tão importante quanto reduzir o consumo de água e pensar em estratégias de captação e reúno é o cuidado com o armazenamento desse recurso. Nas situações em que for possível, é recomendado fazer a reutilização de água e, para isso, é importante ter um equipamento adequado.

O Viniliq estacionário Sansuy é indicado como reservatório de água com grande benefício para áreas de pouca disponibilidade ou uso emergencial. Como uma caixa d’água flexível e móvel, pode ser instalado em pisos planos de indústrias, comércio, órgãos públicos, residências e setores de serviço como jardinagem, paisagismo, proteção ambiental, defesa civil, tanto para abastecimento de água potável como de reuso.

Realize a rotação de culturas

Você sabia que a rotação de culturas também ajuda na economia da água na agricultura? Essa é uma prática que torna o solo estável (por protegê-lo de agentes climáticos), o diversifica, aumenta a produtividade do negócio e ainda favorece a absorção de nutrientes, melhorando a qualidade dos seus produtos.

Com isso, o seu solo se fortalece e se torna mais resistente a mudanças de estações, pragas e insetos. Outro benefício da rotação é que ela aumenta a capacidade do solo de infiltração da água.

Dessa forma, haverá mais autonomia no solo, evitando que seja preciso gastar mais água do que realmente é necessário na tentativa de tornar o solo utilizável e produtivo.

Instale hidrômetros

O hidrômetro é um aliado na medição volumétrica de água que passa sobre uma parte da rede de abastecimento da fazenda.

Muitas vezes, empresas do setor da pecuária e da agricultura utilizam cisternas ou outros reservatórios de água que não têm sistema de medição.

A instalação de hidrômetros faz com que sejam informados dados diários sobre o consumo de água, para que você controle essa quantidade e consiga identificar se as estratégias de economia estão funcionando.

Os hidrômetros também são aliados no planejamento de gastos, já que permitem identificar os meses, as estações ou os períodos do ano em que mais se consome. Assim, é possível planejar toda a cultura e as safras para conseguir reduzir a utilização de água.

Substitua a irrigação por gotejamento

Essa é uma técnica que utiliza o gotejamento em vez da irrigação. Dessa forma, evita-se o fluxo constante de água, a evaporação e a percolação — quando a água se movimenta em sentido descendente no interior do solo.

Quando é feita a substituição da irrigação pelo sistema de gotejamento, é possível economizar até 70% de água, além do ganho de precisão. A maneira mais comum de realizar esse processo é por meio da utilização de tubos de irrigação com furos, que podem ser adaptados em diâmetros maiores ou menores, dependendo das necessidades.

Tenha cuidado com a erosão

A erosão é um processo por meio do qual o solo e as rochas se movem, sendo transportados para outro local. Esse fenômeno é bastante comum e deve ser observado pelo agricultor não só do ponto de vista de economia da água, mas em razão de outros impactos que ela possa causar na plantação.

A erosão faz com que as plantas não consigam aproveitar e absorver corretamente a água da irrigação — fazendo com que seja necessário molhá-las mais vezes do que o normal, aumentando o consumo de água.

Esse é um problema que pode ser evitado por meio de técnicas, como a utilização de degraus e terraços em encostas, além da rotação de culturas para proteger e fortalecer o solo. Vale lembrar que essas medidas não só reduzem a utilização desnecessária de água, como também evitam prejuízos com perdas.

Conscientize os profissionais e pessoas envolvidas na produção

A economia de água só é possível se todos os profissionais que atuam nos diferentes níveis de produção estiverem cientes da importância do cuidado com o assunto. Por meio de boas práticas e ações coletivas é possível reduzir o consumo e favorecer a proteção do meio ambiente.

Quais são as consequências de não investir na economia de água?

O desperdício de água pode trazer uma série de consequências para o produtor rural, tanto no curto quanto no médio e longo prazos.

No curto prazo, destacamos o aumento dos gastos gerais de produção. Sem a implementação de estratégias de reúso de água e com gasto excessivo, é natural que se aumentem os custos e, consequentemente, se reduza o percentual de ganho na operação.

No médio e longo prazo, o problema pode ser mais grave, já que, em alguns casos, o produtor pode sofrer com o desabastecimento. Este problema é mais comum em áreas que já enfrentam a baixa disponibilidade de água (incompatível com a demanda).

Porém, com a crise hídrica que estamos vivenciando, a situação pode agravar-se, atingindo também os produtos de áreas que ainda não enfrentam o estresse hídrico.

Como você pôde ver no decorrer deste conteúdo, para economizar água na agricultura, além de adotar práticas como as citadas, é necessário implementar uma cultura de conscientização em todos os setores da produção. Isso deve ser feito desde a liderança até os colaboradores. Afinal, de nada adiantará planejar e executar projetos se a economia e a sustentabilidade não são políticas da empresa.

Tão importante quanto economizar água é diminuir o consumo de energia elétrica. Aproveite para conferir o nosso post com 5 formas de usar e gerar energia limpa no campo.

Novidades

Cadastre-se na nossa newsletter
e receba notícias em seu e-mail

icon_newsletter

Selecione o assunto do seu interesse

    Banner Tanque Circular

    Materiais Gratuitos