+55 (11) 2139-2888 [email protected] Voltar para a página inicial
ACESSAR LOJA
+55 (11) 2139-2888 [email protected]
×

Piscicultura no Brasil: entenda o mercado de peixes nacional!

Modificado em: maio 7, 2024

A piscicultura é uma das atividades agroindustriais que mais cresce no Brasil. Tanto é que colocou o país em 8º lugar na criação de peixes de água doce. Dessa forma, a aquicultura tem se mostrado uma ótima oportunidade de negócio, além de ser fundamental para a sustentabilidade alimentar do país.

Neste artigo, você encontra mais detalhes do panorama da piscicultura no Brasil e ainda confere dicas para entrar e se destacar nesse mercado promissor. Acompanhe!

O que é a piscicultura?

Basicamente, a piscicultura consiste na criação sistemática de peixes em condições controladas. Essa técnica permite o cultivo de peixes para consumo e comercialização, e promove a gestão sustentável dos recursos aquáticos.

Adaptável a diversos climas e regiões, esse setor do agronegócio atende à demanda crescente por proteína animal, contribuindo significativamente para a segurança alimentar. Outro benefício é o fato de ser uma alternativa econômica para muitos agricultores que buscam diversificar suas fontes de renda, aproveitando ao máximo cada metro quadrado dos seus terrenos.

Qual o panorama da piscicultura no Brasil?

Conforme o anuário Peixe BR da Piscicultura 2024, o setor enfrentou adversidades, mas, ainda assim, cresceu 3,1% em 2023, alcançando uma produção de 887.029 toneladas. Apesar de ter sido um ano desafiador devido a questões climáticas e sanitárias, este crescimento, embora mais modesto em comparação aos anos anteriores, mostra a resiliência e a vitalidade da piscicultura nacional.

Esse aumento na produção reflete uma demanda interna forte e um mercado em expansão, principalmente para a tilápia, que sozinha representou 65,3% do total produzido. O Paraná se destacou como líder, enquanto a região Sul consolidou sua posição como a principal área de produção, responsável por um terço do total nacional.

Portanto, a piscicultura prospera no Brasil, demonstrando ser um setor forte mesmo diante de desafios significativos.

O que é preciso para se tornar um piscicultor?

Para se tornar um piscicultor de sucesso, você precisa começar com uma boa base de conhecimento e recursos adequados. Para isso, é necessário entender as melhores práticas de manejo, biologia dos peixes e ecologia aquática.

A construção ou adaptação de tanques de piscicultura adequados é outro ponto fundamental, pois são eles que garantem o ambiente ideal para o desenvolvimento dos peixes. Além disso, é preciso obter as autorizações necessárias e planejar financeiramente seu empreendimento, garantindo uma operação sustentável e lucrativa.

Como começar no ramo?

Iniciar na piscicultura exige uma estratégia meticulosa e bem planejada. Desde a definição do nicho e da localização até o planejamento financeiro e a obtenção de licenças, cada etapa é crucial para garantir o sucesso. A seguir, confira os passos necessários.

Faça um planejamento financeiro

Estimar corretamente os custos iniciais e operacionais são medidas essenciais para evitar surpresas desagradáveis. Para isso, faça um levantamento sobre investimentos em tanques, sistemas de filtragem, alimentação e saúde dos peixes, além dos custos para obter as licenças necessárias. Também é importante considerar um fundo de reserva para possíveis contratempos.

Tenha em mente que somente com um orçamento bem delineado você será capaz de estabelecer suas chances de manter a lucratividade e sustentabilidade do negócio a longo prazo.

Defina o nicho

Você deve decidir quais espécies cultivar com base na demanda do mercado, nas condições climáticas locais e nos recursos disponíveis. Alguns peixes, como a tilápia, são populares devido à sua robustez e rápido crescimento, enquanto outros, como o salmão e a truta, podem oferecer margens de lucro mais altas, mas exigem instalações mais complexas e controle de temperatura.

Sendo assim, analisar o mercado local e as tendências de consumo ajudará a identificar um nicho que maximize seus lucros e atenda às necessidades dos consumidores.

Escolha a localização

A escolha da localização é um dos fatores mais importantes para o sucesso na piscicultura. O ideal é escolher áreas com acesso fácil à água de boa qualidade, pois a saúde dos peixes e a eficiência da produção dependem diretamente dela.

Além disso, a proximidade com mercados consumidores pode reduzir significativamente os custos de transporte e aumentar a frescura do produto final. Considere também as regulamentações locais e a disponibilidade de terrenos adequados para a construção de tanques.

Obtenha as autorizações necessárias

Cada região tem um conjunto específico de regulamentos que abordam aspectos como o uso de recursos hídricos, impacto ambiental e bem-estar dos peixes. Então inicie o processo entrando em contato com órgãos ambientais locais para entender todos os requisitos e obter as licenças necessárias. Isso pode ser demorado, portanto, planeje-se bem.

Construa ou adapte as instalações

Construir ou adaptar as instalações para a piscicultura é um passo indispensável para garantir a eficiência e a sustentabilidade do seu empreendimento. E a Sansuy oferece uma variedade de soluções, como tanques circulares destacados por sua durabilidade e design otimizado para a criação de peixes.

Eles são feitos de PVC com tela galvanizada, proporcionando um ambiente seguro e controlado para o crescimento saudável dos animais​.

A empresa também fornece sacolas específicas para o transporte de peixes, com materiais de alta resistência e tamanhos ideais para diversas espécies. A utilização dos produtos Sansuy, marca reconhecida por suas certificações de qualidade e inovação no mercado, assegura a qualidade da infraestrutura e contribui para a produtividade geral das operações de piscicultura.

Como se destacar na piscicultura?

A melhor dica para se destacar na piscicultura é inovar e adotar práticas sustentáveis. Diferencie-se com o uso de tecnologias avançadas para monitoramento e manejo de água, pois isso melhora a saúde dos peixes e aumenta a eficiência produtiva.

Além disso, explore nichos de mercado, como a produção de espécies orgânicas ou exóticas, que podem ser comercializados a preços premium. E, claro, não deixe de investir em uma infraestrutura de qualidade.

Como você viu, a piscicultura tem um enorme potencial para transformar a economia e o meio ambiente. Além de alimentar uma nação, esse setor do agro faz isso de maneira sustentável, criando oportunidades de negócios e empregos. Então, engajar-se nessa atividade é uma chance de fazer parte de uma indústria essencial e em constante crescimento.

Se você ficou impressionado com as possibilidades que a piscicultura oferece, vai se surpreender ainda mais com o universo da criação aquática. Acesse nosso post sobre o que é aquicultura e explore as práticas que estão definindo o futuro da produção.

Novidades

Cadastre-se na nossa newsletter
e receba notícias em seu e-mail

icon_newsletter

Selecione o assunto do seu interesse

    Banner Tanque Circular

    Materiais Gratuitos