Voltar para a página inicial

Vale a pena ter um reservatório de água da chuva? Descubra!

Modificado em: fevereiro 27, 2024

Você já se perguntou se vale a pena investir em um reservatório de água da chuva? Com as crescentes preocupações ambientais e a busca por alternativas sustentáveis, essa é uma questão que tem ganhado destaque. Afinal, as mudanças climáticas estão demonstrando que muita água vem por aí, literalmente.

Neste artigo, exploraremos o funcionamento dos reservatórios de água da chuva, discutiremos sua relevância na agricultura e forneceremos dicas sobre como escolher a solução certa, com foco nas inovações oferecidas pela Sansuy, como o Vinitank AP, Cisterna e Viniliq Estacionário.

Confira abaixo!

O que é um reservatório de água da chuva e qual é a sua finalidade?

Antes de entrarmos no universo dos reservatórios, é crucial entender o que são e qual é o propósito deles. Em sua essência, um reservatório de água da chuva é um sistema de captação e armazenamento de água pluvial.

Sua finalidade vai além de simplesmente armazenar água; ele desempenha um papel fundamental na sustentabilidade hídrica, ajudando a reduzir a demanda por recursos hídricos convencionais.

Como funciona um reservatório de água da chuva?

O funcionamento de um reservatório de água da chuva é um processo relativamente simples, mas eficaz. Esse sistema é projetado para coletar, armazenar e distribuir a água pluvial que cai sobre superfícies impermeáveis, como telhados.

Aqui estão os principais passos de como um reservatório de água da chuva opera:

1. Captação da água da chuva

O processo começa com a captação da água da chuva a partir de superfícies expostas, normalmente o telhado de uma casa ou edifício.

Calhas são instaladas ao longo das bordas do telhado para coletar a água da chuva que escorre pelas superfícies inclinadas.

2. Filtragem e remoção de impurezas

Antes de ser armazenada, a água da chuva passa por um sistema de filtragem que remove detritos, folhas, galhos e outros materiais sólidos que podem ter sido coletados no telhado.

Alguns sistemas mais avançados podem incluir filtros mais finos para garantir uma água mais limpa.

3. Armazenamento

A água filtrada é então direcionada para o reservatório de água da chuva. Esse reservatório pode ser subterrâneo, acima do solo ou integrado à estrutura do edifício.

O reservatório é construído com materiais impermeáveis para evitar vazamentos e contaminação da água.

4. Distribuição

Quando necessário, a água armazenada no reservatório pode ser distribuída para diferentes fins, como irrigação de jardins, lavagem de veículos, descargas de banheiro e até mesmo para uso doméstico, dependendo da qualidade da água e dos sistemas de tratamento implementados.

5. Sistema de controle

Muitos reservatórios de água da chuva são equipados com sistemas de controle que regulam a distribuição da água. Isso pode incluir bombas para impulsionar a água até pontos mais elevados ou para longas distâncias.

Benefícios do reservatório de água da chuva

Ao reduzir a dependência de fontes de água potável para usos não potáveis, como irrigação, os reservatórios de água da chuva contribuem para a preservação dos recursos hídricos. Além disso, reduz os custos associados ao consumo de água potável para atividades que não exigem água tratada.

Vale ressaltar ainda que oferece uma fonte alternativa de água em períodos de seca ou restrições de abastecimento público.

Vale a pena na agricultura?

A agricultura é um setor que depende significativamente da água. Nesse contexto, a adoção de reservatórios de água da chuva pode ser um diferencial crucial.

A utilização desses reservatórios na irrigação de cultivos pode não apenas reduzir a dependência de fontes convencionais, como rios e poços, mas também proporcionar uma fonte de água mais econômica e ambientalmente amigável.

Ao adotar um reservatório de água da chuva na agricultura, os agricultores podem mitigar os impactos das variações sazonais e das secas, garantindo um suprimento estável de água para suas plantações. Isso não apenas contribui para a sustentabilidade do meio ambiente, mas também pode resultar em economias significativas a longo prazo.

Como escolher um reservatório de água da chuva?

A escolha do reservatório adequado é crucial para garantir eficiência e durabilidade. Aqui estão algumas dicas essenciais para orientar sua decisão:

Capacidade adequada

Avalie suas necessidades de consumo de água e escolha um reservatório com capacidade suficiente para atender à demanda.

Material de construção

Os reservatórios de água da chuva são construídos com materiais duráveis e impermeáveis para garantir a integridade e qualidade da água armazenada. Os materiais mais comuns incluem polietileno de alta densidade (HDPE), polipropileno e fibra de vidro. O polietileno é amplamente utilizado devido à sua resistência química, leveza e durabilidade.

O polipropileno é outra opção popular devido à sua resistência a altas temperaturas. Já a fibra de vidro oferece resistência excepcional à corrosão. A escolha do material depende das necessidades específicas do projeto, mas todos visam garantir a segurança, longevidade e qualidade da água coletada.

Então, a dica é optar por reservatórios fabricados com materiais duráveis e atóxicos, garantindo a qualidade da água armazenada.

reservatório de água da chuva

Soluções Sansuy

Destacando-se no mercado, as soluções oferecidas pela Sansuy, como Vinitank AP, Cisterna e Viniliq Estacionário, são reconhecidas por sua qualidade e inovação. Esses reservatórios contam com tecnologia, garantindo resistência a intempéries e durabilidade excepcionais.

Diferenciais das soluções Sansuy

Os produtos da Sansuy, notadamente o Vinitank AP, Cisterna e Viniliq Estacionário, destacam-se no mercado de reservatórios de água da chuva. O Vinitank AP, por exemplo, oferece uma resistência extraordinária contra agentes atmosféricos, enquanto a Cisterna se destaca pela versatilidade e praticidade de instalação.

Só para ter uma ideia, o Vinitank AP é um bolsão feito de lona, laminado calandrado de PVC flexível reforçado com tecido de poliéster de alta tenacidade, em formato circular que deve ser abastecido com água e que apresenta resistência e durabilidade.

Por ser um tanque autoportante, ou seja, que se sustenta por si só, recebe o nome de AP, que é autoportante.

Além disso, a instalação é rápida, dispensando suportes especiais. As soldas são feitas na fábrica, e o abastecimento é super simples e evita o desperdício de água. Além disso, tem um custo baixo e acessível, o que traz um retorno rápido do seu investimento.

Já a Cisterna é feita de material atóxico fabricado em laminado de PVC reforçado ou lona confeccionada com geomembrana de PVC, que reveste totalmente a escavação realizada no solo. Sem falar que, entre as principais vantagens, está a cobertura que evita a passagem de luz, além de insetos e outras sujeiras. É de fácil instalação e manutenção, por exemplo.

Por fim, o Viniliq Estacionário é ideal como reservatório de água, principalmente para áreas de pouca disponibilidade ou uso emergencial. É feito de lona de PVC de alta resistência e impermeabilidade. É ainda atóxico e totalmente lacrado, tendo máxima eficiência na prevenção contra a dengue e quando não estiver em uso, pode ser dobrado para fácil armazenagem. 

Em conclusão, investir em um reservatório de água da chuva pode ser uma escolha sábia, considerando especialmente os desafios ambientais e as demandas crescentes por recursos hídricos.

Ao escolher soluções como Vinitank AP, Cisterna e Viniliq Estacionário da Sansuy, você não apenas adquire produtos de qualidade superior, mas também contribui para um futuro mais sustentável e resiliente. Não hesite em tomar essa decisão consciente e fazer a diferença na gestão da água em sua propriedade.

Quer contar com essa solução no seu negócio? Entre em contato conosco!

Novidades

Cadastre-se na nossa newsletter
e receba notícias em seu e-mail

Selecione o assunto do seu interesse

    Materiais Gratuitos