+55 (11) 2139-2888 [email protected] Voltar para a página inicial
ACESSAR LOJA
+55 (11) 2139-2888 [email protected]
×

Como criar tambacu? Veja 4 dicas!

Modificado em: maio 31, 2023

O tambacu é uma espécie de peixe que surgiu a partir da mistura de tambaqui e pacu. Ele é conhecido por sua beleza e variedade de cores, que vão desde o preto, marrom e cinza até as tonalidades rajadas, e variam de acordo com a região em que é encontrado na natureza. Se você quer saber como criar tambacu, chegou ao texto certo!

A criação de tambacu tem se tornado cada vez mais popular graças às vantagens que essa espécie apresenta. Entre elas, destacam-se o rápido crescimento, a alta resistência a doenças e a grande versatilidade, já que pode ser cultivado tanto em tanques escavados como em viveiros.

Siga a leitura e aproveite 4 tópicos sobre a criação do tambacu!

1.. Entenda as particularidades da criação de tambacu

Para criar peixe tipo tambacu, é importante oferecer um ambiente adequado, com água limpa e oxigenada. Os tanques escavados são ideais para essa espécie, já que permitem uma melhor distribuição dos peixes e um maior controle da qualidade da água. Além disso, é necessário administrar uma alimentação adequada, rica em proteínas e vitaminas.

Observe a seguir outras particularidades desse cultivo!

Ambiente de criação

O tambacu pode ser criado tanto em tanques escavados como em viveiros, mas é importante que o ambiente seja adequado para a espécie. A água doce deve ser limpa e oxigenada, com temperatura e pH controlados. É recomendado manter a densidade populacional baixa para evitar doenças e garantir um crescimento saudável dos peixes.

Alimentação

O tambacu é um peixe onívoro, ou seja, se alimenta tanto de vegetais como de proteínas animais. Por isso, é importante oferecer uma ração balanceada, que contenha nutrientes essenciais para o seu desenvolvimento.

Manejo sanitário

O tambacu é uma espécie resistente a doenças, mas é preciso realizar um manejo sanitário adequado para evitar a proliferação de agentes patogênicos. Isso inclui a limpeza regular dos tanques, a desinfecção dos equipamentos e o monitoramento constante da saúde dos peixes.

Crescimento rápido

O tambacu apresenta um crescimento rápido, podendo atingir tamanhos comerciais em um curto período de tempo. Por isso, é importante realizar um manejo adequado para evitar a superpopulação nos tanques e garantir um desenvolvimento saudável dos peixes.

2. Descubra o que é necessário para criação dessa espécie

Para criar tambacu é necessário ter um ambiente adequado, água limpa e oxigenada, alimentação balanceada, manejo sanitário, controle de densidade populacional e mão de obra capacitada. Com esses cuidados, é possível garantir um desenvolvimento saudável dos peixes e obter bons resultados na produção.

Vale saber que o tambacu pode ser criado tanto em tanques escavados como em viveiros, mas é importante que o ambiente seja adequado para a espécie. O tamanho e a quantidade de tanques vão depender do volume de produção desejado. É importante garantir que os tanques sejam construídos com materiais resistentes e adequados para a finalidade.

Outro cuidado essencial para uma criação correta e produtiva de tambacu é a realização de um manejo sanitário adequado para evitar a proliferação de agentes patogênicos. Isso inclui a limpeza regular dos tanques, a desinfecção dos equipamentos e o monitoramento constante da saúde dos peixes.

Analisando esse contexto, fica clara a importância da mão de obra especializada para realizar os cuidados necessários, já que é preciso contar com profissionais capacitados para realizar a alimentação, limpeza, monitoramento da saúde dos peixes e outras atividades necessárias para o sucesso da produção.

3. Acerte na construção de tanques para tambacu

A construção de tanques para criação de peixes tipo tambacu é uma etapa importante para garantir um ambiente adequado e saudável para os animais. Abaixo, separamos as etapas essenciais na construção de tanques para a criação de tambacu. Acompanhe!

Escolha do local

É importante escolher um local adequado para a construção dos tanques. Deve-se levar em consideração fatores como topografia do terreno, disponibilidade de água e condições climáticas. O lugar escolhido deve ser afastado de áreas urbanas e de fontes de poluição, para garantir a qualidade da água.

Dimensionamento

O tamanho dos tanques vai depender da demanda de produção. É importante considerar a densidade populacional adequada, o porte dos peixes e o tempo de cultivo. Os tanques devem ter uma profundidade mínima de 1,5 metro, para garantir uma boa oxigenação da água.

Construção

Os tanques podem ser construídos com materiais como concreto, alvenaria, tijolos, geomembrana, entre outros. É importante garantir que os materiais utilizados sejam resistentes e impermeáveis. O ambiente de criação de tambacu também deve ser revestido com material impermeável, para evitar vazamentos e infiltrações.

Aeração

É necessário ter uma boa aeração da água nos tanques para garantir a qualidade da água e o desenvolvimento saudável dos peixes. A aeração pode ser realizada com aeradores mecânicos ou por meio de cascatas ou fontes.

Filtragem

É recomendado o uso de sistemas de filtragem para garantir a qualidade da água nos tanques. Os sistemas de filtragem podem ser compostos por filtros mecânicos, biológicos e químicos.

Manejo

É importante realizar um manejo adequado dos tanques para garantir o sucesso da produção. Isso inclui a alimentação adequada dos peixes, o controle da densidade populacional, o monitoramento da qualidade da água e o manejo sanitário.

4. Confira como deve ser a alimentação do tambacu

A alimentação do tambacu deve ser balanceada e fornecer todos os nutrientes necessários para o crescimento e desenvolvimento saudável dos peixes. Geralmente, a dieta dos tambacus é composta por ração comercial específica para peixes, que pode ser encontrada em lojas especializadas em produtos para aquicultura.

A quantidade de ração a ser oferecida aos peixes deve ser determinada de acordo com o peso total dos animais no tanque, seguindo as recomendações do fabricante da ração. É importante evitar o desperdício do alimento e controlar a quantidade oferecida diariamente, para evitar a poluição do ambiente de cultivo.

Além da ração, é possível complementar a dieta dos tambacus com alimentos naturais, como minhocas, camarões e pequenos peixes, desde que sejam seguros e adequados para a espécie.

Chegando até aqui, você entendeu um pouco mais como criar tambacu e percebeu que o peixe possui características favoráveis para a cultura, como rápido crescimento, rusticidade e boa aceitação no mercado.

Porém, para acertar na escolha da espécie de peixe para criação é preciso avaliar as condições ambientais, a demanda do mercado, a taxa de crescimento, a resistência a doenças e o custo de produção.

Escolhendo o tambacu ou outra espécie, é importante conhecer mais sobre a instalação do ambiente para criação de peixes. Siga a leitura e entenda mais sobre o tanque para piscicultura!

Novidades

Cadastre-se na nossa newsletter
e receba notícias em seu e-mail

icon_newsletter

Selecione o assunto do seu interesse

    Banner Tanque Circular

    Materiais Gratuitos