+55 (11) 2139-2888 [email protected] Voltar para a página inicial
ACESSAR LOJA
+55 (11) 2139-2888 [email protected]
×

Você sabe o que é o sistema de fertirrigação?

Modificado em: junho 6, 2024

O sistema de fertirrigação está cada vez mais em alta em diferentes áreas de trabalho na agricultura. Na prática, esta técnica combina fertilizantes com água de maneira estratégica para garantir mais eficiência no fornecimento de nutrientes para as plantas.

Um dos principais destaques deste processo é utilizá-lo para aprimorar o ciclo dos nutrientes necessários para conquistar resultados mais rápidos. Com a união da irrigação à fertilização, é possível dispensar o uso de maquinários na hora de adubar as plantas. Tudo isso com uma boa redução de custos sem perder em qualidade de resultados.

Quer saber mais? Vamos mostrar o que é o sistema de fertirrigação e como utilizá-lo em sua rotina de trabalho com foco em aumentar os resultados. Acompanhe!

Entenda como funciona o sistema de fertirrigação

O sistema de fertirrigação consiste em uma técnica de aplicação de nutrientes para as plantas por meio da água da irrigação. É composto por um conjunto de equipamentos que permitem a aplicação controlada de fertilizantes diretamente na água. Com isso, as plantas podem absorver os nutrientes de forma eficiente e precisa.

A primeira etapa do processo é selecionar qual o fertilizante adequado conforme as necessidades da planta. O produto é, então, misturado com água em um tanque ou reservatório. Depois disso, a solução nutritiva é bombeada para as tubulações, que a levam até as linhas de irrigação, e injetada pelo sistema de fertirrigação na água de irrigação, que é distribuída por toda a área plantada.

Controle de fertirrigação

Nesse processo, o controle da fertirrigação é uma parte essencial para o seu funcionamento adequado. Ele deve ser feito por meio de um sistema automatizado, responsável por monitorar e ajustar a quantidade de fertilizante injetado na água de irrigação. Para isso, são levadas em conta as condições do solo, a fase de desenvolvimento das plantas e as necessidades nutricionais específicas de cada cultura.

Amplamente bem-sucedido no mercado, o sistema de fertirrigação se destaca em sistemas agrícolas modernos, especialmente em culturas intensivas, como fruticultura, horticultura, plantações de grãos, entre outras. A fertirrigação pode aumentar ainda a eficiência no uso de água e nutrientes, reduzindo custos e maximizando a produção de culturas em longo prazo.

Conheça as principais vantagens da técnica

A fertirrigação oferece diversas vantagens em relação a outros métodos de aplicação de fertilizantes por conta do seu alto nível de eficiência no uso de nutrientes. Isso porque esse sistema permite aplicar os fertilizantes de maneira controlada e diretamente na água de irrigação e, com isso, as plantas recebem exatamente os nutrientes que precisam e na quantidade adequada.

Sem contar que, com o procedimento adequado, acontece a maximização dos resultados positivos com uma redução estratégica de custos. Afinal, a fertirrigação costuma ser mais econômica do que os outros métodos disponíveis no setor.

Um ganho que também faz muita diferença na rotina de trabalho é a melhoria na qualidade das plantas por conta da aplicação dos nutrientes de forma controlada. Entre os principais benefícios relacionados, estão ainda o aumento de tamanho das plantas e os diferenciais do sabor, da cor e de outros aspectos relacionados.

Redução da perda de nutrientes

Os impactos na quantidade de nutrientes costuma ser uma preocupação frequente quando se fala em manter um padrão de qualidade nas etapas do agronegócio. A fertirrigação traz uma solução inteligente para a perda de nutrientes por lixiviação, fixação no solo e volatilização que pode acontecer com outros métodos de fertilização utilizados.

Vale ressaltar que a automatização é uma importante aliada da fertirrigação e isso permite a programação e o controle do sistema de maneira mais eficiente e precisa. Tudo isso com foco na redução do tempo e esforço necessário para gerenciar as etapas do processo.

Melhor uso do sistema de irrigação

A melhoria no uso do sistema de irrigação envolve uma série de fatores. Veja os principais a seguir!

  • programação da irrigação de acordo com as necessidades da cultura, levando em conta a fase de desenvolvimento das plantas, as condições climáticas e a disponibilidade de água;
  • manutenção regular do sistema de irrigação, incluindo a limpeza de filtros e bicos, a verificação de vazamentos e a substituição de peças desgastadas;
  • monitoramento frequente do sistema de irrigação, verificando o fluxo de água, a uniformidade da irrigação e o estado das plantas;
  • utilização eficiente da água, evitando desperdícios e maximizando sua utilização pelas plantas.

Ao seguir essas práticas, é possível garantir uma irrigação eficiente e eficaz, o que pode aumentar a produção e a qualidade da adubação, reduzir os custos de produção e minimizar o impacto ambiental do sistema de irrigação.

Entenda as principais desvantagens

No entanto, para que a adoção deste tipo de técnica seja realmente eficiente dentro da sua realidade de trabalho, vale a pena considerar também as desvantagens envolvidas. A escassez de água é uma das que mais preocupa dentro da logística do setor agrícola.

O principal motivo disso é a falta de planejamento adequado, como a capacidade de retenção de água do solo, a taxa de evapotranspiração e o clima do local durante a projeção deste processo. Outra questão que pode trazer dificuldades é a necessidade de contar com alguém que tenha conhecimento técnico sobre o assunto para colocar o sistema em prática.

E isso, muitas vezes, acaba gerando mais custos do que o produtor pode arcar. O mais importante, neste caso, é colocar na ponta do lápis quanto este processo vai ser benéfico na redução de custos em longo prazo para decidir se é realmente um bom investimento.

Caso não seja projetado corretamente, o sistema de fertirrigação ainda pode causar entupimento de goteiras. Isso ocorre porque a fertirrigação envolve a aplicação de água misturada com nutrientes, que podem formar depósitos de sedimentos ou substâncias sólidas que acabam obstruindo os orifícios das goteiras. Para evitar esse problema, é importante escolher goteiras adequadas para o tipo de água e nutrientes que serão utilizados, bem como realizar uma filtragem adequada da água e dos fertilizantes antes de sua aplicação no sistema.

Agora, você já sabe como funciona o sistema de fertirrigação e quais são as suas vantagens e desvantagens. Para aderir a esta técnica é preciso analisar a água, selecionar os nutrientes, escolher bem os equipamentos, calibrar o sistema e fazer alguns ajustes baseados em monitorização. Na prática, o primeiro ponto é tomar todas as decisões com foco nas necessidades de melhoria do trabalho e do que realmente precisa ter mais produtividade.

Gostou das informações do artigo? Então deixe o seu comentário no post e nos conte se este método se encaixa em sua realidade.

Novidades

Cadastre-se na nossa newsletter
e receba notícias em seu e-mail

icon_newsletter

Selecione o assunto do seu interesse

    Banner Tanque Circular

    Materiais Gratuitos