Voltar para a página inicial

Dia do Caminhoneiro: saiba mais sobre as datas de comemoração

Modificado em: outubro 5, 2023

Quem trabalha diariamente com o transporte de cargas sabe de todos os desafios encontrados na rotina dessa profissão. Seja enfrentando as intempéries do clima ou tendo de lidar com a má qualidade de estradas e rodovias brasileiras, o transportador exerce um trabalho fundamental para o país e deve ser mais valorizado por todos os cidadãos.

Foi pensando exatamente em exaltar esses profissionais que desenvolvemos o presente texto, que abordará tudo o que você precisa saber sobre o Dia do Caminhoneiro. Afinal, é graças a esses profissionais que temos à nossa disposição todos os produtos e as mercadorias encontradas nas cidades. Não perca tempo e confira agora o conteúdo completo!

Como surgiu o Dia do Caminhoneiro?

A origem dessa data remonta ao ano de 1961, quando o então presidente brasileiro, Jânio Quadros, sancionou uma lei que estabelecia várias medidas relacionadas ao transporte rodoviário, incluindo a obrigatoriedade do registro dos motoristas profissionais em sindicatos.

No mesmo ano foi criado o Código Nacional de Trânsito, que estabelecia normas e regulamentações para o tráfego de veículos nas estradas brasileiras. Essas medidas demonstraram o reconhecimento da importância dos motoristas profissionais, incluindo os caminhoneiros, para a economia do país.

A partir dessas regulamentações foi percebida a necessidade de valorizar e celebrar o trabalho dos caminhoneiros, que desempenham um papel fundamental no transporte de mercadorias e no desenvolvimento econômico do país.

Assim, ao longo do tempo, foram surgindo diferentes iniciativas em várias partes do Brasil para dedicar uma data especial aos caminhoneiros.

Em São Paulo, por exemplo, o Dia do Caminhoneiro foi instituído em 30 de junho de 1986 por meio da Lei estadual nº 5.487.

Além disso, em nível nacional, foi decretado o Dia Nacional do Caminhoneiro em 16 de setembro. Essa data foi oficialmente estabelecida em 2009 pela Lei n° 11.927.

Qual é a real importância do caminhoneiro no Brasil?

Caso você ainda não esteja por dentro da real importância do transporte de cargas para o Brasil, saiba que tudo o que é consumido pela população passa primeiramente por um caminhão. Isso faz desta profissão uma das mais importantes para o bom andamento do país — todos nós nos lembramos dos impactos provocados pela greve realizada em 2018. Por esse motivo, devemos valorizar ainda mais esses profissionais.

A rotina de fretes inclui o transporte de diversos insumos que apresentam variados formatos, tipos e tamanhos que, no geral, passam meses em trânsito. Os transportadores rodoviários são a segunda categoria mais utilizada para a movimentação de carga, além de que, para a indústria e o varejo, essa opção de frete é a principal responsável pelo abastecimento de mercadorias.

Podemos afirmar que essa espécie de tráfego rodoviário apresenta uma boa eficácia no que se propõe a fazer, pois confere segurança e assiduidade aos prazos de cada pedido. Todavia, existem problemas que ainda rondam alguns tipos de trajetos que sofrem pela precariedade das suas estruturas, complicando um pouco a vida dos estradeiros.

Os caminhoneiros autônomos representam a maior parte dos profissionais voltados para o transporte de cargas no Brasil, sendo eles os responsáveis por uma enorme parcela do nosso Produto Interno Bruto. Concluímos, assim, que sem esse trânsito de mercadorias não existe geração e distribuição de riqueza dentro do país.

Para você ter uma ideia, apenas a soja não embarcada durante a greve de 2018 resultou no desperdício de mais 300 mil toneladas em um único dia, o que representa uma perda na receita superior a 80 milhões de dólares. Esse é um prejuízo que deve ser considerado na hora de valorizarmos essa profissão.

O que significa ser caminhoneiro nos tempos de hoje?

Trabalhar no transporte de cargas já foi visto com olhares românticos no passado, como exemplificam as inúmeras músicas compostas retratando a vida dos motoristas de caminhão. Contudo, hoje temos uma perspectiva mais realista, que destaca não só o amor desses profissionais pelo seu ofício, como também os obstáculos enfrentados todos os dias.

É compreensível que muitos não tenham noção das dificuldades inerentes à vida na estrada, afinal, tudo o que o consumidor final vê é a sua encomenda recebida, ou recolhida, na porta de casa. As principais reivindicações feitas, especialmente no Dia do Caminhoneiro, incluem melhores salários, abastecimento mais barato e maior eficiência operacional de seus clientes.

Além dessas dificuldades, vale destacar as longas horas ao volante sem descanso, a necessidade de manter a atenção constante para evitar os perigos da estrada, noites dormidas em locais improvisados, bem como o acesso dificultado a banhos e sanitários. Também é importante ressaltar as situações específicas que acontecem todos os dias durante o percurso:

  • restrição inesperada à circulação de caminhões em zonas urbanas;
  • falta de locais para estacionar próximo ao local de entrega da carga;
  • problemas de segurança;
  • custos elevados de manutenção do veículo, entre outros.

Por que o dia do caminhoneiro é comemorado em datas diferentes? 

No Brasil, o Dia do Caminhoneiro é celebrado em diferentes datas ao longo do ano para homenagear esses profissionais essenciais para a economia do país. Além do dia 16 de setembro, duas outras datas oficiais são dedicadas a eles: 30 de junho e 25 de julho.

Em 30 de junho de 1986, a comemoração ocorre exclusivamente no estado de São Paulo após a criação da lei estadual nº 5.487, estabelecendo essa data como o Dia do Caminhoneiro em São Paulo.

Já em 25 de julho, celebra-se o dia de São Cristóvão, o padroeiro dos caminhoneiros. Essa data é a mais popular e reconhecida pelos próprios caminhoneiros, sendo marcada por missas, procissões, festas e carreatas com a bênção dos veículos.

Vale ressaltar que São Cristóvão é considerado o padroeiro não apenas dos caminhoneiros, mas também dos motoqueiros, motoristas de ônibus, taxistas e outros pilotos e motoristas de todos os meios de transporte.

Por fim, o Dia Nacional do Caminhoneiro e da Caminhoneira é celebrado em 16 de setembro. Essa é a data oficial em todo o Brasil e foi estabelecida há 11 anos. Embora seja a única data oficial em todo o país, ela não é tão difundida quanto o dia de São Cristóvão.

Muitos caminhoneiros preferem comemorar seu dia juntamente ao dia de São Cristóvão, cerca de um mês e meio antes da data nacional.

Embora tenham surgido de maneiras diferentes, todas essas três datas têm o mesmo propósito de homenagear a mesma classe profissional, reconhecendo a importância dos caminhoneiros para a sociedade.

Quais são as datas para comemorar o Dia do Caminhoneiro?

Agora que você sabe a importância do transporte de cargas para a economia brasileira e mesmo para o cidadão comum, aproveite e fique por dentro das principais datas comemorativas do Dia do Caminhoneiro no nosso país. Confira a seguir!

30 de junho: Dia do Caminhoneiro em São Paulo

Como dissemos, 30 de junho é o momento para comemorar o Dia do Caminhoneiro em São Paulo. A data foi instituída no ano de 1986, por meio da Lei estadual nº 5.487, como uma maneira de homenagear os profissionais estradeiros. Essa é uma forma de o povo paulista agradecer aos transportadores de cargas pelos serviços prestados todos os dias.

A Confederação Nacional do Transporte (CNT) afirma que aproximadamente 1 a cada 4 quatro caminhões que circulam pelo Brasil está registrado em São Paulo, sendo essa uma característica que faz com que o estado seja o que mais recebe caminhoneiros e mais sinta a presença dos transportadores de uma forma mais intensa.

Além disso, é verdade que uma grande parcela da frota nacional de caminhões passa pelas rodovias paulistas, seja para transportar as mercadorias produzidas pelas indústrias e pelo agronegócio do estado ou para ter acesso aos seus portos e aeroportos que escoam os produtos provenientes de todo o país.

25 de julho: Dia de São Cristóvão padroeiro dos motoristas

O dia 25 de julho representa a época mais tradicional em que se comemora o Dia do Caminhoneiro. Desde o século XV, essa data foi consagrada pela Igreja Católica como celebração de São Cristóvão, que é o padroeiro dos motoristas. Esse dia é conhecido por festas tradicionais destinadas ao santo, em que carreatas são organizadas por todo o país também no intuito de saudar, exaltar e parabenizar a categoria dos caminhoneiros.

De acordo com a Igreja, São Cristóvão era uma pessoa de porte avantajado que morava às margens de um rio e auxiliava as pessoas que tentavam atravessá-lo. Certo dia, ao ajudar um menino durante a travessia, carregando-o no ombro, sentiu que a criança ficava cada vez mais pesada. Após chegar à margem oposta, ele pensou ter segurado todo o peso do mundo em suas costas e percebeu que, na realidade, estava carregando Jesus.

Assim, São Cristóvão se tornou o padroeiro dos viajantes e, consequentemente, dos caminhoneiros. Portanto, 25 de julho é uma data muito especial, e você não pode perder essa comemoração.

16 de setembro: Dia Nacional do Caminhoneiro

No ano de 2009, o Governo Federal reconheceu a importância de estabelecer uma data específica para celebrar o Dia do Caminhoneiro e, mesmo com as duas comemorações citadas acima, decidiu marcar mais uma vez o calendário para que a categoria pudesse celebrar a importância da profissão.

Foi por meio da Lei nº 11.927 que o então vice-presidente José de Alencar decretou que 16 de setembro seria a data para comemorar o Dia Nacional do Caminhoneiro, estabelecendo-se, assim, a terceira festa para enaltecer a classe dos estradeiros.

É possível que essa escolha tenha sido em função do Dia Nacional do Transportador Rodoviário de Carga, que acontece bem próxima à outra comemoração, sendo realizada durante uma data simbólica em 17 de setembro.

17 de setembro: Dia Nacional do Transportador Rodoviário de Carga

Um decreto de 1993 determinou a data como uma homenagem a essa categoria profissional tão trabalhadora. De todas as datas citadas aqui, essa é a única que tem um objetivo descrito oficialmente. Ela foi assinada pelo presidente Itamar Franco em 9 de julho de 1993.

12 de outubro: Dia da Protetora dos Caminhoneiros

Caso você já esteja se confundindo com tantas datas comemorativas, se prepare, pois aqui vai mais uma: o dia de Nossa Senhora de Aparecida. Seguindo a influência da Igreja Católica no calendário do nosso país, a santa padroeira do Brasil, das mulheres grávidas, das crianças e recém-nascidos também é padroeira dos caminhoneiros!

Com isso, é bem comum vermos as estradas que levam à cidade Aparecida do Norte, em São Paulo, por exemplo, repletas de estradeiros, especialmente no Dia do Caminhoneiro. É costume realizar passeatas e carreatas rumo ao Santuário Nacional de Nossa Senhora da Conceição Aparecida.

Nesse local, os caminhoneiros reafirmam sua fé, agradecem à santa por conseguirem enfrentar as dificuldades da vida na estrada e pedem bênçãos para seus colegas de profissão, para si mesmos e suas respectivas famílias.

Qual a origem das frases de para-choque de caminhão?

As frases de para-choque de caminhão surgiram na Argentina no fim do século XIX como forma de decorar carroças. No Brasil, os primeiros registros das frases de caminhão datam da década de 1950. As letras eram desenhadas individualmente no estilo filateado, uma técnica de pintura originada na Argentina também no século XIX.

Inicialmente, as frases decoravam carroças, mas, com o tempo, passaram a ilustrar os caminhões e veículos de grande porte. Os caminhoneiros, muitas vezes isolados em longas jornadas de trabalho, encontraram nas frases uma maneira de se expressar e de se conectar com outros profissionais da estrada. 

As frases de para-choque de caminhão abordam uma variedade de temas, como amor, família, fé, política, humor e reflexões sobre a vida. Elas podem ser curtas e diretas, em forma de provérbios ou trocadilhos, e são escritas com letras chamativas e coloridas para chamar a atenção de quem está na estrada.

Por que é importante comemorar o Dia dos Caminhoneiros?

Não é novidade para ninguém que a rotina dos caminhoneiros no Brasil é bem puxada e, muitas vezes, perigosa. Assim, é por essa razão que esse profissional merece ser homenageado em tantas datas comemorativas, sejam elas oficiais ou não.

No Brasil, mais de 60% das mercadorias são transportadas pelas rodovias, o que reforça a importância dos caminhoneiros para a movimentação da economia brasileira. Nesse sentido, todas as celebrações destacam o reconhecimento e o respeito que esses profissionais indispensáveis conquistaram ao longo dos anos.

Outro ponto é que todas as variações do Dia do Caminhoneiro servem para relembrar as reivindicações feitas pelos estradeiros por seus direitos, como estradas mais seguras, melhores jornadas de trabalho, combustíveis mais baratos, entre outros.

A Sansuy deseja que todos os caminhoneiros possam trabalhar com a dignidade própria dessa classe, para que enfrentem as dificuldades encontradas durante a rotina do trabalho com tranquilidade e que toda a população brasileira consiga reconhecer a real importância da categoria para o bom funcionamento do país.

Não devemos deixar de ressaltar que cada cidadão deve respeito aos transportadores de carga que movimentam todas as mercadorias necessárias ao abastecimento e consumo diário das cidades. Faça parte também do grupo de pessoas que celebram o Dia do Caminhoneiro!

Gostou deste conteúdo? Então, compartilhe em suas redes sociais e mostre aos seus amigos que você sabe tudo sobre o assunto!

Novidades

Cadastre-se na nossa newsletter
e receba notícias em seu e-mail

Selecione o assunto do seu interesse

    Materiais Gratuitos