Voltar para a página inicial

Como realizar a criação de dourado em tanque escavado?

Modificado em: maio 31, 2023

A criação de peixe em tanque escavado é uma prática muito comum em diversas propriedades e pode oferecer vantagens relevantes. Consiste em uma alternativa para ter uma produção de qualidade, de uma forma prática e versátil.

Nesse contexto, a criação em tanque escavado pode acontecer com uma ou mais espécies, de acordo com os objetivos e preferências do agricultor. No entanto, é essencial realizar tudo da forma adequada para evitar transtornos e perdas.

Se interessou pelo tema? Neste post, vamos apresentar informações relevantes para esclarecer suas dúvidas! Continue acompanhando e veja as principais espécies e dicas para acertar na criação de peixe em tanque escavado!

Quais as espécies de peixes para criação em tanque escavado?

Muitas espécies de peixes podem ser cultivadas em tanques e se adaptam perfeitamente ao ambiente. É uma maneira de desenvolver a piscicultura de alta performance e atender às demandas comerciais com toda eficiência, seja para consumo ou ornamentação.

Veja abaixo, quais são os melhores tipos de peixes para criação em tanque escavado!

Dourado

O Dourado é uma das espécies mais utilizadas na criação em tanque escavado. Trata-se de um peixe que pode ser encontrado facilmente nas bacias ligadas à Lagoa dos Patos e nos rios Paraná, Paraguai, Uruguai, Chapare e Mamoré.

Um dos motivos é o rápido crescimento e ganho de peso. Sua carne é conhecida nacionalmente pela alta qualidade e ótimo sabor. Apesar de ser um peixe carnívoro, aceita a alimentação artificial e convive bem junto a outras espécies

Tambaqui

De origem amazônica, o Tambaqui é um dos principais peixes para a criação em tanques e pode chegar até 45 quilos. A alimentação da espécie é baseada em sementes, frutos e a ração balanceada, para um crescimento saudável e forte.

Outra característica do Tambaqui é a possibilidade de criação em policultivos, ou seja, em conjunto de outras espécies, com exceção de predominantes. No entanto, é importante ter cuidado com a qualidade da água e dimensões do tanque.

Tilápia

A Tilápia é um dos melhores peixes para tanque e é conhecida por ser muito aceita no meio comercial. O peixe tem uma alta capacidade reprodutiva, resistência à troca de temperatura e a alimentação é administrada apenas com a ração para a espécie.

Carpa

Outro peixe indicado para a criação em tanque é a Carpa, que pode ser encontrada em diferentes variações. Além de se adaptar bem a outras espécies, pode ser usada tanto para o consumo humano quanto para a ornamentação de aquários.

A Carpa pode chegar até 100 quilos e, à medida que cresce, deve ser transferida para tanques maiores para não comprometer a engorda. Para a alimentação, é recomendado administrar rações 2 vezes ao dia, para obter melhor ganho de peso.

Pacu

O Pacu é uma espécie originária do Rio Paraná e do Rio Paraguai, considerada um dos peixes mais cultivados do país. Resistente a regiões mais frias, se adapta a uma alimentação industrializada, restos de alimentos, rações e subprodutos agro.

A carne do Pacu é muito valorizada devido a sua textura e sabor. Por essa razão, a espécie é bem aceita e pode oferecer oportunidades ao agricultor, desde que seja produzido com qualidade, em um tanque limpo e adequado.

Quais as dicas para a criação de peixe em tanque escavado?

A criação de peixe em tanque escavado é uma atividade que exige alguns cuidados para garantir que as espécies cresçam saudáveis. Tratam-se de medidas essenciais em todos os casos, que ajudam o agricultor a reduzir prejuízos e a melhorar os resultados.

Veja abaixo tudo que você precisa considerar para uma criação de peixe em tanque escavado de sucesso!

Utilize os tanques adequados

Tanques escavados são construídos no solo com uma cobertura impermeabilizante. São de fácil instalação e seu sistema hidráulico é bastante simples, feito de concreto, vala ou tubos de PVC para a escoar a água.

Sua maior vantagem em relação a outros modelos de tanques, como o suspenso, é a possibilidade de reproduzir o habitat dos peixes. Esse detalhe permite um maior controle das espécies criadas, como do peixe da espécie dourado, melhorando a qualidade da produção.

Além disso, tem alta durabilidade, já que é robusto por ser escavado e é composto por geomembrana. Outra característica é sua fácil manutenção. Qualquer avaria, como rasgos ou furos, pode ser reparada sem dificuldades por conta da ótima acessibilidade.

Analise o solo para a instalação do tanque

Antes de começar a escavar o local para instalar seu tanque, você deve estudar a qualidade e o tipo do solo. É preciso limpar o espaço, remover pedregulhos, matéria orgânica, raízes e deixar no local somente material sólido homogêneo.

De acordo com pesquisadores do Apta (Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios), nessa limpeza é feita uma gradagem de 15 cm do solo. Nesse processo são recolhidas amostras para verificar sua composição física. As normas ditam que a terra pode conter entre 15% a 30% de argila.

Atente para o clima e ao ambiente

Para ter uma boa criação em tanque escavado, você também deve prestar atenção na qualidade do ambiente no qual o peixe viverá. É preciso garantir condições adequadas para cada espécie, principalmente em relação à temperatura da água.

Também é fundamental que os animais sejam criados em uma água de qualidade. Além disso, preste atenção no acúmulo de dejetos e restos de comida. Tais impurezas afetam a oxigenação da água, que deve ficar abaixo de quatro miligramas por litro.

Conte com uma boa estrutura

Você também precisa ficar atento à estrutura do tanque, que pode ser construído em alvenaria, fibra ou chapa galvanizada. Recomenda-se a utilização de blocos de concreto ou algum tipo de vala para conexão com tubos de PVC para abastecimento de água da caixa d’água.

Cuide da alimentação dos peixes

Outro detalhe importante na criação de peixes em tanque escavado é sua alimentação. Alguns alevinos se alimentam majoritariamente de plâncton, protozoários e larvas de peixes, por isso, é importante garantir que sejam nutridos corretamente.

No caso do Dourado, por exemplo, seis dias após a eclosão dos ovos, já podem comer ração com um teor de proteína bruta de pelo menos 40%. Na fase madura, o dourado também gosta de comer outros peixes, pois é carnívoro.

Aplique matéria orgânica para obstruir os poros do solo

Uma solução para tampar os poros do solo é aplicar matéria orgânica no fundo do tanque. Os pesquisadores do Apta explicam que deve ser aplicada uma camada de esterco fresco do fundo do tanque, principalmente bovino.

As fezes precisam ser umedecidas e cobertas com água para enchimento. Desse modo, será possível elevar a qualidade do tanque e ainda proporcionar boas condições para a criação dos peixes, independentemente da espécie.

Evite infiltrações e vazamentos

Prevenir-se contra infiltrações na criação de dourado em tanque escavado é outro ponto indispensável. Caso pretenda utilizar as águas subterrâneas como fonte de abastecimento, tenha cuidado especial na instalação de caixas d’água para reduzir os riscos de infiltrações.

Portanto, monitore o tanque com frequência para identificar qualquer sinal de vazamentos ou infiltrações e resolvê-los quanto antes. Essas situações são tem potencial para causar prejuízos sérios e por esse motivo, merecem atenção e ações preventivas.

Use mantas de qualidade

Mantas revestidas são outra abordagem que pode produzir bons resultados. Um método muito comum é usar solo de cimento no fundo do tanque. A mistura varia de três a onze partes de solo para uma parte de cimento.

Depois de concluído o procedimento, o produtor deve misturá-lo com água e aplicá-lo no fundo da caixa d’água. Outro método é usar um saco contendo uma mistura de solo-cimento para descarte no fundo do tanque.

Contudo, o melhor material é as geomembranas à base de PVC, Elas são compostas por um polímero altamente resistente à abrasão, além de serem soldáveis e maleáveis. Por esta razão, proporcionam mais durabilidade para o tanque.

Outra vantagem de escolher uma manta de qualidade para o revestimento do tanque é o aumento na produtividade. Isso porque a capacidade aumenta, o que permite uma criação ainda maior, inclusive com mais espécies de peixes.

Além disso, o uso dessa manta permite o monitoramento da qualidade da água, bem como a redução de ataques de predadores. É também uma solução sustentável e econômica, pois tem um ambiente mais limpo ao reduzir o uso de antibióticos e a presença de insetos e outros parasitas.

Vale ressaltar a facilidade da troca de água. Como a geomembrana não acumula impurezas, a renovação ocorre com mais facilidade. Estas foram as nossas dicas de como fazer a criação de dourado em tanque escavado.

Como você notou, existem uma série de fatores a serem analisados para ter uma piscicultura bem-sucedida — em especial, escolher uma manta para o revestimento do tanque de qualidade, pois é um aspecto decisivo para as boas condições de criação.

Nesse sentido, é importante que você compre suas mantas e lonas de uma empresa confiável que preze por fornecer materiais de alta tecnologia, e que esteja focada em aprimorar seus processos de produção constantemente.

A criação de peixe em tanque escavado é uma alternativa viável e que se encaixa perfeitamente nos objetivos comerciais, como vimos neste post. Portanto, considere as nossas dicas para ter uma criação promissora e alcançar ótimos resultados.

Gostou deste conteúdo? Então, visite o portal da Sansuy e descubra o que podemos fazer pelo seu negócio!

Novidades

Cadastre-se na nossa newsletter
e receba notícias em seu e-mail

Selecione o assunto do seu interesse

    Banner Tanque Circular

    Materiais Gratuitos