Voltar para a página inicial

Biotecnologia na agricultura: veja como funciona e seus benefícios!

Modificado em: outubro 5, 2023


Introdução

Biotecnologia é uma área que combina conhecimentos de biologia e tecnologia para desenvolver soluções inovadoras em diversos campos. Na agricultura, a biotecnologia é amplamente utilizada para aprimorar as culturas e resolver desafios alimentares em todo o mundo.

A biotecnologia agrícola é uma técnica que envolve a alteração de organismos vivos ou produtos agrícolas para melhorar as culturas e desenvolver microrganismos para fins de cultivo. 

Ela tem se mostrado uma ferramenta importante na agricultura, trazendo benefícios significativos para o setor agrícola. Mediante a aplicação de técnicas biotecnológicas, é possível desenvolver plantas mais resistentes a doenças, pragas e estresses ambientais, aumentar a produtividade, melhorar o valor nutricional e o sabor dos alimentos, além de reduzir a vulnerabilidade às doenças.

Neste artigo, vamos explorar mais a fundo como funciona a biotecnologia na agricultura e seus principais benefícios.

Importância da biotecnologia para a agricultura

​​A biotecnologia tem se mostrado uma ferramenta de grande importância para a agricultura, permitindo o desenvolvimento de novas variedades de plantas com características desejáveis, melhorando a produtividade e a qualidade dos alimentos produzidos. 

Ela permite a manipulação genética de plantas, possibilitando a criação de novas variedades com características desejáveis, como maior resistência a pragas e doenças, maior tolerância a estresses ambientais, como a seca e o calor, além de melhor qualidade nutricional e sensorial.

Além disso, com a utilização de técnicas biotecnológicas, é possível produzir alimentos com maior valor nutricional e menos aditivos químicos, melhorando a qualidade da alimentação humana.

Por todas essas razões, a biotecnologia tem se tornado uma ferramenta cada vez mais importante para a agricultura, contribuindo para a produção de alimentos mais saudáveis, sustentáveis e com maior qualidade.

Produtos obtidos pela biotecnologia agrícola

A biotecnologia agrícola é uma área que tem contribuído significativamente para o desenvolvimento de produtos inovadores e sustentáveis na agricultura. Confira, a seguir, os principais produtos obtidos por meio dessa técnica.

Vacina para plantas

Uma das aplicações da biotecnologia agrícola é o desenvolvimento de vacinas para plantas, utilizadas para protegê-las contra doenças e pragas. Essas vacinas são produzidas a partir de proteínas ou antígenos específicos da doença, ou praga, introduzidos na planta para induzir uma resposta imunológica.

Uma das principais vantagens da vacinação de plantas é a sua eficácia em prevenir doenças antes que elas se estabeleçam na lavoura, evitando, assim, perdas significativas na produção.

Além disso, as vacinas para plantas são uma alternativa mais sustentável e segura do que o uso de pesticidas e defensivos agrícolas, que podem causar danos ao meio ambiente e à saúde humana.

Atualmente, existem diversas vacinas disponíveis para proteção de plantas, incluindo a vacina contra o vírus do mosaico do pepino e a vacina contra a mancha-bacteriana em tomates.

Suplementos nutricionais

Os suplementos nutricionais visam a melhorar a nutrição animal e vegetal. Esses produtos podem ser desenvolvidos com base em técnicas de engenharia genética para aumentar a quantidade de nutrientes presentes em alimentos, como vitaminas e minerais, além de melhorar a digestibilidade de proteínas e carboidratos.

Um exemplo de suplemento nutricional obtido pela biotecnologia é a levedura enriquecida com selênio, utilizada na alimentação de animais de produção, como aves e bovinos. A levedura enriquecida é produzida a partir de uma técnica de fermentação, em que as leveduras são cultivadas em um meio rico em selênio.

Na agricultura, a biotecnologia também pode ser utilizada para o desenvolvimento de plantas com maior teor de nutrientes, como ferro, zinco e vitamina A, que podem ajudar a combater a desnutrição em áreas onde a alimentação é deficiente nesses nutrientes.

Culturas resistentes a pragas

Por meio da manipulação genética, os cientistas são capazes de identificar genes que conferem resistência a insetos e outros organismos que prejudicam o crescimento e a produtividade das plantas. Esses genes são, então, inseridos nas culturas-alvo, tornando-as resistentes a pragas.

Um exemplo de cultura resistente a pragas é a soja Bt, desenvolvida a partir da tecnologia Bt (Bacillus thuringiensis), que confere resistência a insetos-praga, como a lagarta da soja. Outras culturas transgênicas resistentes a pragas incluem o milho Bt, a batata resistente ao besouro da batata e o algodão Bt.

Essas culturas transgênicas têm sido amplamente adotadas pelos agricultores em todo o mundo, pois reduzem a necessidade de pulverização de pesticidas químicos e, portanto, têm o potencial de ser mais sustentáveis e menos prejudiciais ao meio ambiente.

Reprodução de plantas e animais

A reprodução de plantas e animais é mais um dos principais produtos obtidos pela biotecnologia agrícola. Por meio da engenharia genética, é possível selecionar e manipular características desejáveis em plantas e animais, acelerando o processo de melhoramento genético e de reprodução seletiva.

Na agricultura, a biotecnologia tem sido usada para desenvolver variedades de plantas com maior resistência a pragas e doenças, maior produtividade e melhor qualidade nutricional.

Isso é feito por meio da manipulação genética, como a inserção de genes de outras espécies que conferem resistência ou tolerância a determinados fatores, como o estresse hídrico.

Na reprodução animal, a biotecnologia tem sido usada para melhorar a qualidade genética do rebanho. Por exemplo, a inseminação artificial permite que os produtores selecionem cuidadosamente os machos que reproduzirão com as fêmeas, melhorando a qualidade dos animais.

Outras técnicas, como a clonagem e a transferência de embriões, também são usadas para reproduzir animais de alta qualidade genética em maior quantidade.

Benefícios da biotecnologia

A biotecnologia oferece vários benefícios para a agricultura.Veja, a seguir, os principais.

Aumento da produtividade agrícola

A biotecnologia agrícola possibilita a criação de plantas geneticamente modificadas que são resistentes a pragastolerantes a condições adversas e possuem maior valor nutricional, o que aumenta a produtividade e a eficiência da agricultura.

Redução do uso de pesticidas

Com a utilização de culturas transgênicas resistentes a insetos-praga, os produtores conseguem reduzir a quantidade de pesticidas utilizados nas plantações, diminuindo os riscos para a saúde humana e o meio ambiente.

Melhor qualidade dos alimentos

Ajuda no desenvolvimento de uma variedade de plantas com características nutricionais superiores, como maior teor de vitaminas e minerais, melhor sabor, aroma e textura.

Maior resistência a condições climáticas adversas

A biotecnologia pode ser utilizada para desenvolver variedades de plantas que resistam a condições climáticas extremas, como secas, geadas e chuvas excessivas, permitindo a produção em áreas antes inóspitas.

Redução do desperdício de alimentos

Aumenta o tempo de vida útil das plantas, reduzindo o desperdício de alimentos em toda a cadeia produtiva.

Redução de custos

As culturas geneticamente modificadas podem ser mais resistentes a pragas e doenças, o que reduz a necessidade de uso de pesticidas e herbicidas.

Além disso, essas culturas também podem ser mais resistentes a condições climáticas adversas, diminuindo a perda de colheita e os custos de replantio.

Combate a pragas e doenças

A biotecnologia permite a criação de plantas resistentes a doenças, como fungos e vírus, por meio da transferência de genes de resistência para as plantas-alvo. Essa técnica pode aumentar a produtividade das culturas e reduzir as perdas por doenças.

Controle por sementes transgênicas

A biotecnologia permite aos agricultores o uso de plantas geneticamente modificadas para resistir a pragas e doenças.

Além disso, as plantas transgênicas são capazes de produzir maiores rendimentos em menor tempo, o que pode aumentar a produção e a eficiência na agricultura.

Conclusão

A biotecnologia tem sido uma importante aliada na agricultura, permitindo a produção de alimentos mais nutritivos e sustentáveis.

Com o uso de técnicas avançadas, como a engenharia genética e a biologia molecular, é possível desenvolver culturas resistentes a pragas e doenças, aumentando a produtividade e reduzindo o uso de pesticidas e herbicidas nocivos ao meio ambiente e à saúde humana.

Além disso, a biotecnologia possibilita a produção de plantas com características desejáveis, como maior resistência a condições climáticas adversas e maior teor nutricional.

Com tantas possibilidades, é indiscutível a importância da biotecnologia na agricultura e seu papel fundamental na garantia da segurança alimentar e na promoção de um desenvolvimento agrícola sustentável.

Gostou deste artigo? Compartilhe nas suas redes sociais!

Novidades

Cadastre-se na nossa newsletter
e receba notícias em seu e-mail

Selecione o assunto do seu interesse

    Materiais Gratuitos