Voltar para a página inicial

Criação de traíra: 5 dicas para um cultivo de sucesso

Modificado em: maio 31, 2023

*Fonte da Imagem: https://www.fishbase.se/search.php

A criação de traíra é muito comum dentro da alevinocultura brasileira. Esse peixe de água doce é típico da região norte do país e conquista atenção, justamente, pela sua carne saborosa, apreciada em todo o território nacional. Além disso, em questão de custo-benefício, pode ser altamente vantajosa para o criador.

É uma forma de diversificar a criação em sua propriedade e potencializar os lucros com a criação de peixes. Contudo, principalmente por ser um animal carnívoro, sua criação precisa de cuidados especiais para obter melhores resultados.

Quer saber mais? Então confira os pontos que separamos neste artigo para ajudá-lo nessa produção. Boa leitura.

1. Cuide da alimentação

Um dos primeiros pontos que merece atenção é, justamente, os cuidados com alimentação da traíra. Afinal, isso será fundamental para fazer um planejamento de processo de engorda mais eficiente e garantir melhores resultados na criação.

Por isso, precisamos lembrar que as traíras são carnívoras, ou seja, alimentam-se de outros peixes menores e que tem um bom apetite. Por isso, é fundamental estar atento a esse tipo de questão para garantir melhores resultados no processo de engorda.

Caso vá alimentar os animais com ração, é preciso considerar a concentração de proteína para a produção. Por exemplo, na fase mais nova, é interessante contar com rações que tenham 48% de proteínas. Já os mais velhos podem utilizar para a alimentação carne de outros peixes.

Para aqueles que estejam em fase reprodutiva, é interessante utilizar peixes vivos ou, então, uma ração balanceada seca e peixe moído, utilizado em conjunto. Para isso, pode-se contar com a proporção 1:1 (ou seja, mesma quantidade de ração e peixe).

Uma forma de obter isso é separando um açude para criação de animais que possam servir de alimento e, ao mesmo tempo, possam ser comercializados. Um exemplo é a criação de lambari. A carne deste peixe é bastante apreciada no mercado nacional e você pode utilizar alguns dos animais da cultura para alimentar a produção de traíras.

2. Atente para o peso de abate

Um cuidado importante na criação é identificar o momento ideal para o abate. Um dos parâmetros para isso é, justamente, identificar o peso ideal para realizar o abate. É indicado que ele seja realizado quando alcançam entre 400g a 600g. Normalmente os animais alcançam este peso após um ano de criação.

3. Saiba os cuidados com o viveiro

Para que os animais possam chegar com tranquilidade e começar a criação de forma adequada, é importante saber como preparar e cuidar do viveiro no dia a dia. Separamos algumas dicas que poderão ajudá-lo a seguir:

  • prepare o tanque ou o açude;
  • se optar pelo açude, cuidado, ele precisa estar 100% seco. Caso tenha poças de água, podem ficar larvas no local. Caso ainda tenha alguma poça que não conseguiu retirar, utilize cal virgem para eliminar esses animais;
  • escolha um tanque ou prepare um açude de tamanho adequado para a densidade de animais definida para a cultura.

4. Cuidado com a água para criação

Tanto a traíra quanto seu “primo” que está começando a ganhar espaço (o trairão) precisam de água de qualidade para que seja possível ter melhores resultados e evitar perdas desnecessárias de animais. Isso envolve não só a qualidade mas, também, a temperatura do local.

Por exemplo, ambas as espécies precisam de locais com renovação constante de água, para que seja possível manter a oxigenação do local, o que é importante para manter os animais saudáveis. Por isso, busque utilizar formas de renovar as águas dos tanques constantemente.

Além disso, é fundamental estar atento para a temperatura da água, de forma que impacta na sobrevivência dos animais. Por isso, é fundamental ter um sistema de monitoramento que permita o acompanhamento constante dessa métrica e tomar as medidas necessárias para equilibrar a temperatura quando necessário.

Normalmente a temperatura na fase de engorda deve estar entre 12°C a 15°C. Deve-se evitar sempre que ela alcance um índice maior que 26°C e abaixo de 10°C.

Uma das formas de amenizar problemas pode ser por meio de uma estrutura com bomba elétrica no tanque, que faça esse processo de renovação constante. É importante, também, escolher o espaço que ofereça essa possibilidade de instalação dessa estrutura. São animais também que gostam de águas calmas, o que é bom para tanques, açudes, lagos e represas. Pense nisso para garantir maior bem-estar animal.

5. Atente para a quantidade de animais no tanque

Vale lembrar, também, que a traíra é um peixe bastante territorialista e, portanto, não oferecer o espaço adequado pode fazer com que ocorram diversas brigas no local. Com isso, a tendência de que tenhamos animais feridos e, até mesmo, o falecimento dos animais.

Por isso, não adianta querer fazer uma criação de alta densidade. O risco de ter um aumento no número de perdas é grande e gera prejuízos. Neste caso, é melhor contar com mais tanques, para minimizar ocorrências de problemas.

Além disso, como falamos, são animais carnívoros e este tipo de característica gera uma questão que merece atenção: o canibalismo. Por isso, também, é fundamental tomar cuidado com a alta densidade, principalmente, na fase inicial de vida da traíra.

6. Conte com as tecnologias para ajudá-lo

Como você pode perceber, temos uma série de questões que estão interligadas com a criação de traíras, não é mesmo? Para ter uma melhor gestão e evitar problemas, principalmente, com esquecimentos e falta de controle em alguns pontos (por exemplo, no que diz respeito ao controle de temperatura.

Temos hoje diversos sensores interligados com softwares focados para a criação de peixes que sinalizam questões que merecem sua atenção. Por exemplo, se a temperatura da água elevar, pode-se lançar uma notificação e o criador ter a oportunidade de realizar as alterações adequadas. Em alguns casos, o sensor pode estar, inclusive, ligado a estruturas que façam a substituição e resfriamento da água, de forma automatizada.

Além disso, temos softwares e planilhas específicas que permitem o acompanhamento da criação e engorda dos animais. Assim, caso tenha algum tipo de alteração, é possível realizar as alterações adequadas e garantir sucesso.

A criação de traíras é uma oportunidade muito interessante de aumentar ganhos em seu negócio. Pode ser uma forma de atingir mais públicos e expandir atuação. Esperamos que essas dicas ajudem você neste processo.

E como falamos, a escolha do tanque adequado é fundamental para o sucesso da criação. Tem dúvidas sobre qual é o mais vantajoso para sua propriedade? Então, entre em contato com a gente e ajudaremos você!

Novidades

Cadastre-se na nossa newsletter
e receba notícias em seu e-mail

Selecione o assunto do seu interesse

    Banner Tanque Circular

    Materiais Gratuitos