+55 (11) 2139-2888 [email protected] Voltar para a página inicial
ACESSAR LOJA
+55 (11) 2139-2888 [email protected]
×

Como calcular os custos de um caminhão parado?

Modificado em: maio 31, 2023

Um caminhão parado pode ocasionar diversos prejuízos e gastos para o proprietário. É essencial fazer o cálculo para saber o valor da perda, para que você consiga traçar boas estratégias para reduzir os gastos e melhorar os ganhos. 

Nesse sentido, é importante ressaltar que um caminhão parado é um dos maiores vilões da produtividade. Diversas vezes, o veículo precisa ficar parado durante o carregamento e descarregamento de produtos, isso pode exigir a necessidade de horas extras e maiores custos ao prestador de serviços. 

Continue a leitura e saiba como realizar o cálculo de um caminhão parado!  

Causas do caminhão parado

Existem diversas situações que podem deixar o caminhão parado e, consequentemente, gerar mais gastos para a empresa. Ao ter atenção a elas, você conseguirá fazer o cálculo das possíveis perdas financeiras. 

Ficar muito tempo para realizar o carregamento e o descarregamento da mercadoria pode proporcionar um conjunto de problemas e influenciar o valor do transporte. Em muitas dessas situações, não há como o caminhoneiro ter controle, mas é necessário saber os gastos gerados e como melhorá-los.

Enquanto o veículo fica parado na estrada ou quando está quebrado, ele não é capaz de efetuar novas viagens e, assim, não gera lucro para o proprietário. O mesmo ocorre quando há perda de uma oportunidade de trabalho, por falta de atenção ou por outras razões.

Cálculo dos custos de um caminhão parado 

Para realizar o cálculo das perdas que um caminhão parado pode apresentar, é necessário saber os custos envolvidos. Veja quais são eles! 

Custos fixos 

A soma das despesas variáveis e fixas consiste no custo total. As variáveis estão relacionadas ao combustível, por exemplo, e os gastos fixos são aqueles que existem mesmo quando o caminhão está parado, como DPVAT, IPVA e licenciamento anual. 

O seguro deve ser incluído nos cálculos de um caminhão parado como despesa fixa, mesmo que ele seja pago anualmente. O ideal é dividir o valor por 12 para saber o custo mensal. Esse valor independe do funcionamento do caminhão.

Logo, é fundamental que todos esses valores sejam somados para que você saiba quanto gastou, especialmente, os gastos fixos. Já que muitas variáveis acontecem quando o caminhão está rodando, é necessário ficar atento, uma vez que é necessário pagar as contas em dia. 

Diária do motorista 

Nos gastos de um caminhão parado, é preciso inserir a alimentação e a diária do motorista. Caso seja necessário que ele fique mais tempo do que o previsto no processo do descarregamento, provavelmente, será necessário receber hora extra e vale-refeição. 

No momento, pode não parecer muito dinheiro, mas no final do mês, pode consistir em um elevado custo. Por essa razão, é fundamental que tudo seja registrado e calculado, para que você esteja ciente dos custos adicionais. 

Depreciação 

Um veículo começa a sofrer depreciação assim que é retirado de uma concessionária. O seu preço de revenda começa a reduzir com o decorrer do tempo, sendo que seu uso e o desgaste contribuem para a diminuição do valor. 

Quando um veículo está parado por falta de manutenção, os gastos para que ele volte a realizar o transporte das cargas podem ser elevados e seu preço pode ficar ainda mais desvalorizado no mercado.

Após saber os custos que um veículo de transporte parado apresenta, é possível fazer o cálculo de toda a perda que essa situação pode ocasionar. Saiba que para fazer isso, é preciso somar todos os gastos fixos anuais, como seguro, IPVA, depreciação e DPVAT.

Em seguida, é necessário que o valor seja dividido por 12, que é a quantidade de meses no ano. Depois, divida o resultado encontrado pelos dias trabalhados no mês e pela quantidade de horas comerciais. 

Sendo assim, se os gastos anuais corresponderem a R$ 24 mil, o valor mensal será de R$2 mil, e a diária será de R$ 90,90 (considerando 22 dias úteis). A hora de um caminhão parado corresponde a R$ 11,36. Pode parecer um valor baixo, mas dependendo da quantidade de horas paradas, o prejuízo é alto. 

Cuidados para evitar que caminhão fique parado 

Após conhecer os gastos que você pode ter por ficar com o caminhão parado durante muito tempo, é primordial criar estratégias que otimizem a situação e reduzam os custos. Confira, a seguir, o que pode ser feito! 

Faça um planejamento 

Para evitar diversas paradas durante o trajeto do caminhão, é válido planejar rotas que favoreçam a entrega dos produtos. Isso permite que lugares movimentados ou congestionados sejam evitados. 

Existem horas do dia em que algumas estradas apresentam um fluxo maior de veículos. Ao conhecer melhor a respeito das rotas, o planejamento pode alcançar um bom resultado e o motorista pode fazer o percurso mais rapidamente. 

Acompanhe as rotas 

Para que não exista perda de tempo entre um serviço e outro, o gestor de frota precisa acompanhar a rota que deverá ser feita para a entrega da mercadoria. Com um eficiente rastreador para caminhões, é possível saber a respeito da entrega da carga e elaborar relatórios com o tempo de paradas e o deslocamento. Isso deixa o processo mais otimizado e é possível eliminar qualquer gargalo. 

Realize a manutenção preventiva periódica

Muitas pessoas acham que a manutenção de caminhões consiste em um custo e que ela pode ser eliminada, mas esse é um importante investimento para o funcionamento do caminhão. Para que a sua frota e a entrega de mercadorias não fiquem prejudicadas, é essencial realizar manutenções periódicas.

Essa ação evita gastos maiores com equipamento e peças. Além disso, reduz os riscos de acidentes. 

Portanto, com alguns cuidados, é possível evitar ter o caminhão parado por muito tempo e que você fique no prejuízo. É essencial buscar formas de obter bons resultados e eliminar qualquer falha que possa afetar a rentabilidade. Logo, é preciso ter atenção aos custos que um transporte de carga pode apresentar ao ficar parado, para que você tome as medidas necessárias e melhore o processo de entrega. Com isso, o motorista trabalha mais empenhado e consegue realizar seu serviço melhor. 

Gostou do nosso post? Então, aproveite acessar nosso blog para saber mais sobre manutenção do seu caminhão e a sua importância.

Novidades

Cadastre-se na nossa newsletter
e receba notícias em seu e-mail

icon_newsletter

Selecione o assunto do seu interesse

    vinilona_cinza_20_2_1

    Materiais Gratuitos