Voltar para a página inicial

Calcular rota com pedágios: veja com fazer passo a passo!

Modificado em: maio 31, 2023

Fazer o planejamento de rota de uma frota de veículos é um trabalho que requer bastante atenção, principalmente quanto aos elementos financeiros. Isso porque há uma série de despesas envolvidas na gestão, como manutenção veicular, combustível e pedágio — daí a importância de calcular a rota de maneira adequada.

É a partir desse cálculo que você vai conseguir controlar previamente suas despesas e também otimizar os custos do seu negócio. Com isso, a produtividade da frota, bem como sua saúde financeira, ficará garantida. Calcular a rota com pedágio pode parecer uma tarefa difícil, mas acredite: basta conhecer as orientações certas para fazer esse trabalho da melhor forma possível.

Para ajudar você, preparamos este artigo no qual vamos abordar a importância do cálculo da rota e quais as melhores dicas para isso. Acompanhe!

Qual a importância do cálculo da rota?

Entre as atividades executadas por empresas do setor logístico, calcular rota e pedágios deve ser encarado como uma tarefa prioritária. E não é para menos: esse cálculo está diretamente relacionado à parte financeira, sendo indispensável antes de pegar a estrada.

Um grande benefício associado à tarefa é sua capacidade de contribuir para uma maior segurança para o motorista e a carga transportada. Afinal, ao calcular e planejar rotas, você vai conseguir encontrar o trajeto mais seguro e eficaz para o transporte, evitando caminhos isolados ou considerados perigosos, onde roubos podem ser comuns.

Entretanto, sem dúvidas, a principal vantagem de ter o cálculo de rotas sempre em mente é a redução de custos. Com um planejamento eficiente, você pode prever diversos tipos de despesa, como pedágio e combustível, e traçar os caminhos mais rápidos e econômicos. Sem esse cálculo, será impossível saber quais gastos incidirão sobre a viagem e a eficiência da frota ficará comprometida. Além disso, é bem provável que os motoristas da frota sejam surpreendidos por um pedágio no meio do caminho.

Como calcular a rota?

Não basta apenas entender que o cálculo da rota com pedágios é crucial para a sua empresa, pois é preciso fazer isso de maneira adequada. Esse trabalho consiste em considerar os principais custos envolvidos no transporte e no trajeto a ser percorrido. Rotas de escoamento, por exemplo, demandam mais atenção que outros caminhos.

A seguir, veja nossas dicas para que você aprenda, de uma vez por todas, a calcular rotas corretamente.

Saiba a distância a ser percorrida

Qual caminho um motorista da sua frota deverá percorrer para transportar uma carga? Essa é a principal pergunta que você deve fazer ao realizar o cálculo de rota, pois se trata da base do planejamento. Para isso, o primeiro passo é calcular a distância total a ser percorrida em um período específico, seja durante um dia ou no prazo total para a entrega. Com essa quilometragem em mãos, some o tempo total do deslocamento, calculando ainda o tempo de alimentação e de descanso do condutor.

O número final será o tempo total gasto pelo motorista para realizar a operação de frete. Caso a soma seja alta demais, vale buscar rotas alternativas que sejam mais rápidas e eficientes. Nesse momento, sempre considere a segurança e as condições da estrada.

Faça o cálculo do combustível

Apesar de ter registrado queda nos últimos meses, o preço do combustível continua a ser uma das principais despesas para quem atua no setor logístico. Por isso, o cálculo de rota também requer atenção aos gastos com combustível. Para isso, é necessário verificar quantos quilômetros os veículos da frota percorrem por litro. O modelo dos veículos e o ano de fabricação são dados bastante relevantes nesse momento.

Não sabe como obter essa informação? Calma que a gente explica. Primeiro, verifique quantos quilômetros os motoristas da frota rodaram na última viagem e quantos litros de combustível foram gastos. Feito isso, basta dividir a distância percorrida pela quantidade de combustível gasto. O resultado será a média de quanto os veículos rodam por litro.

Muitos automóveis têm um alto consumo de combustível e, portanto, não é nada vantajoso contar apenas com eles. Assim, a partir desse cálculo, verifique se os veículos da sua empresa são econômicos e se é necessário renovar a frota.

Calcule os pedágios

Ao fazer transporte por vias intermunicipais, o pagamento de um ou mais pedágios é algo comum. Considerar o valor desses pedágios é outra parte prioritária na hora de calcular a rota. É possível verificar a lista dos pedágios existentes em território nacional na área da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) dentro do portal do Governo Federal. Portanto, faça uma pesquisa na página e liste todos os pedágios, com seus respectivos preços, pelos quais os veículos da frota passarão durante a viagem.

Lembre-se de que o valor do pedágio varia de acordo com o tipo de veículo. No caso de rotas de caminhão, por exemplo, o preço do pedágio é cobrado a partir do número de eixos. Ou seja, quanto maior for a quantidade de eixos, maior é o valor a ser pago. Há um número muito grande de pedágios no caminho traçado para uma viagem? Nesse caso, é importante buscar rotas alternativas para chegar ao destino, de modo a reduzir seus custos e encontrar o caminho mais vantajoso.

Considere as despesas extras

Calcular rota ainda requer considerar diversas outras despesas que podem aparecer durante a operação de frota. É o caso de gastos com seguro, alimentação dos motoristas, hospedagem, manutenção veicular, hora extra, entre outros. Por isso, coloque todas essas despesas na ponta do lápis, para que seja possível prever os gastos da frota.

Devido ao seu impacto financeiro para a empresa, o cálculo de rota com pedágio é um trabalho muito importante. Assim, sempre busque fazer esse trabalho de maneira adequada, de modo a aproveitar diversos benefícios, como um aumento na produtividade e a otimização dos processos da frota.

A boa notícia é que há diversos aplicativos para ajudar a calcular rota corretamente e evitar imprevistos no transporte. Você pode contar, por exemplo, com o Google Maps, o Waze e programas específicos para o planejamento de rota.

Agora, continue sua visita em nosso blog e confira um guia completo de como planejar rotas.

Novidades

Cadastre-se na nossa newsletter
e receba notícias em seu e-mail

Selecione o assunto do seu interesse

    vinilona_cinza_20_2_1

    Materiais Gratuitos