+55 (11) 2139-2888 [email protected] Voltar para a página inicial
ACESSAR LOJA
+55 (11) 2139-2888 [email protected]
×

Como é feita a criação de tilápia tailandesa? Entenda aqui!

Modificado em: maio 31, 2023

Criadores de todo o Brasil sabem da importância que a tilápia tem para a piscicultura nacional. Líder de vendas, esse é, sem dúvida, o peixe mais consumido no país.

Entre os diversos fatores que propiciam essa força produtiva, podemos destacar a sua facilidade de adaptação ao meio ambiente, podendo ser cultivada em qualquer região do território brasileiro. Além disso, as culturas modernas contam com avançadas técnicas de produção em massa.

Este texto traz curiosidades especiais de uma espécie conhecida como tilápia tailandesa para que você fique por dentro de todas as particularidades desse peixe e os procedimentos adequados para a criação. Esperando o quê para alavancar a sua criação? Confira o conteúdo completo e tire todas as suas dúvidas!

Como está o mercado de piscicultura no Brasil?

Um crescimento em torno da criação de pescados traz ânimo para indústria brasileira. Mas é preciso ter consciência de que ainda existem muitas barreiras a serem quebradas pelos produtores rurais.

O consumo médio de peixe no Brasil ainda gira em torno de dez quilos de carne por ano, representando um número abaixo do estabelecido pela OMS, que é de 12 quilos. Esse é fato que demonstra o quanto a piscicultura evoluiu no país, mas que também deixa claro que existe muito chão pela frente.

O potencial brasileiro nesse setor é realmente inegável, principalmente, em relação às criações de tilápia. Para você ter uma ideia, nosso país está na quarta posição no ranking mundial de produtores desse tipo de peixe, sendo que no mercado interno brasileiro, essa espécie representa 50% do total da produção de pescados.

Todo o sucesso é devido à junção de diversos fatores durante a criação, como a inclusão de tecnologias modernas para o manejo da cultura e, até mesmo, a preferência das pessoas pessoas na hora de consumir a mercadoria.

É importante que você saiba que, nas últimas décadas, a quantidade de pescados consumidos pela população mundial dobrou de tamanho, principalmente em função das mudanças de hábitos alimentares adotadas pelas pessoas no geral. Durante esse tempo, a produção de tilápias tornou-se a segunda mais volumosa indústria de pescados do mundo, atras somente da cultura da carpa capim.

Também, ocupa a terceira posição em relação a geração de renda. Nesse contexto, a tilápia tailandesa se apresenta como uma espécie muito bem adaptada ao Brasil, com uma carne bastante nutritiva, saborosa e rica em proteínas e gorduras insaturadas.

Como criar tilápia tailandesa?

Podendo ultrapassar cinco quilos de massa corporal, esse animal atinge cerca de cinquenta centímetros quando macho. Apresenta características próprias, que a tornam uma espécie bem particular.

O cultivo dessa raça exige um cuidado específico, pois as fêmeas desviam grande parte das proteínas consumidas para se reproduzirem. Isso garante que os machos sejam maiores, mas causando problemas de super populações nos criadouros.

Uma dica especial, e que faz toda a diferença, é que você deve cultivar apenas os machos, se não quiser colocar em risco toda a sua criação por meio de uma disputa por alimento e oxigênio.

Outro fator muito importante é a quantidade ideal dessas tilápias por reservatório, podendo variar entre três a cinco peixes por metro quadrado, em tanques escavados, e 100 peixes por metro cúbico, em tanques-rede. O ciclo de cultivo também varia por conta do clima, do meio ambiente e da densidade populacional. Na maioria das vezes, esse período dura entre sete a dez meses.

Tilapicultura

Cuidados especiais

Caso tenha ficado interessado e agora esteja pensando em montar uma criação de tilápia tailandesa, saiba que são necessários alguns cuidados básicos para que esse tipo de cultura prospere. Existem algumas diferenças entre o cultivo desse tipo de tilápia e a tradicional, então fique atento para não cometer nenhuma confusão em cada procedimento específico.

Preparamos um guia com os pontos mais importantes para ser bem-sucedido nesse tipo de indústria. Confira todos os detalhes e esteja por dentro do passo a passo!

Início da criação

Primeiramente, é necessário comprar os alevinos de tilápia, levando em consideração que a safra dura de outubro até abril. No decorrer do período entre maio e setembro, ocorre a redução da temperatura aquática e da luz solar, propiciando a entressafra da espécie.

Exemplares com 1,5 centímetro de comprimento e um grama de peso são considerados os mais saudáveis. Você deve dar preferência para alevinos com essas características.

Ambiente do viveiro

A tilápia é um dos peixes mais resistentes do mercado e podem ser cultivada em praticamente todas as regiões do Brasil. Entretanto, essa espécie gosta mais e apresenta maior rendimento em lugares com águas mornas.

É extremamente recomendável manter o PH dos tanques em torno de sete, podendo ser utilizado calcário dolomítico para corrigir uma possível acidez dos viveiros. Também é necessário proporcionar de 30 a 70 centímetros de transparência, em relação à profundidade de cada lago.

Tanques de cultivo

Existe a recomendação de se utilizar redes para propriedades que apresentem qualquer tipo de represamento, como um açude, lago ou mesmo um riacho. Caso seja necessário realizar a escavação dos tanques, você deve fazer uma terraplanagem, instalar tubulações, além de solicitar licença ambiental. As estruturas podem ser de alvenaria, material fibroso ou chapa galvanizada.

Sistema de manutenção

Por meio da aeração noturna nesses tanques, você pode ampliar em 40% a capacidade mínima de tilápias em cada criadouro. Mantenha constante o fluxo de água para preservar a taxa de oxigênio dissolvido e também para evitar que detritos se acumulem e venham a causar doenças.

Alimentação dos peixes

Essa parte do processo pode variar devido à própria característica das tilápias tailandesas de serem animais onívoros e não apresentarem restrições quanto ao cardápio. Um truque que funciona bastante é utilizar organismos cultivados por meio da própria fertilização dos tanques, o que possibilita uma redução dos custos durante produção.

Todavia, a ração industrializada, comercializada em lojas agropecuárias, consegue acelerar o desenvolvimento dos peixes.

Quem estava na dúvida em relação a qual tipo de peixe cultivar, deve dar atenção ao cultivo de tilápias tailandesas. É muito importante que você esteja atento quanto à importância de utilizar equipamentos adequados para esse tipo de cultura.

Esse peixe apresenta características particulares e você deve tomar todo o cuidado para não prejudicar o viveiro. Esperando o quê para começar a sua criação de tilápias tailandesas? Garanta o sucesso da sua fábrica utilizando as nossas dicas!

Quer acompanhar o melhor conteúdo de piscicultura do Brasil? Siga nossa página no Facebook e prepare-se para conhecer o que há de melhor nesse ramo!

Novidades

Cadastre-se na nossa newsletter
e receba notícias em seu e-mail

icon_newsletter

Selecione o assunto do seu interesse

    Banner Tanque Circular

    Materiais Gratuitos