+55 (11) 2139-2888 [email protected] Voltar para a página inicial
ACESSAR LOJA
+55 (11) 2139-2888 [email protected]
×

Veja 4 dicas incríveis de como conseguir um frete com lucro!

Modificado em: junho 6, 2024

O frete representa sempre uma despesa. A grande questão é quem arcará com ela. Em um país onde cerca de 75% das mercadorias são transportadas por rodovias, os profissionais do ramo podem tirar bom proveito disso, mas muitas vezes o cenário fica difícil devido às diversas variáveis que influenciam.

Afinal de contas, ao assumir um frete, entram em cena alguns investimentos como combustível, tempo, distância, manutenção do veículo, insegurança etc. Um caminhoneiro, por exemplo, deve administrar suas operações com margens de risco, já que existem determinados desafios intrínsecos à função.

Fato é que, independentemente dos aspectos oscilantes, a intenção consiste em conseguir fazer frete com lucro. Trata-se da valorização do próprio trabalho e da busca por melhores condições. Continue conosco no post e entenda os desafios desse segmento do mercado de transporte, além de quatro dicas para garantir segurança e um bom retorno financeiro!

Tipos de frete

Para ampliar sua gama de conhecimentos e consequentemente suas possibilidades de parcerias em busca de novos trabalhos, vale a pena ficar por dentro dos tipos de frete mais comuns hoje em dia. O que não falta é gente precisando transportar produtos. Confira.

Frete fixo

Como fica claro pela nomenclatura, essa modalidade funciona a partir da delimitação de um valor único para o cliente, sem depender exatamente das variáveis já citadas. Assim, algumas entregas podem sair baratas demais, mas com a forte hipótese de serem compensadas por outras.

Antes de selecioná-la como padrão, é importante verificar a tendência das entregas, colocando na balança os destinos e volumes de venda mais normais do cliente.

Frete por região

Caso a demanda para certa região seja suficiente para oferecer preços mais atrativos aos clientes, o responsável pelo frete pode determinar entregas específicas, com pacotes envolvendo locais.

Diante desse contexto, procure garantir diferenciais, como tempo reduzido de entrega. Tudo depende do custo-benefício e das despesas médias de realizar o deslocamento em questão.

Frete por assinatura

É fundamental que o caminhoneiro moderno identifique oportunidades de negócio nas tendências de consumo das pessoas. Hoje em dia existe o frete por assinatura, opção em que os consumidores de uma marca investem um valor específico mensal, trimestral ou anual, por exemplo, e desfrutam de entregas grátis.

Isso resulta em uma maior fidelização dos clientes com as empresas e o freteiro ganha a possibilidade de se aproveitar desse comportamento para assegurar boa frequência de trabalhos.

Principais desafios do frete

Para conseguir um frete com lucro, é necessário superar certos percalços. O profissional autônomo sabe dos riscos de ter optado por esse caminho, especialmente o caminhoneiro. Se quer estar bem preparado para valorizar seu serviço, leia os principais desafios desse ramo.

Preço reduzido

Muitas vezes, para não desperdiçar oportunidades de trabalho, caminhoneiros aceitam receber valores muito baixos para a realização de fretes. A alta oferta resulta na queda dos preços, prejudicando a valorização do serviço.

Na prática, nenhuma legislação dá conta de montantes mínimos. Nesse cenário, é necessário se diferenciar da concorrência e, acima de tudo, deixar claro ao cliente essa qualidade.

Falta de segurança

Infelizmente, a realidade brasileira faz com que a vida de caminhoneiro seja sinônimo de insegurança constante. Trata-se, portanto, de uma consequência da escolha por essa profissão no nosso país.

Apesar da redução do número de registros de roubo de carga no mês de agosto de 2020 em relação ao mesmo período do ano anterior, a quantidade segue acima do aceitável. O problema maior, aliás, vai além do aspecto econômico dos crimes, mas engloba a vida dos profissionais, considerando a pouca fiscalização em muitas rodovias.

Manutenção do caminhão

Como autônomo, todos os riscos ficam por conta do caminhoneiro. Ou seja, a manutenção pode causar prejuízos e atrasar trabalhos, às vezes até impedindo que o profissional esteja apto a assumi-los.

Isso sem falar nas despesas, que não raro chegam nas alturas. Também existe a necessidade da manutenção preventiva, essencial justamente para minimizar problemas mais sérios em oportunidades inesperadas.

4 dicas para conseguir um frete com lucro

Sabendo calcular as variáveis que afetam o processo, fica muito mais fácil fazer a precificação do frete. Veja quatro dicas abaixo.

1. Verifique o peso da carga e a taxa de cubagem

A carga é a protagonista do frete, e o responsável pelo transporte deve prezar pela preservação da integridade dela, além de cuidar dos prazos combinados. O valor da operação, então, baseia-se nas peculiaridades da carga.

Antes de mais nada, o peso: essa variável impacta o consumo de combustível e o nível de desgaste do veículo. É aí que entra a taxa de cubagem, normalmente medida em conjunto ao peso buscando um preço mais realista.

O espaço preenchido na carroceria causa bastante impacto no total, por isso se costuma calcular da seguinte maneira:

volume do item, em m³ × quantidade, em unidade × fator de cubagem, em kg/m³.

Em transportes rodoviários, usa-se 300 kg/m³ como fator de cubagem, devido ao padrão do chamado conjunto cavalo-britânico (27 mil kg divididos por 90 m³ são 300 km/m³). O valor final é o peso cubado, que faz parte da definição do montante do frete.

2. Considere as despesas da viagem

Quanto mais valioso o produto carregado, maior a responsabilidade do caminhoneiro. E isso deve se refletir no preço do frete. Nesse pacote, estão incluídos fatores como:

  • distância;
  • combustível;
  • pedágios;
  • alimentação;
  • pernoites;
  • risco do trajeto.

3. Adote hábitos de economia

Para conseguir fazer frete com lucro, você precisa eliminar gastos desnecessários. E isso está bastante ao alcance, tanto que algumas rotinas ajudam muito a economizar. Portanto, tente:

  • adotar a direção defensiva, evitando acelerações ou frenagens inúteis e mantendo o caminhão engatado;
  • fazer manutenções preventivas para reduzir a chance de imprevistos.
  • planejar as viagens com minúcia;
  • buscar alternativas distintas da concorrência.

4. Diversifique os serviços

É comum que vários caminhoneiros prefiram transportar poucos tipos de carga. Mas as demandas oscilantes do mercado podem não ser tão benéficas para quem adota essa estratégia.

Seja para completar uma renda ou até para deixar uma crise no passado, o caminhão é capaz de carregar muitas cargas. Quem melhor se adapta é exatamente o profissional mais flexível e criativo nesse sentido.

Conforme observamos, para conseguir frete com lucro, o caminhoneiro deve ser, além de competente, flexível, criativo e precavido. De quebra, precisa valorizar o próprio trabalho, evidenciando a qualidade do serviço que presta. Siga as dicas do post e veja crescer o custo-benefício das suas atividades!

Se o post foi útil, aproveite e curta nossa página no Facebook para conferir outros conteúdos do blog da Sansuy!

Novidades

Cadastre-se na nossa newsletter
e receba notícias em seu e-mail

icon_newsletter

Selecione o assunto do seu interesse

    vinilona_cinza_20_2_1

    Materiais Gratuitos