+55 (11) 2139-2888 [email protected] Voltar para a página inicial
ACESSAR LOJA
+55 (11) 2139-2888 [email protected]
×

Cronograma de obra: o que é e como construir em 5 etapas

Modificado em: maio 31, 2023

Um cronograma de obra é um recurso que registra a definição de prazos para a concretização das atividades dentro de um projeto da construção civil. É uma ferramenta fundamental para a realização de qualquer obra, sendo que sua elaboração consiste em uma tarefa crítica, complexa e estratégica para os engenheiros.

Com base em um bom planejamento, o profissional estabelece quais são as etapas de cada fase e o momento em que elas serão executadas. Esse direcionamento conduzirá a obra, garantindo que outras áreas organizem suas atividades.

Continue a leitura conosco e conheça 5 etapas fundamentais na construção de um cronograma de obra! Confira!

O que é um cronograma de obras?

O cronograma de obras é uma ferramenta de gestão que contém todo o detalhamento das atividades que serão realizadas na obra. Ele expõe datas de conclusão estipuladas para as etapas da construção, além de especificações para as tarefas a serem executadas.

Como parte do controle e planejamento de obras, tudo que for usado na construção deverá ser inserido nesse documento. Dessa maneira, você poderá encontrar informações como:

  • orçamento da obra;
  • tempo de conclusão das tarefas;
  • descrição da realização do projeto;
  • documentação de peças e ferramentas.

Com esses dados, é possível estabelecer quais serão as etapas de cada fase da construção e o momento em que elas deverão ser executadas. Isso faz da tarefa de criar o cronograma do canteiro de obras algo estratégico e crítico.

Qual a importância do cronograma de obras para o gerenciamento da construção?

Um cronograma de obras é importante, pois influencia no desempenho do projeto, evitando grandes gargalos na construção. Entre os principais problemas que podem surgir estão desperdício, baixa produtividade, perda de prazo e de qualidade.

Para evitar esses transtornos, é necessário estruturar o cronograma de obra de forma acertada e controlar a realização das atividades, para que ocorram dentro do prazo. Por meio desse planejamento, você fornece uma direção para todas as etapas de construção. Assim, o engenheiro obtém:

  • melhor programação de atividades;
  • maior controle em relação ao orçamento da obra;
  • atendimento aos prazos;
  • prevenção de discordâncias no canteiro;
  • melhor resposta contra contratempos e falhas.

Ou seja, você consegue ter uma visão mais completa do projeto, com um acompanhamento mais próximo das tarefas do canteiro.

Quais são as etapas que compõem o cronograma de obras?

Agora que você já sabe da importância desse documento, é necessário conhecer as etapas que o compõem. Confira a seguir!

1. Liste todas as atividades

Para começar o cronograma de obras, você deve listar todas as atividades do canteiro. Essa é uma forma de definir a dimensão da mão de obra e também do material que será utilizado.

Nessa etapa, uma ótima ideia é elaboração da EAP (Estrutura Analítica de Projeto), que trata das atividades feitas durante a obra. Nela, são listadas as tarefas de cada passo, equipamentos, serviços e insumos.

Além disso, a EAP também tem o papel de registrar as subtarefas de cada fase, gerando uma visão maior do projeto.

2. Estabeleça prazos para cada etapa da obra

O ideal para o cronograma é que as atividades sigam uma ordem cronológica. Ou seja, quando um serviço é concluído, o outro começa logo em seguida. Por isso, defina os prazos para o início e a conclusão das etapas.

Para que você consiga chegar a esses prazos, é necessário levar em conta os materiais que serão utilizados nas tarefas e a quantidade de profissionais envolvidos. Além disso, você deve considerar as questões legais que podem retardar a obra até serem resolvidas.

3. Crie tarefas em cada etapa

Algumas atividades podem depender — direta ou indiretamente — de outras para serem concluídas. Por isso, o cronograma de obras deve priorizar a ordem adequada das atividades. Sendo assim, insira no seu documento:

  • os pré-requisitos de cada tarefa;
  • as relações de interdependência;
  • o tempo de execução de cada tarefa em sequência.

É importante destacar que há três tipos de dependência: por sucessão, por predecessão e por simultaneidade. Em relação aos dois primeiros, existe uma ordem lógica; já no último, as tarefas são executas ao mesmo tempo.

4. Coloque o seu cronograma em prática

Depois de colocar todas as informações no cronograma de obra, é o momento de iniciar a construção. No entanto, é necessário manter esse documento sempre atualizado com os dados gerados durante a execução do empreendimento.

Lembre-se de ter a base do cronograma de obras muito bem elaborada e registar tudo para fazer possíveis redimensionamentos, essenciais para o bom andamento da obra.

Vale ressaltar ainda que você pode utilizar dois métodos na aplicação do cronograma no canteiro de obras:

  • linha de balanço — é a metodologia mais indicada no caso das grandes obras, mais complexas e com atividades repetitivas;
  • método de Gantt — é a metodologia indicada para obras menos complexas e menores.

É fundamental que o seu cronograma de obras aponte indicações sobre imprevistos que podem ocorrer. Além disso, você deve deixar um espaço em aberto para alterações que corrijam alguma etapa ou otimizem os processos.

5. Mensure os resultados

Aqui é o momento de você definir períodos para realizar a análise dos seus resultados. Portanto, faça o levantamento das fases que já foram executadas e verifique se elas foram concluídas nas datas previstas.

Com a atualização constante do seu cronograma de obras, será possível evitar surpresas quanto aos prazos e às finanças.

O que não pode faltar em um cronograma de obras?

O cronograma de obras é um documento no qual todos os prazos, custos e tarefas são relacionados. Nessa planilha, não pode faltar itens como:

  • movimentação de terra;
  • serviços preliminares;
  • alvenaria;
  • inspeção;
  • estrutura e fundações;
  • esquadrias;
  • revestimento;
  • pintura;
  • cobertura;
  • pavimentação;
  • instalações.

Como você pôde perceber, o cronograma de obras é uma ferramenta essencial para gestão de obras. É importante que ele seja elaborado seguindo algumas premissas, de maneira ordenada e lógica. Seu impacto vai além de estabelecer um prazo para a realização da obra, influenciando também na qualidade do orçamento, na construção do empreendimento, entre outros aspectos.

Aproveite a visita em nosso blog e saiba agora mesmo quais são as últimas tendências para a construção civil!

Novidades

Cadastre-se na nossa newsletter
e receba notícias em seu e-mail

icon_newsletter

Selecione o assunto do seu interesse

    Materiais Gratuitos