Cadastre-se e receba novidades  
Selecione o assunto de seu interesse:
Enviando sua inscrição  
Loading...
Piscinas

6 dicas para fazer a instalação de uma piscina com eficiência

instalação de uma piscina

A reforma de piscina torna-se uma prática essencial ao longo do tempo. O cuidado com esse local é tão importante quanto a atenção dada aos demais ambientes da casa. Uma infiltração não solucionada, por exemplo, pode causar sérios danos à estrutura de um prédio.

Após a instalação da piscina, os consumidores buscam sempre fazer melhorias, seja para acompanhar uma mudança de tendência, para reparar pequenos rasgos no revestimento ou para eliminar manchas incrustadas na superfície. Portanto, fica claro que a renovação é uma demanda constante.

Neste texto, explicaremos como é feita a reforma da piscina para que você tenha condições de oferecer esse serviço aos seus clientes. Acompanhe!

Aumente o seu faturamento com reforma de piscina

Além de ampliar a quantidade de serviços oferecidos pela sua empresa, essa prática poderá ser parte substancial do seu faturamento, principalmente em épocas de baixa temporada de vendas, como o inverno.

As piscinas de vinil, por exemplo, em algum momento precisarão de reparos, instalação de novos materiais ou de uma mudança no visual. É nesse momento que você precisa oferecer suporte aos seus clientes, com dicas de materiais que adicionem qualidade e conforto a seus momentos de lazer.

Durante o processo da reforma, você poderá substituir ou atualizar o sistema de iluminação, fornecer e instalar novos programas de filtragem e fazer melhorias no deck.

Saiba quais são as demandas mais recorrentes

Há inúmeros motivos que provocam a necessidade de reforma em uma piscina. Antes de entender a demanda nesse setor, é importante pensar na melhor época para fazer a renovação. De acordo com o clima da sua região, é interessante deixar essas obras para as épocas mais frias.

Entre os tipos de reformas que você pode trabalhar, algumas aparecerão com maior frequência. Veja quais são!

  • substituição de rejunte: é um dos motivos mais recorrentes para a reforma de piscinas de concreto. Geralmente, essa troca é feita com uma ferramenta específica para a abertura das juntas com rejunte em epóxi;
  • troca de vinil: nesse caso, será necessário esvaziar a piscina, retirar o vinil antigo e fazer averiguações para confirmar se não há rachaduras. Só após essa etapa é que o vinil novo poderá ser aplicado;
  • remendos no vinil: quando as fissuras não são grandes o suficiente para justificar a troca do material, é possível resolver o problema com simples adesivos. Eles são vendidos no mercado em formato de kits e podem ser aplicados na piscina cheia ou vazia. O remendo deve ser maior que o rasgo e cortado em formato circular ou oval, para que as pontas não descasquem;
  • infiltrações e rachaduras: é comum que a maioria dessas infiltrações sejam causadas pelo recalque. A solução adequada é estabilizar o problema tratando a fissura e renovando a impermeabilização e o revestimento. A impermeabilização adequada é crucial para qualquer área que tenha contato com água. Uma piscina precisa desse processo para evitar ataques às armaduras e ao concreto;
  • troca de azulejo: para essa demanda será necessário remover o revestimento antigo e fazer uma impermeabilização, já que o processo de remoção poderá causar vazamentos. Nesse caso vale a pena até pensar em substituir esse tipo de revestimento por uma aplicação do bolsão de vinil, já que o custo é muito mais baixo, sem contar que o tempo de montagem é menor;
  • fibra desbotada: o primeiro passo é lixar a superfície para deixá-la lisa, fazer um polimento e, em seguida, aplicar a tinta com a pistola de um compressor;
  • instalação de aquecedores: é importante buscar informações técnicas, principalmente quando o assunto for o impacto sobre o consumo de energia elétrica.

Às vezes, a mistura de argamassa de cimento e areia que serve para dar acabamento apresenta trincas. O motivo deve-se ao uso excessivo de cimento, com água em grande quantidade na mistura ou até mesmo devido à aplicação de camadas de reboco muito espessas. Fique atento a detalhes como esse para não perder tempo e desperdiçar material.

Conheça as principais reformas para cada tipo de piscina

Com a diversidade de modelos de piscinas presentes no mercado, é necessário que você se concentre no tratamento adequado para cada tipo. Independentemente do material da piscina, é indicado sua cobertura com lonas em períodos de menor utilização, para manter a água protegida e evitar o uso exagerado de produtos de limpeza no futuro.

Piscina de vinil

Quanto às piscinas de vinil, as solicitações referem-se à manutenção de rasgos e bolhas. Pequenos cortes ou furos podem ser reparados sem a necessidade de esvaziar a piscina. Quando essas fissuras são maiores, os especialistas recomendam oferecer a troca integral do vinil como solução.

Muitas pessoas aproveitam a oportunidade para modificar a estampa do revestimento e renovar o ambiente. Logo, esse será o momento ideal para você ganhar destaque ao oferecer produtos customizados para os clientes.

Antes de instalar um novo bolsão, você precisa higienizar a alvenaria para retirar fungos e algas, além de aplicar uma solução à base de cloro, sempre de acordo com as recomendações técnicas.

Para ter certeza que está adquirindo um produto de qualidade, verifique se o vinil escolhido tem a marca d’água Sansuy no avesso:

Piscinas de alvenaria

Com revestimento de azulejo ou pastilhas, esse tipo de piscina precisa de maior atenção em termos de impermeabilização. A demanda de serviço será maior para a troca do rejunte e dos azulejos e o custo mais alto em relação às piscinas com revestimento de vinil.

É sabido que o revestimento em azulejo ou pastilhas exige cuidados especiais em relação à limpeza, devido à sujeira que costuma se acumular nos rejuntes. Porém, o excesso de produtos de tratamento também causa danos ao material, fazendo com que os azulejos e pastilhas se soltem devido ao desgaste dos rejuntes.

Outro problema muito comum em piscinas de alvenaria são as rachaduras que aparecem com tempo, principalmente quando construídas em terrenos instáveis. Além de esteticamente feio, esse problema compromete a segurança dos banhistas e, dependendo da gravidade, a estrutura da própria piscina.

Assim, o indicado é que piscinas de alvenaria sejam reformadas a cada dez anos, caso não apresentem defeitos antes desse prazo. Também é preciso se atentar às instruções dos fabricantes quanto à quantidade e frequência de uso dos produtos de limpeza.

Piscina de fibra

Por ficar exposta aos raios UV, a coloração dessa categoria de piscina tende a sofrer desgastes. Nesse caso, os pedidos serão relacionados à pintura, mas você pode aproveitar a oportunidade para propor uma manutenção preventiva, vendendo capas de piscinas para garantir a proteção solar.

A coloração da fibra também é afetada por manchas, causadas pela oxidação de objetos deixados por muito tempo em contato com o material. Por isso, deve-se evitar o manuseio de grampos de cabelo, tampinhas de garrafas, moedas e outros na área da piscina. Além disso, a limpeza periódica é aconselhável, já materiais orgânicos como folhas também podem causar manchas.

As piscinas de fibra também são suscetíveis a rachaduras. Esse problema pode ser causado por instabilidade no terreno, presença de pedras na fundação, defeitos de fabricação e, até mesmo, materiais de baixa qualidade. Assim, você deve orientar seus clientes a contratarem um engenheiro para avaliar a estrutura do terreno, bem como oferecer produtos de procedência garantida.

Aproveite esse processo para buscar soluções que ajudem a otimizar a área de lazer, como a facilitação do tratamento de água por meio de equipamentos automatizados (gerador de cloro, por exemplo).

Conheça também os reparos de equipamentos de piscinas

Os componentes mecânicos e elétricos das piscinas também precisam de manutenção e reparos com o tempo. Além do desgaste natural, a instalação inadequada feita por equipes não capacitadas diminuem consideravelmente a vida dos equipamentos. Veja a seguir os reparos mais comuns:

Equipamentos de filtração

A bomba e os filtros são componentes fundamentais em piscinas, uma vez que atuam na limpeza da água e homogeneização dos produtos químicos. Um forte indício de os equipamentos filtrantes precisam de reparos é a ocorrência de vazamentos, que pode ser causada pela má posição ou desgaste de peças.

O sinal mais comum de que algo está errado é a presença de sujeira na água, mesmo quando a limpeza está sendo feita corretamente. Muitas vezes, apenas a troca ou limpeza da areia do filtro já é suficiente para corrigir o problema. No entanto, caso o transtorno persista, será necessário recorrer a um profissional especializado.

Além disso, ruídos estranhos e desligamentos repentinos também exigem a ajuda de um profissional, pois resultam de defeitos na bomba.

Equipamentos elétricos

As falhas elétricas mais comuns em piscinas envolvem luzes, aquecedores e motores de bombas. Sabemos que água e eletricidade é uma combinação perigosa e, por isso, todo o cuidado com esses componentes é pouco para se evitar eletrocutamentos.

Iluminação

Em iluminações subaquáticas é comum que as luzes se queimem pela ação dos produtos químicos. Nesse ponto, o mais indicado é que se se troque toda a luminária para evitar novos vazamentos no bulbo. Também é indicado fazer a checagem de toda a fiação, para ter certeza de que tudo está dentro dos padrões.

Motores

O mau funcionamento de motores pode ser causado por inúmeros fatores, desde um simples fusível até problemas na fiação. Em todo caso, o mais aconselhável é procurar uma assistência técnica e não tentar fazer o conserto por conta própria.

Componentes automatizados

Alguns donos ainda optam pela automação de suas piscinas, para fazer a limpeza com mais comodidade. Nesse caso, os reparos são feitos no painel de comando, que pode estar com um fio solto, ou nos sensores que detectam o pH da água.

Entenda os cuidados para a reforma de piscinas

A reforma de piscinas requer habilidades especiais e uma base de conhecimento aprofundada. Para que você consiga oferecer um serviço de qualidade, é imprescindível buscar mais informações técnicas, investir em cursos, em bons equipamentos e contar com uma equipe capacitada.

Também é importante ter conhecimento de todos os elementos que compõem a estrutura de uma piscina, de modo a propor soluções responsáveis e efetivas.

Outro ponto interessante é verificar a frequência da solicitação para pequenos reparos. Se o seu cliente está constantemente precisando de consertos, pode ser indício de que está na hora de investir em trabalhos especializados.

Pesquisa detalhada

Antes de iniciar reforma, é preciso conhecer saber exatamente as condições estruturais da piscina. Isso é necessário para saber a extensão da reforma e quais técnicas precisarão ser usadas. Às vezes o cliente procura apenas uma renovação superficial, porém uma inspeção técnica detalhada pode revelar falhas estruturais que precisam ser corrigidas imediatamente.

Esse é um trabalho especializado que só pode ser feito por profissionais devidamente capacitados, já que reflete diretamente na segurança dos banhistas.

Melhora da performance

O momento da reforma é uma ótima oportunidade para oferecer melhorias à piscina que aumentarão sua performance. Piscinas muito antigas utilizam equipamentos obsoletos que, além de não terem a melhor das potências, não são nada eficientes em termos de economia de energia.

Apesar de equipamentos mais tecnológicos terem custos mais elevados, os investimentos com a troca de aparelhos certamente serão compensados com a melhoria da performance, associada e um menor gasto com energia elétrica.

Segurança do local

As piscinas oferecem alguns riscos que podem passar despercebidos por pessoas leigas no assunto. Como profissional da área, você deve orientar seus clientes acerca de medidas básicas de segurança e alertá-los caso alguma delas esteja em falta.

Durante a reforma, você pode conversar sobre materiais antiderrapantes, cercas protetoras, travas de segurança, proteções de ralo e outros equipamentos que forem relevantes para a segurança dos banhistas, principalmente crianças e idosos.

Estética final

Após ponderar sobre os detalhes técnicos, é hora de discutir também a aparência que seu cliente quer para a piscina. Afinal, de pouco adianta aparelhos altamente funcionais se a estética não estiver de acordo com seus gostos e o restante do ambiente. Por isso, explique a ele sobre os prós e contras dos materiais disponíveis para ter certeza de sua decisão final.

Oferecer o serviço de reforma de piscina aumentará de maneira significativa as suas oportunidades de negócio. Com este texto, mostramos em quais circunstâncias essa demanda é mais recorrente, como identificar a necessidade de acordo com o tipo de piscina e os elementos essenciais na hora de trabalhar com essa oferta.

Se este artigo sobre reforma de piscina foi útil para você, não deixe de seguir as nossas redes sociais para acompanhar mais dicas e continuar atualizando seus conhecimentos! Estamos no Facebook, no Twitter, no Instagram, no LinkedIn e no YouTube.