Voltar para a página inicial

Startup piscicultura: como abrir um negócio nesse setor?

Modificado em: maio 31, 2023

Quer saber se vale a pena abrir uma startup de piscicultura e como fazer isso? Neste artigo, vamos trazer o passo a passo para quem deseja investir na área e apresentar dicas de como ter sucesso nesse segmento.

Embora a piscicultura seja um negócio bastante antigo, praticado pelos chineses e egípcios há pelo menos 4 mil anos, sempre há a oportunidade de inovar. E é por isso que as startups de piscicultura são tão importantes, afinal, elas promovem uma nova forma de pensar e de obter excelentes resultados.

Para começar, vamos entender um pouco do cenário da piscicultura e as vantagens de investir na área. Boa leitura!

Quais são as vantagens de investir em piscicultura?

A piscicultura é um negócio em franca expansão no Brasil. Embora os resultados dificilmente atinjam a projeção para 2020, em função da pandemia do novo coronavírus, a tendência é de que o segmento retome o seu caminho de crescimento nos próximos anos.

A Associação Brasileira da Piscicultura (PeixeBR) divulgou em seu Anuário 2020 os resultados do ano anterior. Em 2019, o setor teve um crescimento de 4,9%. Foram mais de 758 mil toneladas de peixe produzidas. A tilápia manteve o seu destaque — o Brasil é o quarto maior produtor da espécie no mundo. Foram mais de 432 mil toneladas do peixe comercializadas no período.

Por que apostar em uma startup de piscicultura?

As startups são pequenos negócios baseados em uma cultura de inovação, que demandam investimento para prosperarem. E essa é uma das grandes vantagens de se investir nelas, já que os responsáveis pelo aporte de capital no início da vida dessa empresa são aqueles que terão maiores ganhos no futuro.

É importante ressaltar que as startups, em geral, reúnem pessoas com alto nível de conhecimento do mercado, da tecnologia a ser aplicada, das técnicas de vendas e da gestão como um todo. Isso torna a aposta nesse tipo de negócio muito mais segura e com alto potencial de rentabilidade em médio prazo.

Além de o investimento em ações de grandes empresas ser menos lucrativo, em geral, muitas startups vêm “engolindo” esses negócios de maior porte. Isso ocorre pela união de pessoas altamente qualificadas dispostas a inovar e a entregar um produto ou serviço diferenciado.

Qual é o passo a passo para abrir uma startup de piscicultura?

Para quem deseja abrir uma startup de piscicultura ou investir em uma, é preciso conhecer muito bem o mercado no qual pretende entrar. Afinal, muita gente gabaritada vem criando seus novos negócios e oferecendo inovação de alto nível. Veja algumas dicas.

Observe o mercado

Para começar um novo negócio, é fundamental ter noção do mercado em que se pretende investir. Saber se há demanda, quem é o público, o que os concorrentes estão fazendo, o que pode ser melhorado e o potencial de ganho é o básico. Mas dá para ir além, encomendando pesquisas quantitativas e qualitativas, fazendo benchmarking em empresas bem estabelecidas — mesmo do exterior — e conversando com especialistas.

Identifique oportunidades

Por que entrar em um mercado específico, se não for para ter algum ganho? É preciso identificar oportunidades para que o novo negócio seja sustentável. O que ainda não é oferecido? Do que o público sente falta? Que regiões poderiam ser potencialmente atendidas, mas ainda não foram? Essas são apenas algumas ideias a partir das quais se pode identificar oportunidades.

Elabore um modelo de negócios

O modelo de negócios é uma versão simplificada do plano de negócios, documento mais elaborado no qual devem constar detalhes sobre o empreendimento. Entre as informações que devem constar no modelo estão o funcionamento da operação, a organização financeira, um desenho dos ciclos de trabalho, além da definição dos fornecedores, da quantidade, do perfil dos colaboradores e dos potenciais ganhos.

Entenda sobre legislação

Qualquer empresa, mesmo sendo uma startup, está sujeita às leis do país onde atua. Se o negócio também tiver desdobramentos no exterior, a legislação de outras nações deve ser levada em conta. No caso da piscicultura, há ainda uma série de regulações ambientais que devem ser respeitadas. E elas variam bastante em cada estado do Brasil.

Qualifique-se

Uma startup surge quando um pensamento inovador pretende ser colocado em prática. No entanto, não basta ter boas ideias para isso: é essencial estar qualificado para colocá-las em prática. Afinal, o conhecimento é um dos principais elementos de um negócio desse tipo.

Mais que apenas entender do assunto — no caso, piscicultura —, é importante ter uma boa noção de gestão empresarial, marketing, tecnologia e outros temas relacionados ao crescimento do negócio.

Aposte em uma boa estrutura

É preciso estar bem estruturado para executar a ideia da melhor forma possível. Além de estar cercado de outras mentes bastante capacitadas, ter o mínimo de condições materiais para fazer o negócio se desenvolver é extremamente importante.

Quais são os diferenciais para ter sucesso na área?

Seja qual for o foco da startup de piscicultura, é fundamental se destacar em relação aos concorrentes. Confira algumas dicas.

Ofereça um produto de alta qualidade

Pode parecer óbvio, mas a verdade é que há muita gente no mercado com uma oferta que fica bem aquém da qualidade ideal. Por isso, ter um produto bom é um ótimo começo. Isso vale até mesmo aos que procuram desenvolver aplicativos para uso na área, não apenas para a produção de peixes em si.

Tenha um preço competitivo

Apesar de a qualidade ser importante, ela não é tudo. Se o seu produto for muito mais caro que o da concorrência, talvez uma porção significativa de negócios seja perdida. É fundamental balancear a qualidade da entrega com o preço cobrado.

Esteja em uma localização adequada

Embora as distâncias estejam cada vez mais curtas devido à possibilidade de participar de reuniões online, em alguns casos a proximidade geográfica ainda é essencial. Procure estar perto do maior número possível de potenciais clientes.

Entendeu como abrir uma startup de piscicultura? No artigo, procuramos abordar algumas das dúvidas mais corriqueiras e detalhar um pouco o assunto para quem está pensando em investir nesse segmento que cresce e movimenta milhões de reais a cada ano. Esperamos que tenha gostado!

Para continuar bem informado a respeito deste e de outros assuntos relacionados à piscicultura, curta e acompanhe a página da Sansuy no Facebook!

Novidades

Cadastre-se na nossa newsletter
e receba notícias em seu e-mail

Selecione o assunto do seu interesse

    Banner Tanque Circular

    Materiais Gratuitos