+55 (11) 2139-2888 [email protected] Voltar para a página inicial
ACESSAR LOJA
+55 (11) 2139-2888 [email protected]
×

Veja os principais problemas na armazenagem de grãos no Brasil!

Modificado em: maio 15, 2024

Todo agricultor enfrenta algum problema na armazenagem de grãos ou na produção de uma safra. Contudo, existem imprevistos que geram prejuízos mais significativos que outros. A colheita de grãos da safra de verão 22/23 no Brasil, por exemplo, será maior do que a capacidade total de armazenagem.

Isso representa um grande salto na produção de soja; algo que não acontecia desde 2003. Essa situação indica que há um deficit de silos e gargalos na infraestrutura e logística da operação, além de acender um alerta para possíveis impactos mais graves, que se mostrarão na colheita de inverno.

Nesse sentido, é dever do agricultor continuar investindo no armazenamento apropriado de grãos para evitar ou contornar situações como as citadas acima. Continue com a leitura para aprender mais sobre o assunto!

Produção maior

Apesar de parecer um cenário favorável, colher mais grãos do que o número de silos consegue armazenar é um tanto problemático.

Ao ter a capacidade de armazenagem correta, o produtor consegue guardar os insumos apropriadamente e aguardar o melhor momento para a venda, aproveitando bons preços e evitando a pressão da sazonalidade das colheitas.

Caso aconteça uma produção maior do que o esperado, os grãos excedentes se estragam mais rápido e, para evitar que isso aconteça, o produtor se vê obrigado a vender grandes quantidades o mais rápido possível, sem considerar boas oportunidades de negociação.

Além disso, há uma sobrecarga no sistema logístico por causa da necessidade de transportar um grande volume de grãos de uma só vez.

Deficit de silos

Outro problema na armazenagem de grãos no Brasil é o deficit de silos. Ao contrário da situação explicada anteriormente, isso ocorre quando a produção gera a quantidade esperada de grãos, mas não há o número de armazéns suficientes para guardar os insumos.

O investimento em silos não é nada barato. Mesmo que seja um processo indispensável na agricultura, essa operação exige um fôlego financeiro do produtor, a fim de conseguir o retorno do montante investido.

Quando tais exigências não são cumpridas, as consequências envolvem a escoagem precoce dos grãos pela falta de armazenamento adequado.

Recursos insuficientes

Conforme explicamos acima, investir em silos não é algo barato. Para isso, é importante que haja a liberação de recursos que garantam a armazenagem correta dos grãos em cada colheita.

Então, a fim de combater esse problema, o governo federal liberou R$ 5,13 bilhões, por meio do Programa para Construção e Ampliação de Armazéns (PCA), na última safra.

Entretanto, inúmeros agricultores alegam que a quantia enviada não foi suficiente. Com as operações de repasse de financiamentos, o montante se esgotou rapidamente, antes da colheita de verão de 2023.

O problema na armazenagem de grãos no Brasil são diversos, mas esses são os que mais geram prejuízos aos agricultores.

Para contornar essa situação, o produtor pode tomar algumas medidas, como incentivar a construção de novos armazéns em fazendas e apostar em melhorias na infraestrutura dos silos — como a aquisição de itens para silagem da Sansuy, com durabilidade e confiabilidade da marca que nasceu no campo há mais de 55 anos!

Gostou deste conteúdo? Então, deixe um comentário abaixo explicando o seu ponto de vista sobre o assunto!

Novidades

Cadastre-se na nossa newsletter
e receba notícias em seu e-mail

icon_newsletter

Selecione o assunto do seu interesse

    Banner Tanque Circular

    Materiais Gratuitos