Cadastre-se e receba novidades  
Selecione o assunto de seu interesse:
Enviando sua inscrição  
Loading...
Barracas de Feira

Por que e como investir em orgânicos?

investir em orgânicos

A nova onda verde que se espalha pelo mundo está inspirando um número cada vez maior de adeptos. Os alimentos naturais e livres de aditivos estão entre os produtos mais procurados. Por isso, é interessante considerar essa oportunidade e aproveitar para investir em orgânicos nas feiras também.

Esses produtos são cultivados sem agrotóxicos, sem adubos químicos e por meio de manejo agrícola com uso de técnicas que respeitam os recursos naturais, ou seja, são produzidos de maneira sustentável. A seguir, conheça mais sobre o assunto e as razões para adotar essa prática!

Por que investir em orgânicos?

Os motivos para aderir a essa tendência são simples e remetem a um estilo de vida não muito distante no tempo da nossa realidade atual. A maior parte dos alimentos produzidos hoje, infelizmente, é regada a fertilizantes, agrotóxicos e produtos químicos extremamente nocivos.

Os orgânicos estão na contramão desse costume e são cultivados em solos ricos em adubos naturais, como a compostagem, e livres das substâncias agressivas de que já falamos. Por isso, são muito mais nutritivos e, ainda, podem restaurar a biodiversidade, protegendo a vida animal e vegetal. Há mais razões para incluí-los na sua barraca.

Aumento do mercado

Há um significativo aumento do mercado de orgânicos no mundo, como um todo. A Organis indica que, nas grandes capitais, 15% dos habitantes consomem esses produtos regularmente. Contudo, a oferta ainda não é o bastante para atender à procura. Um dos motivos é o fato de que 70% da produção no Brasil é destinada à Europa, de acordo com dados do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA).

Por isso, embora haja muita procura, também existe um desequilíbrio entre demanda e oferta. Assim, podemos observar uma grande oportunidade de negócio para os produtores, principalmente os pequenos.

Crescimento da procura

A procura pelos orgânicos tem crescido em razão dos benefícios prometidos e comprovados por muitos dos adeptos. Com isso, é um negócio que tende a ser muito promissor, não apenas em termos de lucro para quem investir, mas, também, como um jeito de viver de forma mais saudável.

Hoje, a concorrência no mercado ainda é baixa, o que abre mais espaço para quem deseja ter um negócio nesse ramo. O empreendedor que apostar nessa onda agora, poderá ficar um passo à frente dos demais.

Quando a adesão estiver massiva, as chances de sucesso para aqueles que já se estabeleceram serão maiores. Quanto mais cedo se investe em um negócio, mais experiência, visibilidade e confiança do público são alcançadas ao longo do tempo.

Diferencial para o negócio

Para quem já conhece e lida com alimentos in natura, a produção orgânica pode ser um diferencial para se destacar nesse mercado cada dia mais exigente e atento à procedência de tudo o que é consumido, inclusive, os alimentos. E, para comprovar a qualidade do que é oferecido, a certificação é fundamental.

Avanço da legislação

O Brasil regulamentou a produção de orgânicos em 2011, quando criou o selo nacional obrigatório. Assim, o produtor tem mais credibilidade diante do consumidor. Além disso, fica mais fácil procurar por um fornecedor e ser reconhecido pelo público.

É bom lembrar que a iniciativa de criar os selos obrigatórios foi uma das responsáveis pelo crescimento desse mercado no país e no exterior. Isso porque, em alguns lugares, a população está disposta a pagar mais por um produto livre de substâncias tóxicas.

É por meio dos selos reconhecidos pelo governo e pelas embalagens informativas que o consumidor tem a possibilidade de adquirir produtos orgânicos com mais confiança. Assim, para comercializá-los é preciso ter o selo da IBD — Inspeções e Certificações Agropecuárias e Alimentícias —, que dispõe normas para produção por meio de técnicas próprias da agricultura orgânica.

Seus métodos de cultivo são distintos do tradicional, usando apenas substâncias naturais no combate às pragas. O intuito é o de evitar a contaminação do solo e dos alimentos pela utilização de produtos químicos. Todo esse cuidado confere sabor, aroma e tamanho dos frutos desenvolvidos no ritmo natural, sem nenhum tipo de intervenção artificial.

Quais produtos orgânicos podem ser vendidos?

Normalmente, na maioria das lojas de produtos desse tipo, as opções são compostas por produtos mais baratos. Sendo assim, é muito comum encontrarmos oferta de suplementos, grãos, farelos e alimentos secos, que são mais fáceis de armazenar, transportar e, por isso, custam menos.

ebook-feirantePowered by Rock Convert

Em lojas com investimentos mais robustos, a variedade é maior e podemos encontrar verduras frescas, legumes, frutas e até produtos orgânicos da pecuária. Entre eles, ovinos, gados, suínos e frangos criados com alimentação natural, sem adição de rações industrializadas.

Em resumo, quaisquer espécies de alimentos produzidas dentro dos antigos padrões naturais de cultivo, sem aditivos químicos, situam-se na faixa dos orgânicos.

O que é preciso para comercializar produtos orgânicos?

Por se tratar de um negócio diferenciado, é preciso colocar na ponta do lápis todas as despesas necessárias que você terá. Afinal, é um produto distinto daquele que você está acostumado a expor na feira.

Imprevistos podem acontecer, embora os gastos com produtos orgânicos não sejam muitos. No começo da sua empreitada, leve em consideração o estoque inicial, que dependerá diretamente do tamanho da demanda que você puder prever dentro do seu ramo.

Analise, também, os custos com equipamentos para acondicionar esses produtos separadamente, os utensílios e, principalmente, os gastos com marketing e divulgação. Afinal, é preciso deixar evidente o novo produto que a sua barraca está oferecendo na feira.

Experimente usar os recursos da internet para ajudar na sua divulgação. Espalhe nas redes sociais e mantenha um site bem organizado, atrativo e de navegação simples e amigável. Isso pode auxiliar muito nas vendas e na sua visibilidade. A inovação, lado a lado, com o bom e velho jeito de se alimentar, podem ser dois aliados imbatíveis.

Se você também produz os alimentos orgânicos que comercializa, além da exposição em feiras, você pode oferecer seus produtos para mercearias, mercados e outros estabelecimentos interessados nesse comércio. Organize uma lista de possíveis parceiros e entre em contato com eles.

Onde encontrar?

Muita gente ainda pensa que o mercado de produtos orgânicos é pequeno e restrito. Mas isso não poderia estar mais equivocado. Hoje, no Brasil, existem mais de 15 mil pequenos agricultores de caráter familiar, o que é maravilhoso para ajudar na distribuição de renda e no sustento de pequenos produtores que ajudam a movimentar a economia.

Uma vez que esse mercado tenha condições de aquecer, todos saem ganhando: empregados, produtores, distribuidores e consumidores. Estamos cada dia mais perto de uma percepção ampla sobre os benefícios oferecidos pelos alimentos “verdes”.

As novas mudanças de hábito levam as pessoas a consumirem mais desses produtos nutritivos, puros, saudáveis, ecológica e economicamente sustentáveis. Toda vez que alguém opta pelos orgânicos está contribuindo para que a agricultura familiar prospere.

Tal postura faz bem ao planeta e à nossa saúde, uma vez que o produtor rural de orgânicos precisa ficar permanentemente ocupado com a eficiência do manejo dos recursos naturais, que são regulamentados por lei. Isso se reflete na qualidade e no uso consciente do trabalho e da terra.

Como escolher fornecedores?

Conforme já foi dito, os bons fornecedores são aqueles que têm o selo da IBD — Inspeções e Certificações Agropecuárias e Alimentícias. É ele que serve como controle de qualidade dos seus produtos e que transmite a devida segurança e a confiança aos clientes. Portanto, escolha parceiros estratégicos com esse tipo de certificação.

Considerando que, no Brasil, o número de produtores orgânicos tem crescido muito, é provável que seja relativamente fácil encontrar um fornecedor confiável. Sempre que possível, dê preferência aos da sua região, assim você garante o abastecimento do seu estoque com maior rapidez e valoriza o negócio local.

De acordo com as informações deste post, podemos concluir que investir em orgânicos é uma forma de ajudar você a se diferenciar no mercado. Também vai reter e atrair mais clientes dispostos a comprar produtos com o mais alto teor de qualidade.

Se você se sentiu animado para diversificar seus produtos, aproveite para conhecer um material mais eficiente para a cobertura da sua barraca!

Powered by Rock Convert