Voltar para a página inicial

Caminhoneiro: entenda a importância de se alimentar bem

Modificado em: maio 31, 2023

A vida nas rodovias requer coragem e disposição, mas, além disso, muitos cuidados. E isso não se limita apenas à atenção ao tráfego e às curvas. A alimentação na estrada é outro fator imprescindível na rotina dos caminhoneiros, por uma série de motivos. Afinal, do que você se alimenta ao longo do dia tem influência direta tanto em sua saúde como no desempenho de seu trabalho.

Pensando justamente nisso, nós preparamos um post exclusivo para você, caminhoneiro, que preza pela qualidade de vida, pelo bem-estar e pela segurança nas rodovias. Sendo assim, vamos conferir as melhores dicas sobre alimentação na estrada? Faça uma boa leitura!

A realidade da alimentação nas estradas do Brasil

Uma pesquisa encomendada no interior de São Paulo apontou que mais de 77% dos profissionais caminhoneiros estão acima do peso considerado ideal para a idade dos entrevistados. apesar de o estudo ser limitado apenas a uma região do país, é possível imaginar que tal cenário se repita em outros estados e, até mesmo, seja um padrão nacional.

Por outro lado, uma nova pesquisa também indica que 32% dos motoristas reclamam de não ter acesso tão fácil a uma boa alimentação na estrada, seja por falta de opções de estabelecimentos, seja por questões financeiras, em que os preços não compensam uma parada diária.

Como, então, conseguir equilibrar esses cenários e manter uma alimentação minimamente satisfatória para o bolso e a saúde do caminhoneiro? A resposta mais óbvia só pode ser encontrada em um planejamento pessoal mesmo. Ou seja, cabe ao caminhoneiro planejar-se melhor em relação à sua alimentação diária, preparando alimentos ao longo das viagens, programando paradas estratégicas e, principalmente, seguindo recomendações mais saudáveis.

Os riscos de uma má alimentação na estrada

Quem não se atenta à qualidade da alimentação na estrada deve estar ciente dos riscos dessa rotina. E isso não se resume apenas a problemas de saúde, pois também pode ter influência direta no desempenho de seu trabalho, como no sono, no cansaço e na falta de atenção.

Alimentar bem, com base em uma dieta mais saudável, ajuda, por exemplo, a melhorar a coordenação motora, aumentar a rapidez do raciocínio, evitar a fadiga e o sono, ganhar mais disposição ao longo do dia, entre outros benefícios.

Fora que uma dieta mal-equilibrada e baseada em gorduras e alimentos processados pode trazer riscos diretos à sua saúde e ao seu bem-estar, aumentando problemas, como sobrepeso, hipertensão, doenças cardiovasculares, e a possibilidade de infarto.

Além de tudo isso, vale reforçar a ligação de uma boa alimentação na estrada com a questão do sono e do cansaço. Afinal, esses fatores ainda representam a terceira maior causa dos acidentes nas rodovias brasileiras. Levantamentos apontam que, nem sempre, os casos estão ligados unicamente à falta de noites bem dormidas, mas, também, à questão da saúde do motorista.

A alimentação adequada nas estradas

A ideia aqui não é preparar uma dieta ou montar um cardápio perfeito para os caminhoneiros. Aliás, essas orientações cabem aos profissionais da saúde, e, portanto, é obrigação do motorista buscar esse suporte de tempos em tempos em sua cidade ou em campanhas específicas nas próprias rodovias.

O objetivo do artigo é simplesmente orientar e ajudar o profissional a se planejar melhor em sua rotina, apesar das dificuldades e barreiras que sabemos que existem. Mas vamos lá! A seguir, destacamos alguns conselhos imprescindíveis e que devem ser levados em consideração em sua alimentação.

Leve alimentos em sua viagem

Nem toda empresa oferece subsídios suficientes para o motorista poder alimentar-se em paradas de rodovias. Além disso, muitas estradas brasileiras nem contam com tanta infraestrutura assim. O jeito é preparar a comida ao longo da viagem. Aí que se reforça a responsabilidade do profissional com sua própria saúde e seu desempenho no volante.

Como dica, evite frituras, alimentos muito gordurosos, guloseimas e opções de processados. De preferência, se possível, tente manter uma rotina constante, que obedeça horários e algumas regras de alimentação.

Prefira sempre pratos variados, em que se misture o essencial de verduras, legumes, proteínas e carboidratos. Outra sugestão é tentar comer menos em mais tempo, ao invés de concentrar grandes quantidades em uma única refeição. Ou seja, é mais saudável distribuir as refeições no dia e alimentar-se em intervalos de 3 horas do que exagerar unicamente no almoço ou no jantar.

Planeje bem as paradas para refeição

É sabido que a rotina do caminhoneiro é corrida, mas, dentro das possibilidades, tente sempre planejar as paradas para as refeições. Isso pode ajudar a se alimentar com mais qualidade, sem pressa e de modo mais prazeroso. Comer rápido e de qualquer jeito também não é recomendado para a saúde e, muito menos, para a digestão, podendo reforçar todos os problemas e os riscos que citamos antes.

Carregue frutas, cereais e verduras

Quando a fome bate e não há tempo para uma refeição mais completa, o jeito é enganar com alguma coisa rápida. Porém, sem desculpas para salgados, petiscos e processados à beira da estrada.

Prefira e acostume-se às frutas frescas, às barras de cereais, aos sanduíches reforçados, entre outros alimentos mais saudáveis. Vale ressaltar que isso é apenas para reforçar a alimentação na estrada, e não ser um padrão geral e diário.

As dicas extras para a saúde e o bem-estar na estrada

Por fim, para reforçar os cuidados na estrada, separamos uma pequena lista de conselhos e dicas importantes que os caminhoneiros devem considerar em suas rotinas. Confira:

  • visite profissionais de saúde com frequência;
  • realize exames de rotina;
  • procure alongar-se e realizar exercícios rápidos em suas paradas;
  • fique de olho no sobrepeso e na pressão;
  • prefira sempre refeições mais saudáveis e equilibradas.
  • evite exageros;
  • tente manter um cronograma de horários e paradas para refeições;
  • elimine besteiras, guloseimas e alimentos rápidos de sua dieta.

Enfim, essas são algumas dicas essenciais sobre como se atentar e melhorar a alimentação na estrada. Afinal, como bem dissemos, esse assunto não se limita unicamente às questões de saúde e de bem-estar, mas também tem influência no desempenho e na qualidade de sua direção. Portanto, preserve sua vida, seu trabalho e todos os demais condutores nas rodovias.

Curtiu? Então, compartilhe o post em suas redes sociais e expanda essas ideias com amigos e profissionais da estrada.

Novidades

Cadastre-se na nossa newsletter
e receba notícias em seu e-mail

Selecione o assunto do seu interesse

    vinilona_cinza_20_2_1

    Materiais Gratuitos