+55 (11) 2139-2888 [email protected] Voltar para a página inicial
ACESSAR LOJA
+55 (11) 2139-2888 [email protected]
×

7 dicas de ouro para ter uma produção de trigo mais eficiente

Modificado em: junho 6, 2024

O plantio de trigo é cada vez mais uma possibilidade interessante para o produtor que deseja expandir suas potencialidades de produção com um insumo bastante versátil. Com isso, é possível aproveitar entressafras para realizar seu plantio, podendo obter bons resultados.

A produção nacional tem aumentado consideravelmente. Tivemos um aumento de 37% na área de produção desse insumo em relação ao ano passado. A tendência é que continue crescendo, principalmente, devido à rentabilidade proporcionada.

Contudo, será que é possível plantar trigo em qualquer solo e clima? Quais são os cuidados que você deverá ter? Confira algumas dicas importantes neste artigo. Boa leitura!

1. Entenda o ciclo da cultura do trigo

Normalmente, a semeadura do trigo é feita no inverno, após o outono. Compreender isso é importante, principalmente, para ficar atento ao solo no período no qual há o vazio outonal, ou seja, não há cobertura do solo. Nesse período, o local pode ter desenvolvimento de ervas daninhas e, portanto, gerar uma certa dificuldade para a semeadura.

Uma boa alternativa para minimizar problemas é aproveitar o momento após a colheita da soja para realizar a semeadura do trigo. Assim, você terá menos problemas com ervas daninhas e um solo mais rico para isso.

As cinco fases da cultura do trigo são:

  • plantula: fase de germinação da semente até que ela alcance a superfície. Esse momento pode durar entre 5 a 7 dias. Após isso, o aparecimento das primeiras folhas verdadeiras tende a ocorrer entre 12 a 16 dias após a semeadura;
  • perfilamento: começam a abrir as folhas e aparecem os primeiros perfilhos. Esse período dura entre 15 a 17 dias;
  • alongamento: nesse momento, aparece o primeiro nó do colmo, que perdura até aparecer a folha-bandeira (considerada a última fase da planta). Esse estágio dura, também, de 15 a 18 dias;
  • espigamento: é quando surge a espiga completa, com floração, frutificação e o momento de enchimento dos grãos. Essa fase também dura entre 12 e 16 dias;
  • maturação: momento no qual ocorre o enchimento dos grãos, maturação, bem como a secagem de folhas e espigas. Esse período dura entre 30 e 40 dias. A partir daí, pode-se prosseguir com a colheita.

2. Respeite a época de plantio

Como falamos, o trigo é uma planta de inverno e, portanto, não suporta altas temperaturas. Por isso, é fundamental escolher a melhor época para o plantio ou você poderá correr riscos de perder todo o esforço e investimento empregado.

A semeadura pode ter seu período definido por meio do Zoneamento Agrícola de Risco Climático (ZARC), avaliando informações importantes, como clima, condições do solo, material genético presente no momento e identificando as melhores regiões da propriedade para o processo.

Esse passo é importante para evitar que, por exemplo, você faça o plantio em um momento no qual há um maior risco de seca (déficit hídrico) ou, ainda, haja geadas e chuvas excessivas na fase da colheita — fatores que geram prejuízos de toda sorte.

3. Prepare adequadamente o solo

Para que a produção de trigo dê bons resultados, o solo precisa estar em condições propícias. O plantio desse insumo pede:

  • uma boa adubação adequada de base e cobertura;
  • aplicação de nitrogênio;
  • que se evite a semeadura em solos que tenham alta compactação, problemas de drenagem ou que estejam expostos a temperaturas muito baixas.

Sendo assim, faça as correções necessárias antes do plantio, seguindo os pontos que listamos acima. Isso será fundamental para um bom crescimento e desenvolvimento do seu plantio.

4. Atente para o clima

É importante lembrar que o trigo é uma cultura de inverno, portanto, adapta-se melhor a climas mais frios. Por isso, ele é mais comum nas regiões sul do país, principalmente no estado do Rio Grande do Sul.

As condições importantes para isso são, principalmente, uma temperatura mais fria (entre 10ºC e 19ºC), umidade relativa em cerca de 70% e uma altitude acima de 700m, que proporciona climas mais amenos durante todo o ciclo.

Na fase de emergência, é importante que a temperatura do solo esteja próxima de 15ºC. Já no perfilhamento, o ideal é que esteja entre 8ºC e 18ºC.

5. Adube corretamente

Para que o crescimento ocorra corretamente, o solo deve estar devidamente adubado para o plantio do trigo. A adoção do adubo orgânico e produtos destinados para o enriquecimento do solo são fundamentais nesse processo.

6. Acompanhe o desenvolvimento

Após a primeira fase do cultivo de trigo, é fundamental acompanhar seu desenvolvimento, em consonância com a verificação dos fatores externos, como períodos de precipitação, secas, geadas, entre outros.

Assim, caso passe por uma seca, você pode utilizar a irrigação mecânica para solucionar a questão e, dessa forma, amenizar eventuais perdas que poderiam acontecer.

7. Tome cuidado com pragas

Pragas e plantas daninhas podem ocorrer com muita facilidade, e causar prejuízos em seu plantio. Por isso, é fundamental que você busque minimizar as chances dessas eventualidades já no momento inicial da cultura.

Nos primeiros 50 dias após a emergência da planta, é possível ter a produtividade afetada por meio de ervas-daninhas, gerado por matocompetição. Também é fundamental saber quais são os tipos de ervas no local para a aplicação correta de herbicidas.

Sobre as pragas, as principais que afetam essa produção são:

  • corós;
  • lagartas;
  • percevejo-barriga-verde;
  • pulgões.

Para isso, é importante utilizar pesticidas adequados para cada caso, minimizando os danos causados por eles e erradicando-os quando necessário.

Outras dicas importantes para um bom plantio de trigo são:

  • saber escolher as sementes adequadamente (principalmente apenas as certificadas);
  • fazer um teste de emergência em canteiros;
  • ter espaçamento adequado nos canteiros;
  • atentar para as doenças que podem acometer o plantio.

A produção de trigo é bastante interessante para aproveitar o período de vacância no inverno para realizar um plantio que tenha boa produtividade, gerando uma fonte de renda extra segura e confiável.

Com os cuidados necessários, você consegue ter a melhor rentabilidade, evitar perdas e tornar sua propriedade ainda mais produtiva.

O que achou deste conteúdo? Foi interessante para você? Então, curta a nossa página no Facebook e não perca nenhum conteúdo nosso sobre esses temas importantes para o agronegócio!

Novidades

Cadastre-se na nossa newsletter
e receba notícias em seu e-mail

icon_newsletter

Selecione o assunto do seu interesse

    Banner Tanque Circular

    Materiais Gratuitos