+55 (11) 2139-2888 [email protected] Voltar para a página inicial
ACESSAR LOJA
+55 (11) 2139-2888 [email protected]
×

Estresse nos animais: veja como o sombreamento ajuda a evitar esse problema

Modificado em: junho 6, 2024

Com a possibilidade de termos um verão mais quente, devido às mudanças climáticas, é importante que você saiba identificar como isso interfere na criação de animais no agronegócio. Muitos fatores ambientais geram estresse e, consequentemente, prejudicam o rendimento.

Mas como amenizar o estresse dos animais, já que o clima não é algo controlável? Uma das formas é por meio do sombreamento. Conheça mais sobre a técnica, suas contribuições para a gestão rural e aproveite para tirar algumas dúvidas sobre esse tema tão importante.

Como o calor mexe com os animais?

Todo ser vivo realiza trocas de calor com o ambiente. Isso significa que nossa temperatura corporal está intimamente ligada ao ambiente externo. Quanto mais quente, mais nós precisamos nos esforçar para modular nossa temperatura e manter o corpo estável.

Isso também ocorre com os animais. Quando está mais quente, eles reduzem a capacidade de liberar calor corporal. Com isso, há alterações metabólicas significativas, gerando o estresse calórico.

O que é o estresse calórico?

Diz respeito às mudanças que são causadas por meio da elevação de temperatura, principalmente devido à elevação de radiação. Essencialmente, é uma situação de estresse que causa uma série de mudanças no organismo dos animais do rebanho.

Pense em como o estresse altera o organismo dos seres humanos: temos alterações de sono, nos alimentamos de forma diferente, absorvemos nutrientes de maneira alterada, entre outros pontos.

O estresse calórico é uma forma de o organismo compensar as trocas de calor. Se o animal não faz uma troca para minimizar a temperatura interna (já que do lado de fora está mais quente do que no organismo), ele precisa realizar outras medidas para diminuir a geração de calor.

No caso, o animal com estresse calórico precisa reduzir o gasto de calorias (que geram calor). Assim, o metabolismo fica mais lento, e o animal, além de ficar mais prostrado, tende a se alimentar em menores quantidades.

Quais as consequências do estresse calórico sobre os animais?

O estresse calórico pode causar uma série de problemas na criação de bovinos, sendo um dos principais problemas que causam impacto econômico na produtividade dos animais tanto no que diz respeito à produção de leite quanto aos processos de reprodução. Além disso, provoca alterações significativas que afetam o sistema imunológico, deixa os animais propícios a maiores chances de doenças.

Outro ponto é: essa condição faz com que eles se alimentem menos justamente para diminuir o metabolismo basal e o impacto do calor sobre o organismo. Com isso, ocorre um maior tempo para a engorda e para a produção de leite. Muitas vezes, o resultado dos prejuízos não aparece de imediato. Você só vai perceber as alterações no final, quando os resultados estiverem abaixo do esperado.

Para que você tenha dimensão da questão, o calor em excesso pode alterar o ritmo de respiração dos animais. Isso, por si só, já seria o suficiente para gerar uma mudança significativa nos ganhos na produção.

Qual a importância do sombreamento para evitar o estresse calórico?

Mas como promover um maior conforto e reduzir o estresse calórico para os seus gados de leite e/ou de corte? Uma das formas é proporcionar equilíbrio térmico por meio do sombreamento.

Isso é fundamental principalmente para as vacas que estão lactando. Nesse período, elas precisam de um maior consumo de alimentos e, consequentemente, isso gera uma maior dificuldade de alcançar o equilíbrio térmico. Sem esse conforto, os animais tendem a comer menos, prejudicando a produção de leite. Assim, o sombreamento permite não só diminuir o calor, mas também amenizar a irradiação excessiva do sol.

Como realizar o sombreamento?

O sombreamento pode ser feito de duas formas diferentes: natural e artificial. Vejamos a seguir como funciona cada um deles.

Natural

O sombreamento natural é proporcionado por meio da vegetação presente na propriedade, criando espaços de sombras nos quais os gados se abrigam da incidência de sol e assim reduzem a temperatura ambiental do local. Com isso, as trocas de calor exercidas pelas folhas trazem maior conforto térmico para os animais.

É importante também escolher as espécies que tenham maiores chances de proporcionar as condições ideais para os animais. Para isso, deve-se considerar:

  • finalidade do plantio;
  • condições climáticas da propriedade;
  • conhecimento dos donos da propriedade sobre aquela espécie para fazer as manutenções adequadas;
  • infraestrutura e serviços a serem aplicados para os cuidados;
  • questões econômicas e financeiras (por exemplo, você pode utilizar árvores frutíferas e assim trazer retornos financeiros com a colheita também);
  • analisar o uso que será dado para os componentes florestais.

Artificial

Nesse caso, é construída uma estrutura que ameniza a incidência solar direta (como o abrigo rural). Ela precisa ser bem planejada para que sua orientação realmente gere conforto por meio do tamanho da sombra proporcionada. Não adianta, por exemplo, se em boa parte do dia a sombra gerada não abranger boa parte do rebanho.

Se você tem dúvidas sobre o tema, a recomendação dos especialistas é que seja implementado de 3,5 m² a 4,5 m² de espaço de sombra por gado de leite. A orientação deve ser feita com orientação norte-sul.

Além disso, é importante considerar o direcionamento da sombra para que haja uma certa incidência que seque o chão, evitando que forme lama no local e cause o surgimento de fungos e infecções nas mamas das vacas, o que compromete a qualidade do leite produzido. Desse modo, é possível reduzir de 30% a 50% da carga total de calor.

Para construir a estrutura, pode ser utilizados os sombrites e as lonas, que ofereçam, no mínimo, 80% de sombra. Eles podem ser fixos ou móveis, sendo que a mobilidade diminui as chances de degradação do solo e das pastagens.

O sombreamento artificial é uma solução mais imediata em locais nos quais não há vegetação. Contudo, em questão de melhorar a temperatura atmosférica ou a umidade relativa do ar, não opera tão bem.

O estresse em animais gera consequências severas para a produção, seja na quantidade de leite gerado ou na engorda do gado. Por isso, é importante contar com o sombreamento para trazer melhores resultados. Quando bem planejado, é altamente eficaz.

Ficou alguma dúvida sobre este tema? Deixe nos comentários, que nós responderemos!

Novidades

Cadastre-se na nossa newsletter
e receba notícias em seu e-mail

icon_newsletter

Selecione o assunto do seu interesse

    Banner Tanque Circular

    Materiais Gratuitos