Voltar para a página inicial

Cálculo de quilometragem do caminhão: aprenda como fazer

Modificado em: maio 31, 2023

Quem trabalha no setor de transportes entende a importância de saber tudo sobre o cálculo de quilometragem. Afinal, caso não feito corretamente, pode gerar prejuízos desnecessários. No entanto, algumas pessoas têm dúvidas sobre como fazê-lo, principalmente aquelas que trabalham bastante com isso: os caminhoneiros.

Outro benefício muito importante de saber como calcular os quilômetros rodados é saber quais são os vilões contra a sua lucratividade. Ao fazer uma lista completa com todos os seus custos fixos e variáveis é possível reavaliar, inclusive, quais deles não fazem sentido serem mantidos ou, até mesmo, se é benéfica a troca do veículo.

Então, criamos este artigo para ajudar você, caminhoneiro, a fazer o cálculo correto de quilometragem e entender a importância dessa prática. Além do mais, vamos trazer também os cuidados e erros comuns que devem ser evitados. Se não quer perder nenhum detalhe, continue a leitura a seguir.

Qual a importância de calcular a quilometragem

Manter a organização é o ponto-chave para conseguir estabilidade financeira sendo caminhoneiro. Uma boa organização impacta diretamente na rotina de trabalho, ser um profissional disciplinado o tornará mais eficiente e produtivo. Nesse sentido, fazer o cálculo da quilometragem ajudará bastante nessa tarefa.

Por ser um profissional autônomo, é essencial que você saiba como eliminar gastos desnecessários, a fim de tornar sua operação mais ágil, inteligente e enxuta possível. Ao fazer esse cálculo, você consegue identificar eventuais prejuízos e, com isso, poderá aplicar abordagens para contornar essa situação, como:

  • condução defensiva: pilotagem menos agressiva, a fim de poupar o motor e economizar combustível;
  • respeito ao calendário de revisões: garantir que o caminhão esteja sempre na melhor condição possível, evitando imprevistos e ganhando previsibilidade;
  • roteirização dos trajetos: selecionar os percursos de acordo com a prioridade, dando preferência ao caminho com menor risco, menor tempo e melhor qualidade de pavimento.

No fim das contas, todos esses fatores se acumulam, gerando uma redução nos gastos, economizando o dinheiro que seria usado para multas, manutenções corretivas e abastecimentos extras.

Entenda como fazer o cálculo de quilometragem

Para fazer um cálculo de quilometragem que realmente faça sentido, é importante seguir o passo a passo abaixo.

1. Calcule os custos fixos

A primeira coisa que você deve fazer é reunir todos os seus tipos de gastos fixos, ou seja, aqueles que são essenciais para garantir o funcionamento de seu serviço. Alguns exemplos são financiamento, seguros, depreciação, rastreamento do veículo, GPS, internet, revisões, aluguel do pátio (caso você possua uma frota) etc.

2. Faça um levantamento de todos os seus custos variáveis

O segundo passo é anotar os seus custos variáveis. Os custos variáveis são aqueles esporádicos, que não são extremamente necessários (como os fixos, para que o serviço continue funcionando). Aqui, podem ser incluídos os abastecimentos, manutenções preventivas, pneus, gasto com pedágio etc.

3. Deixe seu tanque ficar vazio para, então, enchê-lo totalmente

Para que você tenha uma noção do quanto gasta por quilômetro rodado, deve esperar que o tanque fique 100% vazio para, então, enchê-lo. Essa prática serve para que você não tenha combustível antigo que possa influenciar no cálculo que fará.

Logo, após enchê-lo, você vai anotar quantos quilômetros foram rodados até que o combustível chegue em sua reserva.

4. Espere o combustível chegar na reserva

Quando o combustível chega na reserva, é hora de você avaliar o quanto rodou com o veículo e o quanto gastou de combustível. Depois disso, você poderá colocar mais combustível no veículo.

Obviamente, você terá gastos distintos, principalmente se utilizar diferentes postos para abastecer (qualidades distintas) e de acordo com a forma de dirigir de cada caminhoneiro. Por isso, lembre-se sempre de instruir a sua equipe (caso possua uma frota) a fazer uma direção segura que, inclusive, queima menos combustível.

5. Confira a nova quilometragem no painel

Após encher o tanque novamente, anote a quilometragem que estava, para que repita o processo novamente, calculando o total de quilômetros rodados a cada vez que enche o tanque.

Após criar esse hábito, lembre-se de, mensalmente, adicionar todos os seus custos fixos e variáveis. Dessa forma, você poderá saber o quanto cobrar de frete, por exemplo, sem sair no prejuízo.

6. Calcule o custo do quilômetro rodado

Com os valores dos custos fixos em mãos, você já pode somar a quantidade de KM rodado por mês. Esses números serão os divisores do custo levantado para o período em questão. Na prática, funciona assim:

  • custo do mês X: fixos de R$10.000,00 e variáveis de R$15.000,00;
  • total de KM rodado no mês X: 10.000 km;
  • custo por KM no mês X: custos fixos + custos variáveis / total de KM = R$2,50 por km rodado.

A partir desse cálculo, você pode verificar se os valores cobrados por KM para os fretes de caminhão estão cobrindo seus gastos e, principalmente, gerando renda para arcar com as despesas e a qualidade de vida da sua família.

7. Mantenha a manutenção em dia

Faça a manutenção preventiva do caminhão regularmente. É nesse momento que os componentes do veículo são trocados, segundo as orientações do fabricante. A vida útil de cada peça é calculada a partir do KM rodado. Nesse sentido, quanto mais o caminhão roda, maiores serão as substituições e despesas.

Assim, os valores incluídos no custo de manutenção preventiva são as peças de desgaste — lonas, freios, correias etc. —, filtros, rolamentos, suspensão, baterias, velas, serviços de alinhamento, troca de óleo lubrificante, entre outros.

8. Verifique a situação dos pneus

No caso dos custos com os pneus, o recomendado é calculá-los à parte das despesas com manutenção preventiva. Isso porque eles sofrem desgastes diferentes, que variam conforme o uso, conservação e estado das vias. Por isso, você deve dividir o custo com a troca dos pneus pelo seu tempo de duração.

Anotou o passo a passo? Então vamos comentar sobre os principais cuidados que devem ser tomados para garantir a qualidade do seu cálculo.

Conheça aplicativos que podem ajudar nesta tarefa

Com a tecnologia de hoje, temos inúmeras formas de receber ajuda para realizar algumas tarefas, inclusive as de cálculo de quilometragem. Aplicativos vêm sendo criados, a fim de facilitar o processo, tornando-o mais prático, rápido e livre de erros humanos.

Por isso, selecionamos algumas opções para você testar em seu smartphone ou tablet. Acompanhe!

Drivvo

O Drivvo é conhecido por ser o gestor financeiro dos caminhoneiros, pois nele, é possível adicionar todos seus custos relacionados a abastecimento, pedágios, impostos, manutenções etc. Ou seja, não é mais necessário anotar gasto por gasto no papel.

Fuelio

O Fuelio segue a mesma proposta do Drivvo, no entanto, com um diferencial: você pode fazer o backup de todos os dados para o Google Drive, podendo criar um inventário com todas as suas despesas e fazer projeções para o futuro. Além disso, ele ainda indica as melhores ofertas de combustível pelas suas redondezas.

Carrorama

O Carrorama veio com a ideia de administrar o veículo, já que é possível ter todo um histórico de custos, revisões etc. Mas caso você decida utilizar a versão Carrorama by Multilaser é possível, após realizar um scanner (plugado no caminhão). obter um diagnóstico completo do veículo, passando por problemas técnicos, mecânicos e eletrônicos.

Bom, agora que você já anotou as dicas dos principais aplicativos para ajudar, veja os cuidados essenciais que deve ter em seu planejamento.

Conheça os principais cuidados que devem ser tomados

Para ter um controle minucioso dos seus custos, é muito importante adotar alguns hábitos:

  • anote todo e qualquer custo;
  • anote toda e qualquer despesa extraordinária que aconteça;
  • salve todos os dados ou crie uma planilha com as informações que permitam fazer projeções no futuro;
  • faça manutenções e revisões periódicas, a fim de reduzir o consumo de combustível desnecessário.

Para que o seu cálculo saia da forma mais correta possível, seguir essa pequena lista de cuidados se faz essencial. Isso porque sabemos que, com a rotina, é muito comum fazermos coisas no “piloto automático”, como colocar combustível antes de chegar no fim do tanque e, até mesmo, jogar as notas fiscais fora.

Logo, a fim de garantir que você não repita essas ações, tente criar alarmes no celular ou uma prancheta de verificação, criando o hábito de sempre anotar os dados — que, mais a frente, serão importantes para saber o quanto realmente se gasta mensalmente por quilômetro rodado.

Veja o que fazer para evitar a quilometragem adulterada

Caso você pretenda adquirir um caminhão usado, um dos maiores perigos dessa transação é pagar caro por um veículo adulterado. Sabemos que nem sempre é fácil identificar a adulteração, mas existem meios para se proteger de cair em golpes com esse:

  • exija o manual: se o veículo não tiver o manual, não compre;
  • confira as trocas de óleo: verifique a etiqueta de óleo para consultar a data da última troca;
  • analise o estado dos pneus: pneus carecas possuem mais de 40 mil km rodados;
  • confira se a embreagem foi trocada: amortecedores e embreagens substituídos indicam caminhões com quilometragem acima de 60 mil km;
  • compare sinistros e vistorias: confira o tipo de seguro que o antigo dono usava e consulte se houve algum sinistro ou vistoria e peça a quilometragem.

Fazer o cálculo de quilometragem é importante, assim como ter todos os cuidados para evitar erros comuns. Por isso, siga nosso passo a passo: calcule todos os seus custos fixos, levante também os variáveis (para saber o seu gasto total), deixe o tanque vazio para depois completá-lo, espere o combustível chegar na reserva e confira novamente a quilometragem de seu painel. Assim, além de saber detalhadamente o quanto gastará, ainda não terá prejuízos.

Depois de aprender como calcular a quilometragem de forma prática, compartilhe este conteúdo em suas redes sociais e mostre aos seus seguidores o que viu por aqui!

Novidades

Cadastre-se na nossa newsletter
e receba notícias em seu e-mail

Selecione o assunto do seu interesse

    vinilona_cinza_20_2_1

    Materiais Gratuitos