Cadastre-se e receba novidades  
Selecione o assunto de seu interesse:
Enviando sua inscrição  
Loading...
Cultura do Plástico

Fique por dentro das novas tecnologias no universo do plástico

novas tecnologias no universo do plástico

O plástico é derivado do petróleo e pertencente à classe dos polímeros, que são grandes e específicas moléculas. Para fins técnicos, a nomenclatura mais comum, que varia conforme a sua composição, é polietileno. Com o passar dos anos, foram surgindo novas tecnologias com o plástico, permitindo que ele pudesse ser usado em todas as áreas, desde a medicina até a indústria.

Existem diversos tipos, desde os mais finos e sensíveis até os mais rígidos e resistentes, mas todos são plásticos. Neste post, conheça um pouco da história desse material tão fundamental na nossa vida e quais são as últimas inovações e tecnologias aplicadas. Confira!

A importância do plástico

O plástico é um dos materiais que mais utilizamos no nosso cotidiano. Ao acordar, você escova os dentes com uma escova de plástico, faz o seu café em uma garrafa ou cafeteira de plástico e trabalha em computadores revestidos de plástico.

No setor industrial, desde a fabricação de brinquedos, peças de decoração até a indústria automobilística, o plástico é utilizado como matéria-prima na linha de produção e necessário nos equipamentos e ferramentas nas fábricas. A indústria farmacêutica, odontológica e de alimentos são outros exemplos de setores que precisam desse material.

A importância do plástico começou a aumentar conforme a sua versatilidade foi crescendo, pois são materiais resistentes e de alta durabilidade. Olhe a sua volta e perceba que o plástico faz parte do nosso dia-a-dia em inúmeras aplicações e objetos, desde laminados para pisos, brinquedos, utensílios domésticos, eletrônicos, revestimentos de moveis e piscinas até os meios de transporte como bicicletas, motos, automóveis, ônibus, trens e aviões.

As evoluções do plástico e novas tecnologias

Com o surgimento de novas tecnologias, o plástico foi aprimorado e novas composições e aplicações foram surgindo. Neste contexto, a possibilidade de reciclagem, além da facilidade de reaproveitamento dos plásticos quando comparada aos demais materiais, fomentam ainda mais o exercício da sustentabilidade que já vem sendo discutido há tempos e da economia circular, um conceito mais recente.

As novas tecnologias com o plástico

Nos últimos anos, a indústria do plástico desenvolveu novos estudos e tecnologias que vêm aprimorando tanto a fabricação desse material quanto a sua usabilidade e aplicabilidade.

Novas tecnologias e desenvolvimentos com plásticos vêm contribuindo muito com o meio ambiente, a medicina, a educação e o nosso cotidiano. A seguir, veja quais são as últimas novidades tecnológicas no uso e fabricação desse material.

Ensino de robótica com resíduos plásticos

Com a intenção de tornar o ensino da robótica acessível às crianças de comunidades carentes e de substituir as sucatas, a professora Débora Garofalo da zona sul de São Paulo utilizou copos, garrafas PET, tampinhas e outros materiais plásticos reciclados para lecionar e construir peças robóticas.

A iniciativa a fez levar o prêmio de professora Global (Global Teacher Prize) e ela reforça que além de o ensino da robótica ser fundamental, é necessário pensar nos 4Rs: repensar, reduzir, reutilizar e reciclar.

Próteses mecânicas e enxertos de pele

No campo da medicina, as novas tecnologias com o plástico, unidas à impressão 3D, permitiram o desenvolvimento de próteses e enxertos plásticos. O enxerto foi elaborado na Universidade de Stanford, nos Estados Unidos. Segundo os pesquisadores, eles são mais sensíveis ao toque e podem se regenerar de maneira ilimitada. Para isso, eles uniram o plástico a pequenas partículas de níquel.

Já as próteses foram impressas em impressoras 3D utilizando biopolímeros, que são plásticos produzidos com cana-de-açúcar, beterraba, milho e outros produtos renováveis. Foi desenvolvido, por exemplo, uma mão mecânica a partir de Poliácido Láctico (PLA), que também é produzido à base de amido de beterraba e amido de milho.

Desenvolvimento de plásticos sustentáveis

Apesar de muito importante para a nossa vida e para as indústrias, o plástico pode levar até 400 anos para decomposição, dependendo do material e do local incorreto do descarte. Por isso, há uma grande busca por parte do setor industrial para que sejam desenvolvidas técnicas para reciclagem e para a produção de plásticos sustentáveis.

Nos supermercados já é possível encontrar sacolas biodegradáveis, que se decompõem mais rapidamente

O chamado plástico verde também vem ganhando grande repercussão por seus benefícios ao meio ambiente. Eles são produzidos por meio de matérias-primas renováveis, como mandioca e cana-de-açúcar.

As novas tecnológicas com o plástico permitiram que um dos materiais mais utilizados pela humanidade, mas que também era responsável por considerável poluição ambiental, fosse considerado verde. Além de tornar o plástico mais resistente e eficiente para uso industrial, da medicina e do nosso cotidiano.

Gostou de conhecer as evoluções tecnológicas do plástico? Compartilhe este post nas suas redes sociais e mostre como esse material vem avançando para não prejudicar o meio ambiente!