+55 (11) 2139-2888 [email protected] Voltar para a página inicial
ACESSAR LOJA
+55 (11) 2139-2888 [email protected]
×

Quais são os custos de um caminhão e quais fatores impactam neste valor?

Modificado em: maio 31, 2023

Frotistas e proprietários de empresas do ramo do transporte sabem muito bem da concorrência acirrada em que vivem diariamente e dos gastos envolvidos. Muitos, no entanto, acabam baixando o preço do frete para ganhar maiores clientes, sem pensar nos custos de um caminhão.

De acordo com estudo da Volksvagem, o panorama do mercado de veículos pesados é de um aumento entre 5% a 10%, neste ano, aqui no Brasil. Os dados mostram a necessidade de caminhoneiros e de donos de frotas saberem calcular bem seus gastos e como repassá-los aos clientes no custo do frete, por exemplo.

Dessa forma, juntamos tudo o que você precisa saber a respeito de custos de um caminhão e quais fatores impactam esse valor! Para não perder nenhum detalhe do conteúdo, continue a leitura abaixo. Vamos lá!

Entenda a diferença entre custos fixos e variáveis

Se você é proprietário ou frotista, precisa entender a diferença entre os principais custos existentes no mercado de transportes, principalmente por impactar de forma direta valores de frete que devem ser cobrados do cliente. Confira!

Custos fixos

Custos fixos são aqueles que, além de essenciais para que haja o funcionamento da empresa, não variam ao longo dos meses. Além disso, eles não dependem de quantidade produzida e estão sempre em suas folhas de pagamento, como aluguel, luz, garagem etc.

Custos variáveis

Custos variáveis, diferentemente dos fixos, vão oscilar, dependendo da quantidade de serviços prestados ou mercadorias produzidas. Alguns exemplos práticos são matérias-primas, gasolina, água etc.

Agora que você sabe a diferença entre tais custos, vamos apresentar os principais fixos para veículos pesados.

Veja quais são os maiores custos fixos de um caminhão

Selecionamos os custos fixos a que você deve estar atento para fazer o cálculo de custo diário de seu caminhão e poder repassá-lo no frete ao consumidor. Veja!

Depreciação

Com o passar dos anos, é normal que o veículo se deprecie e seja substituído por outro. Nesse caso, a depreciação deve estar calculada no valor do frete para garantir uma reserva para adquirir o próximo caminhão.

Licenciamento, IPVA, Seguro Obrigatório e do veículo

Tais custos são obrigatórios e, consequentemente, não há como fugir deles. Logo, é importante que você some o total dos valores de licenciamento, IPVA, seguro obrigatório e do veículo (em caso de acidentes), e faça o cálculo para entender o quanto deverá acrescentar no frete (nós ensinaremos mais abaixo como calcular).

Dica: um dos custos mais elevados de veículos pesados são impostos de licenciamento. Por isso, lembre-se de que, caso você consiga juntar um fundo de reserva e pagá-los à vista, poderá ter descontos! Ou seja, é possível economizar na hora do pagamento.

Custo de oportunidade ou remuneração de capital

O chamado custo de oportunidade é algo que não é muito comentado, mas que deveria ser levado em consideração. O motivo? Bem, toda vez que se compra um caminhão, estará perdendo a oportunidade de investir o dinheiro em outra coisa, como um negócio, um imóvel etc.

Dessa forma, se você perdeu uma oportunidade pelo custo do veículo, é de grande importância colocá-lo, também, no frete, junto aos demais custos fixos. Entenda, a seguir, como medir os custos fixos por dia para adicioná-los ao valor do seu frete.

Saiba como medir custos fixos por dia

Agora que você entende mais a respeito dos custos fixos, que tal saber como calculá-los por dia? Como todos os custos são, em sua grande maioria, anuais, todos podem ser divididos por 12! Fácil, não?

Mas, caso você queira ser ainda mais específico e calcular os valores por dia e por hora, a fim de saber o tempo de uso do caminhão, basta dividir pelo número de dias que vai utilizar o veículo. Por exemplo: se o valor do seu IPVA for R$4.000,00, em 12 meses, terá R$333,33 por mês.

Porém, caso queira descobrir o quanto isso significa por mês, não basta dividir por 30, já que, muito provavelmente, o caminhoneiro não vai utilizar o caminhão todos os dias no período. Logo, se eles rodam 22 dias, por exemplo, o valor será igual a R$15,15 (R$333,33, divididos por 22 dias).

Se quiser ser ainda mais específico, poderá dividir tal valor pela quantidade de horas trabalhadas com o caminhão. Caso sejam 8 horas, então o valor será, por hora, de R$1,89 (R$15,15, divididos por 8 horas).

Descubra como reduzir custos fixos ao longo do tempo

Uma forma bastante segura e eficiente de reduzir seus custos fixos ao longo do tempo é evitar a depreciação do veículo. Isso acontece por alguns donos de frotas priorizarem medidas mais baratas, a fim de moderar as despesas do dia a dia que podem ser, ao longo do tempo, mais prejudiciais ao veículo.

Utilizar combustíveis baratos sem conhecimento de origem é uma prática que pode causar estragos bastante caros no futuro. É importante lembrar que é possível economizar combustível na hora de dirigir. Portanto, verifique a melhor forma de manuseio do veículo para evitar queima desnecessária de gasolina.

Outra prática que deve ser feita é a manutenção preventiva do caminhão. Quando ocorre, ela poderá auxiliar o veículo em um melhor funcionamento, evitando gastos desnecessários no futuro e, consequentemente, implicando no custo geral. Por isso, esteja sempre atento a pneus, freios, rodas, sistema de arrefecimento etc.

manutenção do caminhão

Desse modo, cuide bem de toda a frota de transportes pesados e invista em revisões para garantir um bom funcionamento e melhor aproveitamento deles. Com tais cuidados, é possível diminuir o tempo de depreciação dos caminhões e garantir melhor eficiência deles!

Viu como é importante saber os principais custos de caminhão? Além de serem essenciais para determinar o frete que estipulará ao seus clientes, ainda poderá manter a estratégia com os próximos valores já atualizados. Por isso, não deixe de anotar custos como depreciação, licenciamento, IPVA, seguros e custo de oportunidade para, enfim, calculá-los corretamente!

Agora que você entende sobre custos de veículos pesados, não vai mais deixar que eles atrapalhem o sucesso do seu negócio, certo? Continue antenado em mais dicas e novidades sobre o ramo de transportes e saiba mais a respeito da proteção veicular para caminhões!

Novidades

Cadastre-se na nossa newsletter
e receba notícias em seu e-mail

icon_newsletter

Selecione o assunto do seu interesse

    vinilona_cinza_20_2_1

    Materiais Gratuitos