Voltar para a página inicial

Criação de siri: como é feita e quais cuidados devem ser tomados?

Modificado em: maio 31, 2023

A criação de siri tem aumentando bastante nos últimos anos, já que a carne desse crustáceo é considerada uma iguaria e o mercado para esse tipo de produto está se expandindo. Contudo, cultivar siris pode ser uma tarefa desafiadora, já que é uma espécie de invertebrado com necessidades de alimentação e ambientação muito específicas.

Por isso, neste conteúdo, mostraremos o que você precisa saber sobre a criação de siri e quais cuidados ela exige. Quer saber mais sobre o assunto? Então, acompanhe a leitura para conferir!

Qual é o tipo de siri utilizado para criação?

Como todo crustáceo, os siris passam por um processo de troca de seu exoesqueleto, em que a sua antiga “carapaça” é descartada e substituída por uma nova — conhecido pelo termo ecdise ou muda.

O novo exoesqueleto é momentaneamente mole, por isso, a espécie é conhecida como siri-mole. A criação de siri-mole tem despertado o interesse de muitos empreendedores por conta do aumento da demanda desse tipo de iguaria gastronômica.

Como é feita a criação de siri?

Como já foi dito, o siri-mole é um crustáceo amplamente comercializado para aquicultura em diversos países, sendo uma das formas mais lucrativas de comercialização na área.

A criação de siri se inicia na captura e seleção do animal em fase de pré-muda, para que ele seja mantido em sistemas de cultivo até que esteja pronto para que a muda seja realizada.

Os animais são observados e, quando apresentam sinais indicativos de que estão próximos do período de ecdise, são selecionados para serem transferidos para os tanques de cultivo (também conhecidos como sistemas ou instalações) — onde são mantidos em condições ambientais artificialmente controladas.

O siri-mole é criado em cativeiro e tem seus principais parâmetros físico-químicos monitorados durante todo o período de manutenção. Fatores determinantes para que isso ocorra com eficiência são:

  • salinidade e qualidade da água;
  • temperatura;
  • dissolução de amônia e oxigênio.

Para iniciar a fase de mudança, o animal precisa acumular reservas nutritivas, portanto, sua alimentação deve ser aumentada significativamente. Depois dessa etapa, o crustáceo começa a absorver água até inchar, aumentando o volume do corpo até que o seu antigo exoesqueleto seja rompido.

Em algumas horas, o invertebrado permanece sem “carapaça”, ficando totalmente mole e desprotegido. Apenas uma película fina, macia e frágil cobre seu corpo durante esse período, ficando no estado perfeito para consumo.

O que é preciso ter para fazer a criação de siri?

Levando em conta o fato de que existem milhares de espécies de caranguejos com necessidades de alimentação e habitat diferentes, criar siri-mole pode ser realmente desafiador. Primeiramente, você precisará de um tanque apropriado. Contudo, há como configurá-lo de modo que sirva para a maioria das espécies, inclusive o siri-mole.

Existem diferentes tipos de sistema para cultivo de siris, como as modalidades aberta, semifechada ou fechada. Quando falamos em criação de siri em nível industrial, geralmente opta-se pelo sistema fechado, por conta dos benefícios que essa alternativa proporciona em comparação aos outros sistemas.

A tendência é que o cultivo nos sistemas fechados aumente no mundo inteiro nos próximos anos por causa do aumento dos preços de imóveis em regiões costeiras. Felizmente, tecnologias para automação estão sendo desenvolvidas para suprir a demanda e valorizar esse produto no mercado.

A ideia do tanque é simular às condições ambientais em que um siri vive. Para isso, a base deve ser forrada com areia, cascalho ou um substrato com que a espécie se adéque facilmente. O material deve ser colocado até atingir cerca de 10 cm de altura do tanque, já que o siri gosta de escavar.

Lembrando que é preciso que o tanque tenha um lado completamente seco e outro molhado, com areia e rochas, pois, dessa forma, o crustáceo se adapta ao local rapidamente.

Se a espécie que você pretende cultivar for o Aratus, por exemplo, é importante que a salinidade da água esteja em torno de 9% para os adultos. Já os ovos, não têm resistência a baixas concentrações de sal, por isso, é preciso tomar cuidado e manter a água com uma salinidade de 25%.

Ainda no caso do Aratus, não há necessidade de filtragem, porém, o tanque precisará de uma pedra porosa e uma bomba de ar. Já outras espécies podem necessitar de um filtro, portanto, é importante obter esse tipo de informação com seu fornecedor.

Quais cuidados devem ser tomados?

Como já foi mencionado, alguns dos principais fatores que exigem mais atenção na criação de siri são os seguintes.

Temperatura do sistema

A maioria das espécies de crustáceos vive em temperaturas tropicais, que variam entre 24 a 28 graus. Por isso, dependendo da região do país em que você pretenda criar esses animais, pode precisar de um aquecedor, para que a água se mantenha nessa faixa de calor constantemente.

Comida

A alimentação é um dos pontos cruciais para que a criação de siri seja bem-sucedida, pois como esses crustáceos sofrem um aumento considerável de apetite durante a fase de ecdise e são onívoros — isto é, comem qualquer tipo de vegetal e animais aquáticos — se não forem alimentados adequadamente, podem, inclusive, cometer canibalismo.

Oxigênio da água

Para que o processo de muda seja realizado com sucesso, é fundamental uma manutenção de alto nível do oxigênio da água. Para que você tenha uma ideia, a maior causa de mortalidade de siris em cativeiro é a deficiência de oxigênio.

Portanto, é importante manter as concentrações de oxigênio dissolvido abaixo de 6,0 mj/L, já que o animal não consegue manter a sua respiração sozinho nessa faixa — pois os seus órgãos respiratórios tornam-se menos eficientes durante a ecdise.

Salinidade

O fato é que não há um nível “perfeito” de salinidade e temperatura para a criação de siri. Lembrando que o oxigênio diminui à medida que o sal e a temperatura são aumentados, por isso, é preciso fazer essa relação de maneira proporcional entre os três elementos.

Tenha em mente, também, que temperaturas muito baixas não são recomendas, pois elas influenciam no metabolismo dos siris, afetando o tempo de intervalo entre uma muda e a próxima.

Como você pôde ver neste conteúdo, a criação de siri tem aumentando significativamente em diversos países, pois esse invertebrado é considerado uma iguaria gastronômica de alto valor. Para cultivar esse animal, é preciso ter uma infraestrutura adequada, como um tanque que simule suas condições ambientais, temperatura, salinidade da água e níveis de concentração de oxigênio.

O assunto abordado neste artigo foi útil para você? Quer receber nossos posts diretamente em seu e-mail? Então, assine a nossa newsletter e se mantenha por dentro de todas as novidades!

Novidades

Cadastre-se na nossa newsletter
e receba notícias em seu e-mail

Selecione o assunto do seu interesse

    Banner Tanque Circular

    Materiais Gratuitos