+55 (11) 2139-2888 [email protected] Voltar para a página inicial
ACESSAR LOJA
+55 (11) 2139-2888 [email protected]
×

Plano Safra 2023/24: fique por dentro das informações

Modificado em: outubro 5, 2023

Sabia que o Plano safra 2023/24 já está valendo? Com ele, quem atua no campo pode se beneficiar de diversas formas, de modo a aumentar a produção e modernizar o maquinário agrícola, por exemplo. Nesse sentido, é importante conhecer quais os objetivos em relação ao campo, pois isso vai impactar diretamente a linha de crédito escolhida.

Ao longo deste artigo, explicaremos os detalhes sobre o funcionamento do Plano Safra 2023/2024 e as suas principais linhas de crédito. A ideia é mostrar que é possível não apenas lidar com despesas correntes, mas também com investimentos de médio e longo prazo, tornando o negócio cada vez mais lucrativo. Boa leitura!

Como vai funcionar o Plano Safra 2023/24?

Este é um programa do Governo Federal que existe há vinte anos. Os recursos são direcionados a empreendedores do campo, agricultores familiares e cooperativas, tendo em vista a expansão dos negócios ou o custeio das atividades cotidianas.

Todos os anos, o Plano Safra 2023/24 passa por atualizações. Em relação ao período 2023/2024, ele iniciou em 1º de julho e vai até 1º de julho do próximo ano, sendo que isso não é à toa. Afinal, este calendário segue as safras agrícolas do Brasil, de modo que o montante disponibilizado é de 340,88 bilhões de reais.

O básico a entender sobre o Plano Safra 2023/24 é que as suas linhas de crédito se subdividem segundo as necessidades específicas de quem atua no campo. Nesse sentido, os juros também variam, considerando a renda do produtor em um ano e a extensão de sua propriedade.

Quais as linhas de crédito disponíveis?

Quando se trata das linhas de crédito do Plano Safra 2023/24, faz-se a divisão básica em dois grandes grupos: custeio/comercialização e investimento. No primeiro, a ideia é obter, por exemplo, animais de engorda e custear aquelas despesas que são recorrentes da operação no campo.

Linhas de crédito para custeio e comercialização

A seguir, falaremos melhor sobre essas duas linhas de crédito, especificando os programas que pertencem a cada uma delas!

Pronaf Custeio

Na prática, este programa assiste tanto quem realiza atividades agropecuárias quanto não agropecuárias. Para se tornar elegível, a família do produtor rural precisa de uma renda bruta de até 500 mil reais no último ano. Além disso, a propriedade deve ser de, no máximo, quatro módulos fiscais.

Explicando rapidamente, um módulo fiscal é uma unidade de medida em hectares, e quem determina isso é o INCRA.

Pronaf Custeio Agroindústria

O foco deste programa do Plano Safra 2023/24 são pessoas físicas e jurídicas do campo. Cooperativas rurais também podem ser assistidas, tendo em vista, por exemplo, a industrialização da produção, comercialização de itens agrícolas e formação de estoque.

Pronamp Custeio

O Pronamp Custeio é uma linha de crédito voltada para produtores que atuam como posseiros, proprietários, parceiros ou arrendatários. Para se credenciar ao programa, é preciso ter renda bruta anual de até 2,4 milhões de reais, sendo que os juros e o limite são maiores do que no Pronaf.

Linhas de crédito para investimento

A seguir, falaremos de alguns dos principais programas do Plano Safra 2023/24 voltados para investimento. A diferença básica em relação ao custeio/comercialização é que, neste caso, a ideia é obter recursos não para pagar despesas correntes, mas sim viabilizar projetos de expansão do empreendimento rural, além de modernização com auxílio de máquinas e meios tecnológicos.

Pronaf Mais Alimentos e Pronaf Mulher

Ambos os programas do Plano Safra 2023/24 são direcionados a pequenos produtores rurais. Os recursos podem ser obtidos para diversos fins, como:

  • eletrificação e telefonia;
  • florestamento;
  • aquisição de equipamentos;
  • recuperação do solo.

Pronaf Agroindústria

Tanto pessoas físicas quanto jurídicas do campo e cooperativas podem se beneficiar do Pronaf Agroindústria. Um dos requisitos para ter acesso a essa linha de crédito é possuir uma produção própria, ainda que seja pequena.

Uma das formas de aplicar os recursos é como capital de giro, auxiliando o empreendimento a produzir mais e se desenvolver. Também é possível realizar melhorias em relação à modernização das unidades agroindustriais.

Pronaf Jovem

Pessoas entre 16 e 29 são o público-alvo do Pronaf Jovem. O requisito para conseguir esta linha de crédito do Plano Safra 2023/24 é ter feito alguma escola técnica agrícola ou, ainda, obter assistência de alguma empresa do setor.

Sobre a carência do programa, ela é de até 3 anos, sendo que os recursos podem ser aplicados de várias formas, como atividades envolvendo armazenagem e transporte de insumos.

Quais os benefícios dessas linhas de crédito e como aproveitá-las?

Um dos principais benefícios das linhas de crédito do Plano Safra 2023/24 é que os juros são acessíveis. Logo, o risco de endividamento tende a ser menor, e o empreendedor do campo obtém aquele recurso prontamente, a depender da sua necessidade.

Outro benefício é que os recursos liberados podem auxiliar o empreendimento rural a produzir mais e gerar empregos. Assim, movimenta-se uma quantia maior de dinheiro naquela propriedade e no seu entorno, beneficiando muitas pessoas, famílias e pequenos negócios.

Se a pessoa é pequena ou média produtora, por exemplo, já está elegível ao Plano Safra 2023/24. Com base nas opções mostradas no decorrer do texto, é preciso, no entanto, entender qual a finalidade específica do empreendimento rural, sendo que uma das exigências para agricultores familiares é ter em mãos o CAF, que é o Cadastro Nacional de Agricultura Familiar.

Hoje em dia, é possível apresentar a proposta ao banco digitalmente, tornando o processo menos demorado, em relação à aprovação ou indeferimento do pedido. Nesse sentido, algumas instituições que podem intermediar as solicitações dos agricultores são o Banco do Brasil e o BNDES.

Importante destacar que alguns bancos não têm essa autorização, cabendo ao produtor ver a lista de instituições credenciadas previamente. Hoje em dia, há outras opções além dos grandes bancos, como as startups do agronegócio, também conhecidas como agfintechs. Por fim, é preciso contar com a ajuda de um especialista, para que ele elabore o projeto técnico que será analisado antes da liberação ou não do crédito.

Como vimos, o Plano safra 2023/24 passou a vigorar em julho deste ano. Iniciativas como esta tendem a impactar bastante o agronegócio nacional, tornando-o mais moderno, produtivo e competitivo com o resto do mundo. Somos já uma grande referência na exportação de alimentos, mas sempre é possível ir além.

Siga a Sansuy nas redes sociais. Estamos em plataformas como Facebook, Instagram e LinkedIn!

Novidades

Cadastre-se na nossa newsletter
e receba notícias em seu e-mail

icon_newsletter

Selecione o assunto do seu interesse

    Banner Tanque Circular

    Materiais Gratuitos