Voltar para a página inicial

O que é mercado Offshore e como a Sansuy atua nessa área?

Modificado em: outubro 5, 2023

O mercado Offshore é formado por empresas que executam suas operações afastadas do seu território de origem. O termo está muito associado ao setor petrolífero que, frequentemente, envia suas plataformas de exploração ao alto-mar. A Petrobrás é um grande exemplo desse segmento no Brasil.

Também chamado de mercado de óleo e gás, é uma área que está em crescente expansão e movimenta bilhões de reais anualmente. Tendo em vista sua importância econômica, escrevemos este texto para explicar em detalhes como funciona e de que forma a Sansuy está inserida nesse cenário. Não deixe de acompanhar!

Quais são as características do mercado Offshore?

Offshore é um termo em inglês que pode ser traduzido como “em alto-mar” ou “longe da costa”, pois se refere à extração de petróleo e gás em poços marítimos. A Petrobrás é a maior empresa desse ramo no Brasil e uma das mais reconhecidas internacionalmente, chegando a atuar até mesmo em outros países.

Apesar de causar muita controvérsia com todas as questões ambientais envolvidas, este é um dos setores que mais contribui para a economia global. Além de ser a principal fonte energética do planeta, é um importante gerador de empregos, fomentador de pesquisas e facilitador de relações diplomáticas.

Para expor todo o seu potencial econômico para o Brasil, a empresa Ernst & Young (EY) e o Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (IBP) publicaram o estudo intitulado “A Relevância do Petróleo para o Brasil”.

De acordo com a pesquisa, o país tem mais de 27 bilhões de reservas de petróleo e gás, mas apenas 7% das áreas de bacias já foram estudadas. O pré-sal é uma das descobertas mais promissoras nesse sentido, pois se estima que tenha 5 km de reservatório e 178 bilhões de barris de óleo.

Os trabalhadores desse setor costumam receber salários 3,8 vezes superiores que a média salarial brasileira, e a expectativa é de que sejam criados 873 mil postos de trabalho até 2025.

Tudo isso significa que temos um imenso potencial de crescimento, que promoveria um grande salto no desenvolvimento socioeconômico do país e mudaria a vida de bilhões de brasileiros.

Diferença entre offshore e paraíso fiscal

Offshore e paraíso fiscal são termos frequentemente usados juntos, mas eles significam coisas diferentes.

Enquanto o termo offshore é usado para se referir a qualquer operação realizada em um país estrangeiro, como a abertura de uma conta bancária ou empresa, o termo paraíso fiscal refere-se a um país ou território que oferece benefícios fiscais significativos, como tributação mais favorável, regras flexíveis para negócios ou isenção de impostos sobre ganhos de capital.

O termo paraíso fiscal pode estar relacionado a operações offshore, mas é importante destacar que nem toda offshore é um paraíso fiscal. Embora seja comum a associação de offshores com paraísos fiscais, é possível que a abertura de uma offshore ocorra em outros países que não tenham essas características. 

Portanto, é importante ter atenção para não confundir os termos e entender as diferenças entre eles.

Diferença entre offshore e onshore

Offshore se refere às empresas que são abertas e operam em países diferentes daqueles onde estão localizados seus donos. Geralmente, são empresas que atuam em atividades relacionadas ao mar, como exploração de petróleo, gás ou energia eólica.

Já o termo onshore se refere a empresas que operam exclusivamente no mesmo país onde estão localizados seus proprietários. Essas empresas podem estar ligadas a diferentes setores, desde o comércio até a indústria.

Portanto, a principal diferença entre offshore e onshore é que a primeira se refere a empresas que operam em outros países, enquanto a segunda se limita a atuar no país onde está localizada a empresa.

Tipos de empresas offshore

Existem três tipos principais de empresas Offshore. Confira a seguir como é a atuação de cada uma delas.

Limited Liability Company (LLC)

A LLC é uma das formas mais simples de empresa offshore nos EUA e oferece aos proprietários a responsabilidade limitada de uma corporação e a flexibilidade fiscal e operacional de uma empresa individual ou parceria. A estrutura é semelhante às empresas LTDA no Brasil.

Ela é muito popular entre empresários americanos e estrangeiros que desejam investir nos Estados Unidos sem precisar de um visto ou residência no país. A LLC permite migrar 100% das suas atividades empresariais para um ambiente offshore, além de oferecer proteção legal aos seus membros em caso de dívidas ou processos judiciais.

No caso de empresários americanos que optam por este tipo de empresa, é possível expandir ou migrar suas operações para o exterior, realizando atividades completamente offshore.

International Business Company (IBC)

As International Business Companies (IBC) são empresas offshore que têm seu capital social e diretores localizados em jurisdições fora do país de residência de seus proprietários. As IBCs são conhecidas por serem fáceis e rápidas de serem constituídas, além de terem baixos custos operacionais e fiscais. 

Além disso, a IBC é caracterizada por ter um capital social internacional, ou seja, pode ser composta por sócios de diferentes nacionalidades.

Essas empresas são comuns em paraísos fiscais e são frequentemente utilizadas por indivíduos e empresas que buscam reduzir sua carga tributária e aumentar a privacidade e confidencialidade de seus negócios.

Trust

O Trust Offshore é utilizado para delegar a administração de bens e direitos a um trustee, com o objetivo de gerir esses recursos em uma jurisdição offshore. 

Dessa forma, é possível terceirizar a gestão e manutenção dos ativos, além de obter benefícios fiscais e de privacidade. O trustee é o responsável legal pelos bens e direitos, enquanto o beneficiário mantém o controle e os benefícios econômicos.

Qual é a importância da segurança nesse setor?

O mercado de óleo e gás está associado a uma série de riscos inerentes às suas atividades, o que tem sido amplamente debatido nas últimas décadas. As tecnologias desenvolvidas para o setor devem garantir a segurança de vidas humanas e do meio ambiente, mas também prevenir ações maliciosas.

As plataformas em alto-mar carregam substâncias inflamáveis e altamente tóxicas, além de ficarem expostas a condições climáticas severas. Por isso, a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) determina que todas as instalações marítimas devem estar de acordo com o Regulamento Técnico do Sistema de Gerenciamento da Segurança Operacional (SGSO).

O regulamento está alinhado às normas adotadas internacionalmente e abrange toda a extensão das atividades petrolíferas, das infraestruturas e práticas de gestão.

Também é muito importante ressaltar que o mercado de óleo e gás é um grande alvo para criminosos, devido ao seu imenso valor econômico. Exemplos disso são os ataques piratas a refinarias, atos terroristas, sabotagens, vandalismos e muitos outros.

De que maneira a Sansuy está presente nesse cenário?

O mercado Offshore é mais um dos segmentos que a Sansuy consegue atender com suas tecnologias. Confira, a seguir, quais são os nossos produtos que estão presentes nesse setor.

Bolsas para testes de carga

Um dos produtos que comercializamos para o mercado Offshore são as nossas bolsas d’água, também conhecidas como Water Bags, em inglês. Esses itens são usados para fazer testes de guindastes e têm uma capacidade que vai de 5 até 35 toneladas de água.

As Lifting Bags são outro tipo de bolsa que fabricamos para emersão, que é usada para fazer o içamento de pesos submersos. Elas são levadas para o fundo do mar e depois infladas, para que a força de impulso gerada consiga erguê-las para a superfície com o objeto.

As Life Boat Bags são bolsas d’água para realização de testes de baleeiras, que são embarcações usadas para dar assistência a navios ou plataformas de petróleo. Elas recebem pesos que vão de 100 a 500 litros e são colocadas no barco para testar sua capacidade de receber cargas.

Barreiras de contenção

Além das bolsas, produzimos uma barreira de contenção para situações de desastres ambientais, como derramamento de óleo ou petróleo. Tratam-se de boias fabricadas em lona de PVC e preenchidas com algum material flutuante. Elas são unidas a saias que ficam submersas na água, de modo a formar um círculo que impeça a passagem da substância tóxica.

Essas barreiras são divididas em dois tipos. As portuárias são menores e mais leves, sendo usadas em locais próximos de margens. Já as oceânicas são estruturas de grande porte lançadas em alto-mar, podendo chegar a 400 metros de extensão.

Quais são os diferenciais dos produtos da Sansuy?

Como você sabe, o mercado Offshore abrange procedimentos de alto risco. É por isso que a Sansuy atende rigorosamente as normas técnicas internacionais, fazendo com que a segurança seja o principal diferencial de nossos produtos para esse setor.

Os regulamentos definem, por exemplo, que uma bolsa d’água precisa ter seis vezes a resistência da carga de trabalho. Ou seja, uma bolsa de 35 toneladas precisa resistir a 210 toneladas.

Nossas bolsas não apenas atendem a esses critérios, como também se destacam por suas características inovadoras. Elas são fabricadas em lonas de PVC bastante flexíveis, leves e de acordo com o sistema de qualidade ISSO 9001:2008. Além disso, foram testadas e certificadas por laboratório europeu de prestígio internacional.

As expectativas para o mercado Offshore são bastante otimistas. O estudo publicado pelo EY em parceria com o IBP prevê que o setor gere 225 bilhões de reais em investimentos e 182 bilhões de dólares em arrecadação de impostos nos próximos 8 anos, além de 472 mil empregos até 2022. Apenas uma empresa de excelência como a Sansuy poderia contribuir para um cenário tão grandioso.

Para conhecer nosso portfólio de soluções, entre em contato conosco e saiba o que temos disponível para o seu projeto!

Novidades

Cadastre-se na nossa newsletter
e receba notícias em seu e-mail

Selecione o assunto do seu interesse

    Materiais Gratuitos